conecte-se conosco


Economia

Manaudou vê pressão em Cielo: “Povo brasileiro está esperando por ele”

Publicado

Nadador francês já está com vaga garantida nos 50m livre e agora aguarda por Cesar Cielo. Fratus pode se “sobressair” nas raias do Rio, afirma atual campeão olímpico

Há quatro anos, o gigantão Florent, de 1,99m de altura, era só o irmão mais novo de Laure Manaudou, amada e criticada pelos franceses, mas símbolo da natação de seu país. Hoje, com 25 anos e uma medalha de ouro olímpica no peito, Florent Manaudou é o nome do momento das raias francesas. Depois do título conquistado em Londres 2012, o jovem francês afastou o rótulo de irmão de Laure, virou garoto propaganda em seu país e triunfou no Mundial de Kazan 2015, sendo até apontado pelos compatriotas como o “nadador mais veloz da história da natação”, embora ele não detenha o recorde do mundo da prova mais rápida em piscina longa, os 50m livre, que pertence ainda ao seu grande rival: o brasileiro Cesar Cielo. Os dois, aliás, podem se encontrar novamente nos Jogos Olímpicos do Rio. O atual campeão olímpico garantiu a sua qualificação para a prova durante a seletiva francesa de Montpellier, com o tempo de 21s42, enquanto o vencedor da prova em Pequim 2008 espera conseguir a vaga no Troféu Maria Lenk, a partir desta sexta-feira. Em Marselha, onde se prepara para a competição no Brasil, Florent acompanha com atenção as braçadas do adversário.

– Todos os atletas estão sob pressão, mas é verdade que o Cielo ainda tem mais do que eu, porque todo o povo brasileiro está esperando por ele e pelos seus resultados. Ele vai ter uma pressão extra no Rio – afirmou o campeão olímpico de Londres 2012, em entrevista por email ao GloboEsporte.com.

Florent Manaudou é mais um personagem da série “Tô Chegando”, do GloboEsporte.com, que vem apresentando destaques estrangeiros a caminho dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Rápido ao cair e deslizar na água, supersônico nas viradas e amante de Batman “porque ao contrário do Super-Homem, ele não tem poderes especiais”, Manaudou venceu o favorito Cielo nas raias de Londres há quatro anos, mas tem ainda engasgados aqueles 20s91 que o brasileiro impôs como recorde do mundo dos 50m livre em 2009 e que se mantêm intactos até hoje. Na sua preparação olímpica, o francês inclui o objetivo de quebrar essa marca mesmo no Brasil, terra de seu rival, além de tentar revalidar o título olímpico e confirmar a ótima participação no Mundial de Kazan, do qual trouxe três medalhas de ouro.

GloboEsporte.com: Quais são os seus objetivos para as Olimpíadas do Rio?
Manaudou: É sempre um prazer viajar ao Brasil. Eu quero muito disputar os meus segundos Jogos Olímpicos, estou ansioso, porque as recordações de Londres são tão bonitas, que tenho pressa em brigar por mais medalhas. Eu estou bem impaciente para poder batalhar com os meus adversários diretos. Neste momento, estou preparando os Jogos do Rio com muita vontade e da melhor maneira possível aqui com o staff do ciclo de Marselha, e o objetivo é trazer o maior número de ouros possível de volta para França.

Você disse no passado que precisaria melhorar a sua alimentação para enfrentar a preparação olímpica. O que é que mudou no cardápio?
Isso depende um pouco dos períodos, mas é verdade que neste momento eu estou bem mais atento a aquilo que como e que coloco no prato.

Florent Manaudou, natação, 50m Final (Foto: Agência Reuters)Em Londres, Manaudou levou a melhor nos 50m livre e ficou com o ouro. Cielo foi bronze (Foto: Agência Reuters)

O que falta para você conseguir bater o recorde mundial dos 50 metros estilo livre, que hoje pertence a Cesar Cielo?
Bom, vamos esperar por mais uma prova em piscina longa no Rio de Janeiro e logo veremos.

Você acha que o Cielo pode falhar na qualificação para os Jogos Olímpicos? Como é que você acompanha a situação dele à distância?
Todos os atletas estão sob pressão, mas é verdade que o Cielo ainda tem mais do que eu, porque todo o povo brasileiro está esperando por ele e pelos seus resultados. Ele vai ter uma pressão extra no Rio.

E o Bruno Fratus – já qualificado – aonde pode chegar?
É complicado responder, porque não estou acompanhando a preparação dele, mas vai nadar diante dos brasileiros, e é real que ele pode se sobressair nas raias do Rio.

A França é favorita no revezamento dos 4x100m livre?
Favorita eu não sei. Não cabe a mim dizer, mas o que posso dizer é que o revezamento francês funciona muito bem mesmo.

Você disse uma vez que o Rio de Janeiro é a cidade mais bonita onde já nadou. Qual é a sua relação com o Brasil?
Sim, é verdade. O Rio é a cidade mais bonita que eu já nadei, eu adoro a cidade do Rio de Janeiro, é sempre um prazer nadar no Brasil, principalmente pelo clima quente.

O que é que você mais gosta do Brasil?
O Rio de Janeiro e as praias cariocas, sem dúvida.

O problema do vírus da zika preocupa os atletas franceses?
Não, eu acho que os atletas franceses não estão muito preocupados com a questão da zika. Da minha parte, não estou nem um pouco preocupado com isso.

Algoz de Cielo em Londres, Manaudou faz homenagem ao Cristo Redentor (Foto: Satiro Sodré / SSPress)Algoz de Cielo em Londres, Manaudou faz homenagem ao Cristo Redentor em visita ao Rio (Foto: Satiro Sodré / SSPress)

Você já mencionou em uma entrevista que na natação conta mais o aspecto psicológico do que qualquer outra coisa. Como é que você cuida desse lado?
No esporte em geral o atleta tem de ter uma mente muito sólida e equilibrada. Quando você pratica natação, a um alto nível, ainda mais acentuada é essa exigência. É um esporte individual, você fica muito tempo dentro da água nadando com você mesmo e, para superar isso, você precisa ter uma cabeça de aço mesmo. Pode se tornar complicado se manter no topo neste esporte, quando a condição mental e a determinação não acompanham o seu esforço.

Você já tem algum plano para o pós-Rio de Janeiro? Vai continuar morando em Marselha? O que espera dos próximos anos?
Por agora, estou bem concentrado nos Jogos Olímpicos, que são o meu objetivo neste momento. Só penso na natação mesmo. Depois do Rio, eu tenho alguns projetos que quero tocar com o meu staff e estou bem acompanhado nesse campo. É muito importante pensar no futuro quando você pratica um esporte que pode te obrigar a parar a qualquer momento. Nenhum atleta está imune a isso, e é importante ter um projeto.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Estado irá doar 84 mil cestas básicas aos 141 municípios de Mato Grosso

Publicado

Vívian Lessa | Setasc/MT

A Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc-MT) iniciou na segunda-feira (29.03) as doações de cestas básicas do programa “Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus” para todos os municípios de Mato Grosso. No total, serão distribuídos mais de 84 mil kits de alimentos, contendo ainda um kit de limpeza e de higiene pessoal. A ação visa amenizar o sofrimento das pessoas mais carentes e é continuidade do trabalho realizado pela Pasta desde o início da pandemia, atendendo ao pedido da primeira-dama do Estado, Virginia Mendes.

Os representantes das secretarias de assistência social municipais irão retirar as cestas obedecendo a uma escala estabelecida pela Setasc, cujo cronograma se se estenderá até o dia 17 de abril.

A primeira-dama Virginia Mendes ressaltou que a pandemia trouxe inúmeros desafios, grandes perdas, e que qualquer ajuda direcionada para os mais vulneráveis tem grande importância.

       Secretaria de Assistência Social entrega cestas básicas e kits de higiene e limpeza ao município de Acorizal
Créditos: Josi Dias

“No ano passado conseguimos chegar aos 141 municípios, seja em parceria com as prefeituras ou com as instituições e entidades, aos locais mais distantes e às comunidades mais carentes. Para este ano, temos o mesmo objetivo de continuar atendendo diversos públicos como: aldeias indígenas, comunidades quilombolas, imigrantes, igrejas, associações de bairros, clubes de mães, entidades de apoio aos deficientes, pacientes em tratamento, catadores de matérias recicláveis, entre outros”, disse.

“A iniciativa irá beneficiar pessoas que vivem em situação de extrema vulnerabilidade. Através do apoio da nossa primeira-dama conseguimos beneficiar muitas famílias. E seguiremos com foco na segurança alimentar para 2021”, pontuou Rosamaria Carvalho, secretária da Setasc.

Devido a necessidade do programa, o Governo do Estado, através do programa Mais MT, direcionou R$ 42 milhões em recursos para a permanência da ação.  Com isso, iremos distribuir mais de 534 mil cestas básicas nos próximos anos.

Secretaria de Assistência Social entrega cestas básicas e kits de higiene e limpeza ao município de Barão de Melgaço
Créditos: Josi Dias

João Batista, que retirou as cestas básicas para o município de Rosário Oeste, localizado a 103 km de Cuiabá, agradeceu a iniciativa. “É uma bela ação do Governo do Estado que vai beneficiar muitas famílias carentes do meu município”, pontuou.

A secretária de Assistência Social de Acorizal, Eliene Zonoece, também agradeceu as doações. “Queremos agradecer a primeira-dama, Virgínia Mendes, e a secretaria Estadual de Assistência, Rosamaria Carvalho. Graças a Deus retiramos as nossas cestas e kits de higiene. A organização para a entrega foi nota 10. Deus abençoe ainda mais a Setasc, que continue sendo canal de benção para todos os municípios mato-grossenses”.

Secretaria de Assistência Social entrega cestas básicas e kits de higiene e limpeza ao município de Rosário Oeste
Créditos: Josi Dias

Cuiabá

As entidades de Cuiabá também serão contempladas com a entrega das cestas básicas. No ano passado, foram doados mais de 110 mil kits de alimentos e de higiene para as entidades que atuam na cidade, atendendo os mais variados grupos de pessoas vulneráveis. Somente neste ano, as doações beneficiaram mais de 12 mil famílias cuiabanas.

“Eu, como uma mulher cuiabana, sempre fiz questão de atender as instituições que atuam no município. Faço questão de participar pessoalmente de grande parte dessas entregas. A minha maior alegria é poder ajudar os cuiabanos que estão passando por necessidades”, pontuou a primeira-dama, Virginia Mendes.

A secretária Rosamaria acrescentou que a falta de trabalho, nesse momento de pandemia, no social “faz com que tenhamos que aumentar nossas ações em Cuiabá e levar o alimento diretamente a quem necessita”.

“Trabalhamos com as entidades, pois elas já conhecem de perto do trabalho da primeira-dama Virginia, pelo bom desempenho que teve à frente das ações sociais em Cuiabá, na época em que o governador Mauro Mendes comandou a Prefeitura”, disse.

O Programa

Iniciada em meados de abril, a campanha atendeu mais de 1,7 milhão de pessoas em 2020, levando em conta a distribuição de 330 mil cestas básicas.  E a primeira-dama também decidiu que a iniciativa será permanente em 2021, ajudando mais famílias em situação de extrema pobreza a terem segurança alimentar.

As cestas básicas entregues continham arroz, feijão, macarrão, óleo, sal, açúcar, café, farinha de trigo, sardinha, extrato de tomate, além de materiais de limpeza e de higiene pessoal. Desse total, cerca de 100 mil cestas foram distribuídas no período natalino, e receberam um incremento de um kit com panetone e guloseimas.

(mais…)

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Primeira parcela do Programa Fomento Produtivo será liberada na segunda-feira (22)

Publicado

Em torno de 56 famílias de agricultores receberão a primeira parcela do benefício no valor de R$ 1.400

Por Rosana Persona | Empaer | MT

A segunda parcela do benefício é no valor de R$ 1.000 – Foto por: João de Melo | Empaer

A segunda parcela do benefício é no valor de R$ 1.000

     Agricultores familiares de oito municípios de Mato Grosso, a partir de segunda-feira (22), já podem sacar a primeira parcela dos recursos do Programa Fomento às Atividades Produtivas Rurais do Governo Federal. Em torno de 56 famílias de agricultores receberão a primeira parcela do benefício no valor de R$ 1.400.

     O recurso é destinado às famílias em situação de pobreza pertencentes às comunidades tradicionais e povos indígenas que exerçam as atividades de silvicultores, aquicultores, extrativistas e pescadores. Cada família vai receber o valor total de R$ 2.400,00 e precisa estar inscrita no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal.

A extensionista social da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Denise Gutterres, fala que com objetivo de beneficiar mil agricultores familiares de 26 municípios, o Governo de Mato Grosso firmou um acordo de cooperação técnica com o Governo Federal para o repasse de R$ 2,4 milhões, que serão utilizados no fomento às propriedades rurais do Estado. As famílias cadastradas receberão assistência técnica por dois anos.

O recurso visa estimular a agricultura sustentável, contribuir para o incremento da renda dos beneficiários, a partir da geração de excedentes nas atividades produtivas, promover a segurança alimentar e outros. Segundo Denise, foi feito um levantamento das propriedades, verificando o potencial e a vocação dos agricultores.

Em seguida, foi feito o diagnóstico socioeconômico que permite avaliar as características das comunidades, habilidades e vantagens e identificar fatores limitantes que impeçam o seu desenvolvimento. “Após o diagnóstico feito na propriedade e definido o processo produtivo é que o agricultor poderá acessar o benefício”, enfatiza.

A maioria dos projetos são referentes a criação de aves caipira, produção de hortas e artesanato

Os técnicos da Empaer são responsáveis pela identificação, mobilização, assistência técnica e extensão rural aos agricultores com orientações quanto à aplicação do recurso no projeto produtivo. Conforme levantamento realizado, a maioria dos projetos são referentes a criação de aves caipira, produção de hortas e artesanato. Na primeira etapa, estão participando agricultores dos municípios de Alto Boa Vista (12), Cáceres (3), Cocalinho (3), Coniza (7), Confresa (12), Cuiabá (2), Gaúcha do Norte (16) e Várzea Grande (1).

Para receber a segunda parcela no valor de R$ 1.000 a extensionista Gutterres, explica que o agricultor precisa enviar a prestação de contas e em seguida, recebe o restante da parcela.  Os principais critérios para participar são: as famílias devem estar inscritas no Cadastro Único com renda per capita de até R$ 89,00, ter elaborado em conjunto com o técnico responsável o planejamento produtivo para aplicação dos recursos e residir em municípios com baixo IDH (Índice de Desenvolvimento Humano).

O Programa vai atender também os seguintes municípios:  Barão de Melgaço, Peixoto de Azevedo, Cocalinho, Água Boa, Nova Xavantina, Campinápolis, Ribeirãozinho, Tangará da Serra, Vila Bela da Santíssima Trindade, Mirassol D’Oeste, Vila Rica, Porto Alegre, Canabrava do Norte, Santa Terezinha, São Félix do Araguaia, Bom Jesus do Araguaia, Sorriso e Sinop.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana