conecte-se conosco


Destaque

Mastigação incorreta pode causar até dor lombar, alerta especialista

Publicado

Da assessoria 

Considerada a maior causa de incapacitação no mundo, a dor lombar atinge 7 em cada 10 pessoas, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). As causas são as mais variadas e até a forma como você come pode causar aquela dor chata e persistente.

O fisioterapeuta e PhD em Neuroanatomia Mario Sabha explica que isso acontece porque os músculos mandibulares possuem ligações com o pescoço, cabeça e coluna. Qualquer problema em um deles pode causar dores em outras partes do corpo.

“Os músculos mastigatórios, assim como do corpo todo, acabam fazendo compensações e, por isso, qualquer desequilíbrio naquela região pode causar dores perto do quadril”, afirma.

De acordo com o especialista, não são raros os casos de pacientes que, por causa da mastigação incorreta, possuem outros sintomas, como distúrbios do labirinto, dores de cabeça e no ouvido.

“Algumas pessoas passam por diversos especialistas, fazem tratamento durante muitos anos e ainda permanecem com as dores, porque alguns exames não mostram esse tipo de disfunção”, diz.

Leia mais:   Mato Grosso receberá 24 mil doses da vacina AstraZeneca

“É preciso testar a dinâmica da mastigação para conseguir identificar um desequilíbrio”, completa.

O PHD em Neuroanatomia alerta ainda que os problemas bucais, somados à má postura, podem agravar o desconforto na lombar.

“A postura inadequada exige uma sustentação diferente da parte média e baixa da coluna e, se não tratada a tempo, pode recrutar outros músculos que acabam sofrendo sobrecargas causando dores em diversas regiões do corpo”, pontua o especialista.

Tratar o problema vai muito além do uso de medicamentos, conforme alerta da associação de médicos dos Estados Unidos, o Colégio Americano de Médicos (ACP). Sabha orienta procurar um especialista que ajude a identificar a origem do incômodo e consiga realizar a harmonização da mastigação e outras partes afetadas.

“É possível fazer um tratamento completo por meio de terapias manipulativas, proporcionando o relaxamento dos músculos, a mobilidade em algumas articulações do crânio, melhora da irrigação sanguínea de cabeça e pescoço”, diz.

“O fundamental é buscar profissionais que observem o corpo como um todo e não só a área dolorida para dar um diagnóstico correto e poder indicar o tratamento adequado para cada caso”, completa Mario Sabha.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Motoristas de ônibus escolares da prefeitura de Cáceres ganham na justiça o direito de receber Adicional de Periculosidade e de Insalubridade

Publicado

Assessoria

Depois de muito lutar com a gestão passada, os Guardas Municipais de Cáceres e os Motoristas de Ônibus Escolares começaram a ver o resultado de suas ações na justiça, com as primeiras implementações do Adicional de Periculosidade e de Insalubridade, que acarretará o aumento de 30% por cento no salário base da categoria dos guardas e de 20% para os motoristas.

Alguns motoristas e guardas municipais começaram, já este mês, a receber o adicional devido, e que nunca foi pago pela administração municipal nas gestões anteriores. A implementação dos adicionais tem se dado via processo judicial, após julgamentos de 1ª e 2ª Instância.

Nas ações ajuizadas pelos Guardas e pelos Motoristas, que são representados na justiça pelo Escritório Curvo e Pizzatto Advogados, os servidores pedem a implementação do adicional de 30% e 20% nos salários, que já tem sido realizada nos casos vencedores, mais o retroativo dos últimos cinco anos.

A justiça em Cáceres já confirmou o direito das categorias ao adicional e ao retroativo. A prefeitura recorreu dos casos, e agora a 2ª instância da justiça tem indeferido os recursos da prefeitura e garantido o direito dos profissionais, que há anos esperam pela melhoria salarial.

Leia mais:   Após queimadas, Poconé começa ações para evitar nova tragédia

Procurados pelo Jornal Oeste, os Advogados que representam os guardas disseram que a expectativa é de que a Justiça confirme todos os casos, e que até fim do ano a Prefeitura faça a implementação dos adicionais para quem ajuizou a medida.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Em Cáceres, Marinha abre 15 vaga no Curso de Formação para Aquaviários

Publicado

Assessoria
Visando contemplar ao cidadão cacerense a oportunidade de capacitação para marinheiro fluvial e conhecimento de convés e máquinas, a Agência Fluvial de Cáceres, abre em fevereiro as inscrições para o Curso de Formação de Aquaviários MARINHEIRO FLUVIAL AUXILIAR DE CONVÉS E DE MÁQUINAS – NÍVEL 1 (CFAQ-MAFC/MAFM).

Para se inscrever, homens e mulheres devem ter no mínimo 18 anos completos, ser brasileiro, possuir escolaridade inferior ao 6º ano do Ensino fundamental e estar em dia com as obrigações militares e eleitorais.

De acordo com o Comandante da Agência em Cáceres, capitão tenente Estanislau Geraldo de Carvalho, o cidadão capacitado como Aquaviário, tem maior possibilidade de ingressar no mercado de trabalho, principalmente nesta região onde o turismo é um dos pontos fortes da economia e com os rios sempre atrativos para a pesca.

Com carga horária de 50 h/a e com início previsto para o mês de abril, a Agência Fluvial de Cáceres disponibiliza de 15 vagas. O período de inscrições inicia em 04 de fevereiro até 08 de março.

O seletivo consta apenas de teste de suficiência física, com prova de natação na distância de 25 metros (sem limite de tempo) e permanência de flutuação sem qualquer auxílio e com duração de dez minutos. Para a realização do teste, os candidatos deverão apresentar atestado médico, emitido há menos de um ano, que comprove bom estado de saúde física, mental, visual e auditivas.

Leia mais:   Indígenas denunciam crime ambiental em Área de Preservação Permanente

Diante do quadro do Coronavírus, o 1º Sg-Et Márcio Rogério dos Santos Ferreira, encarregado do Ensino Profissional Marítimo, informa aos interessados que agendem atendimento, pelos telefones (65) 3223-2722 e 3223-1416, medida adotada para que não ocorra aglomerações.  Sargento Marcio ressalta que o candidato no ato da inscrição deverá apresentar documento que comprove a escolaridade exigida; RG, CPF, comprovante de residência, foto 3×4, ficha de inscrição preenchida e comprovante de pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 8,00.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana