conecte-se conosco


Destaque

Maracanã será liberado para os dois jogos da final do Campeonato Carioca

Publicado

A Federação de Futebol do Rio (Ferj) recebeu uma comunicação dando conta de que o Maracanã será liberado para os dois jogos da final do Campeonato Carioca nos dias 1 e 8 de maio. O presidente da entidade está nesse momento a caminho de evento na Barra da Tijuca com o prefeito Eduardo Paes, com quem se encontrou pela manhã, e integrantes do Rio 2016 e do Comitê Olímpico Internacional (COI). No evento, Paes pediu a liberação do estádio nas duas datas, conforme combinado mais cedo com Lopes, que ainda tentará fazer com que os jogos das semifinais sejam disputados no Maracanã.

O presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, também esteve no evento na Barra da Tijuca e confirmou oficialmente a liberação:

– Nós cedemos o Maracanã. O futebol do Rio é uma grande festa. Está confirmado – disse Nuzman.

A Ferj já buscava desde o início das conversas usar a arena também para as semifinais, o que acabou não sendo pedido pelo prefeito, que disse a Lopes pela manhã que só tiraria a decisão do torcedor carioca se fosse “impossível” a liberação. O pedido de Paes foi atendido rapidamente pela organização dos Jogos. A negociação se iniciou na última semana, em um encontro de dirigentes da Ferj com integrantes do Rio 2016 na sede da CBF.

Leia mais:   Detran-MT libera agendamento para atendimento presencial em diversas unidades do Estado

O ponto mais sensível agora é a operação, já que a concessionária que entregou o estádio em março para 2016 demitiu praticamente todo o seu quadro de funcionários. A Ferj já planeja fazer essa operação com as mesmas empresas que atuavam no Maracanã até fevereiro, e até a contratação de grupos de ex-funcionários da concessionária.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

PARA GRUPO PRIORITÁRIO – Remessa de 14,8 mil doses de Coronavac chega a MT neste sábado

Publicado

Assessoria

Governo do Estado confirmou na tarde de sexta-feira (7) que receberá neste sábado (8) do Ministério da Saúde 14.800 doses de Coronavac para a imunização dos grupos prioritários da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19.

A nova remessa de vacinas chegará em Mato Grosso às 10h20, no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, por um voo da Azul.

As unidades poderão ser utilizadas em pessoas de 60 a 64 anos e forças de segurança, salvamento e armadas. Para a vacina CoronaVac, o prazo de aplicação da segunda dose varia entre 14 e 28 dias. O detalhamento para cada público poderá ser conferido na resolução da Comissão Intergestores Bipartite (CIB).

Imediatamente após a chegada do imunizante, as equipes da Vigilância Estadual trabalharão no recebimento das doses, na conferência da quantidade, na catalogação dos imunizantes, no encaixotamento para distribuição e retirada dos municípios.

Simultaneamente à operação logística, as equipes administrativas trabalham na resolução da Comissão Intergetores Bipartite (CIB), colegiado que oficializa o quantitativo de doses a ser destinado para os 141 municípios. O Estado de Mato Grosso já recebeu 1.001.280 doses de imunizantes contra a Covid-19 e aguarda a chegada da nova remessa.

Comentários Facebook
Leia mais:   Terça-feira (04): Mato Grosso registra 366.948 casos e 9.948 óbitos por Covid-19
Continue lendo

Cáceres e Região

Indicação pede construção de uma réplica da histórica Ponte Branca e do Coreto da Praça Barão do Rio Branco

Publicado

Assessoria

Foi aprovada por unanimidade na Câmara Municipal de Cáceres, na Sessão Ordinária de segunda-feira (3), uma indicação que solicita a construção de um Coreto na Praça Barão do Rio Branco e uma nova Ponte Branca.

De autoria do vereador Franco Valério, a proposição ressalta o valor histórico da ponte e do coreto, retratados com nostalgia em matérias jornalísticas ao longo dos anos.

A ponte, situada entre as ruas General Osório e Riachuelo, no centro, servia como caminho dos estudantes da Escola dos Freis (Instituto Santa Maria) nos anos 70, 80 e 90, e, apesar dos esforços da comunidade local, foi demolida em 1998.

Já o coreto, embora fosse estrutura tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Cultural (IPHAN), não foi preservado corretamente na última reforça realizada na Praça Barão, segundo o vereador Franco – ele ainda denunciou a falta de intervenção dos órgãos fiscalizadores competentes quando das modificações feitas à época.

Franco conclui que a recriação destes dois monumentos históricos, ainda que em forma de réplicas, é uma forma de respeitar a memória de Cáceres e exaltar o potencial turístico da cidade.

Comentários Facebook
Leia mais:   Agora Online, União Estável entre pessoas do mesmo sexo completa 10 anos em Brasil
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana