conecte-se conosco


Economia

Mais 24 mil trabalhadores ainda não sacaram o Abono Salarial em MT

Publicado

Os trabalhadores que ainda não sacaram o Abono Salarial ano-base 2017 têm até o dia 28 de junho para procurar uma agência bancária e retirar o dinheiro. Em Mato Grosso, 24.148 pessoas com direito ao benefício ainda não resgataram o recurso. O valor disponível para saque chega a R$ 15,76 milhões.

O Abono Salarial ano-base 2017 começou a ser pago em 26 de julho de 2018. Desde então, já foram pagos 341.402 trabalhadores no estado, o que representa 93,39% do total. Os valores sacados até 8 de maio (última atualização) passam de R$ 270,32 milhões. Os empregados da iniciativa privada, vinculados ao PIS, sacam o dinheiro na Caixa. Para os funcionários públicos (Pasep), a referência é o Banco do Brasil.

Leia também – A dois meses do fim do prazo mais de dois milhões ainda não sacaram abono salarial

Tem direito ao abono salarial calendário 2018/2019 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2017 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. Além disso, é preciso que os dados do trabalhador tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Leia mais:   Novo levantamento deve consolidar hegemonia de MT na produção agrícola do país

O valor a que cada pessoa tem direito é proporcional ao tempo trabalhado formalmente no ano-base. Quem esteve empregado por todo o ano recebe o equivalente a um salário mínimo (R$ 998); quem trabalhou por apenas 30 dias pode sacar o valor mínimo, que é de R$ 84 – o equivalente a 1/12 do salário mínimo.

GD

Comentários Facebook

Destaque

Novo levantamento deve consolidar hegemonia de MT na produção agrícola do país

Publicado

Assessoria

Será anunciado na quarta-feira (08.07), o 10º Levantamento da Safra brasileira de Grãos 2019/20, da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Caso se mantenha a tendência de resultados anteriores, Mato Grosso manterá a hegemonia nacional, com uma produção de 73,79 milhões de toneladas, o equivalente a quase 30% das 250,5 milhões de toneladas previstas para todo o país, segundo dados do nono levantamento, divulgado em junho.

Este resultado amplia ainda mais vantagem mato-grossense em relação ao segundo colocado no ranking nacional, o Paraná, para 34,17 milhões de toneladas, quase três milhões de toneladas superiores à diferença registrada na safra 2019/19. A produção atual prevista para Mato Grosso pelo nono levantamento da Conab é superior em 9,3% à anterior.

Os responsáveis por esta hegemonia são milho (34,279 milhões de toneladas), soja (34,516 milhões de toneladas) e caroço de algodão, com três milhões de toneladas previstas. Mato Grosso mantém ainda liderança na produção de algodão em pluma com dois milhões de toneladas previstos.

Leia mais:   Novo levantamento deve consolidar hegemonia de MT na produção agrícola do país

A soja colhida pelo agronegócio mato-grossense representa quase 30% produção nacional e 60% da região Centro-Oeste. Com relação ao milho, a produção de Mato Grosso equivale a 33,94% da nacional e 60% da regional.

Mato Grosso responde também por quase 70% da produção nacional de caroço de algodão quanto de algodão em pluma. No plano regional, estes percentuais ficam, respectivamente, em 94,29% e 94,26%.

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Caixa divulga calendário de saque do FGTS; pagamentos começaram no dia 29

Publicado

Vera Batista -Correio Brasiliense

A Caixa Econômica Federal liberou o calendário de pagamento do saque emergencial pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de até R$ 1.045 por trabalhador. Os valores começam a ser creditados em contas digitais — na quais o valor pode ser usado para pagamentos de contas ou para compras em estabelecimentos credenciados — em 29 de junho. A partir de 25 de julho, serão liberados os saques em espécie e transferência para outras contas. De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, para evitar aglomerações e risco de contaminação pela Covid-19, as datas são diferenciadas. O saque estava previsto na Medida Provisória (MP nº 946), publicada no dia 17 de abril, com o objetivo de reduzir o impacto da crise econômica pelo novo coronavírus.
Os pagamentos serão feitos de acordo com a data de nascimento do beneficiários, reforçou Guimarães. ” É uma questão operacional. Atualmente, oito em cada 10 brasileiros estão recebendo algum benefício neste momento”, explicou. Os trabalhadores também terão acesso, a partir de 19 de junho, pelo aplicativo da Caixa, à consulta do valor e da data do saque, que também poderá ser feito pelo site oficial da Caixa (www.fgts.caixa.gov.br), ou pelo número de telefone 111. A quantia vai depender do saldo que o empregado tiver na sua conta vinculada. A expectativa é de que 55 milhões de contas sejam abertas para esse fim.
“A cada semana faremos o crédito digital na conta dos brasileiros. Sempre às segundas-feiras, com exceção de 8 de setembro, porque dia 7 é feriado. Teremos, a partir do dia 29, pelas próximas 12 semanas a cada segunda-feira, cinco milhões de brasileiros recebendo esse depósito e terão o saque sendo permitido a partir de cada sábado”, afirmou Guimarães. Ele lembrou que, se o trabalhador tiver mais de uma conta do Fundo, a retirada começa por aquelas mais antigas, de empregos antigos (inativas), com mais dinheiro depositado. Mas independentemente do número de contas, o saque não pode ultrapassar os R$ 1.045.
Quem não quiser receber o saque emergencial, poderá informar a desistência pelo aplicativo FGTS, com pelo menos 10 dias de antecedência da data prevista para o crédito. Se a conta não for movimentada até 30 de novembro, o valor será devolvido FGTS com a remuneração do período. Se o beneficiário mudar de ideia, tem que avisar à instituição financeira até o dia 31 de dezembro, data limite do pedido.
As datas para depósito na conta digital e para saque na conta são a partir de 29 de junho e 25 de julho, respectivamente.

Crédito em conta poupança digital:

  • Nascidos em janeiro: 29 de junho
  • Nascidos em fevereiro: 6 de julho
  • Nascidos em março: 13 de julho
  • Nascidos em abril: 20 de julho
  • Nascidos em maio: 27 de julho
  • Nascidos em junho: 3 de agosto
  • Nascidos em julho: 10 de agosto
  • Nascidos em agosto: 24 de agosto
  • Nascidos em setembro: 31 de agosto
  • Nascidos em outubro: 8 de setembro
  • Nascidos em novembro: 14 de setembro
  • Nascidos em dezembro: 21 de setembro
Leia mais:   Novo levantamento deve consolidar hegemonia de MT na produção agrícola do país

Dinheiro disponível para saque e transferência:

  • Nascidos em janeiro: 25 de julho
  • Nascidos em fevereiro: 8 de agosto
  • Nascidos em março: 22 de agosto
  • Nascidos em abril: 5 de setembro
  • Nascidos em maio: 19 de setembro
  • Nascidos em junho: 3 de outubro
  • Nascidos em julho: 17 de outubro
  • Nascidos em agosto: 17 de outubro
  • Nascidos em setembro: 31 de outubro
  • Nascidos em outubro: 31 de outubro
  • Nascidos em novembro: 14 de novembro
  • Nascidos em dezembro: 14 de novembro
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana