conecte-se conosco


Estadual

Mais de 620 veículos apreendidos há mais de 60 dias serão leiloados pelo Detran-MT

Publicado

Para participar, os interessados deverão se cadastrar no site até o dia 20 de junho. Os lances se encerram no dia seguinte, 21 de junho, às 9h, horário local.

Mais de 620 veículos apreendidos há mais de 60 dias em Cuiabá, Nobres, Nova Mutum, Lucas do Rio Verde, Sorriso, Vera, Cláudia e Sinop serão leiloados pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT). Este é o terceiro leilão deste ano.

Os lances para os 628 veículos deverão ser ofertados a partir de 5 de junho somente no site da empresa leiloeira www.brbid.com. Para participar, os interessados deverão se cadastrar no site até o dia 20 de junho. Os lances se encerram no dia seguinte, 21 de junho, às 9h, horário local.

O presidente do Detran-MT, Gustavo Vasconcelos, destacou que a estimativa de arrecadação desta edição é de R$ 1,5 milhão.

Os valores arrecadados são destinados ao pagamento das pendências financeiras que cada veículo possui com a administração estadual, uma vez que o leilão não pode gerar lucro. Quando o valor arrematado pelo veículo for superior à dívida, é feito o ressarcimento ao proprietário. Porém, quando não há a quitação da pendência, o proprietário do veículo pode ser inscrito em dívida ativa.

Documentação

Os documentos necessários para pessoa física são: RG, CPF e comprovante de residência (com data máxima de 30 dias anteriores ao leilão). As pessoas jurídicas devem encaminhar cópias digitalizadas do contrato social devidamente registrado, cartão de CNPJ e documento de identidade RG e CPF do sócio dirigente, proprietário ou representante legal.

Comentários Facebook

Destaque

Prefeito distribui cloroquina nas unidades de saúde, em Cáceres, para tratamento do Covid-19

Publicado

Editoria – Sinézio Alcântara

Vários pacientes com casos confirmados e suspeitos de contaminação pelo novo coronavirus, em Cáceres, já podem ser tratados com Cloroquina. A prefeitura, através da Secretaria de Saúde, está distribuindo o medicamento nas unidades de saúde do município. A informação foi dada pelo prefeito Francis Maris Cruz.

“A Cloroquina já está disponível nas unidades de saúde da rede municipal. Porém, só é fornecida ao paciente do SUS que estiver prescrição médica para o medicamento” garantiu o prefeito. Atualmente, em Cáceres, conforme a SES, existem 21 casos confirmados e, dezenas de outros suspeitos de contaminação pelo Covid-19. Seis pessoas já morreram.

O prefeito revelou que, em razão de vários pedidos, principalmente, de familiares de pessoas com suspeita de contaminação pela doença, a administração teve que emprestar o medicamento de um hospital local. “Diante da demora do nosso pedido, resolvemos tomar emprestado. Tínhamos que atender as famílias que nos recomendam”.

Polêmica

O uso da cloroquina para tratamento do Covid-19 é bastante polêmico. Um grupo de profissionais da saúde assegura que não há eficácia, para a doença. E, que são grandes os efeitos colaterais. Por outro lado, a maioria da população defende o tratamento com a droga. Acredita que, a questão é política, levando em conta que, o presidente Jair Bolsonaro é um defensor do uso da cloroquina.

Leia mais:   Detran-MT inicia reciclagem de mais de mil veículos na região de Rondonópolis

Francis é um dos prefeitos do Estado a incentivar o tratamento do novo coronavirus com o medicamento. No entanto, antes de fornecer as unidades de saúde, ele se reuniu com a equipe médica do município para avaliar em que circunstâncias os pacientes poderão fazer uso do medicamento, levando em conta que,  alguns defendem o uso da droga no início da doença, outros somente, em casos mais graves.

Um dos principais defensores do medicamento, o presidente Jair Bolsonaro, divulgou neste mês orientações para médicos que tratam pacientes com a covid-19, reconhecendo a possibilidade de riscos colaterais graves e admitindo que não possui respaldo técnico sobre a utilidade da cloroquina. O documento assinado pelo Ministério da Saúde, afirma que a droga pode ser receitada até no caso de sintomas leves da doença.

Para isso, entretanto, o paciente precisa assinar um termo de consentimento em que afirma expressamente que ele sabe que não há estudos conclusivos de que a cloroquina melhoraria seu quadro de saúde e conhece os inúmeros efeitos colaterais que o medicamento pode causar, como problemas cardíacos, disfunção do fígado e problemas de visão. Logo, só terão acesso as medicações somente quem obtiver a prescrição médica.

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Pontes e Lacerda: PF realiza operação contra garimpo ilegal em terra indígena

Publicado

A Polícia Federal (PF) realiza nesta quinta-feira (28) a operação Alfeu em Mato Grosso, para o combate ao desmatamento e garimpo ilegal na região de Pontes e Lacerda (448 km a oeste da Capital), em uma terra indígena. São cumpridos 6 mandados de prisão e 7 de busca e apreensão.

A operação tem o objetivo de apurar associação criminosa voltada ao desmatamento e garimpo ilegal no Rio Sararé. A área está localizada na Terra Indígena Sararé, onde as investigações apontam a ocorrência de graves danos ambientais ao rio e à vegetação ciliar.

Leia também – Foragida da Justiça por envolvimento com Novo Cangaço é presa pela Polícia Civil

Os levantamentos indicam que as degradações aumentaram intensamente durante a pandemia da covid-19, com a crença dos criminosos de que os agentes públicos não atuariam para combater o crime na região.

A Operação Alfeu faz parte da ação nacional Verde Brasil 2 e conta com a participação de 200 agentes públicos federais, entre eles, policiais federais, militares, agentes da Fundação Nacional do Índio (Funai) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O nome da operação é uma referência ao deus do rio na mitologia grega. (Com informações da assessoria)

GD

Leia mais:   Segunda-feira (25): Mato Grosso registra 1.594 casos e 42 óbitos por Covid-19
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana