conecte-se conosco


Estadual

Luverdense bate Bragantino fora de casa pela Série B do Brasileiro

Publicado

Bragantino e Luverdense se enfrentam no Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP), e o time mato-grossense levou a melhor vencendo a partida por 1 a 0, com gol do atacante Hugo. Com a vitória, o Verdão do Norte chega aos quatro pontos e o Bragantino segue zerado na Série B do Brasileirão.

A primeira etapa começou morna com as duas equipes se respeitando e criando pouquíssimas chances de ataque. O Bragantino só foi chegar ao gol do Luverdense aos 22 minutos em cobrança de escanteio e aos 26 em belo chute de Alemão que passa perto do travessão. O Verdão do Norte passou todo primeiro tempo sem nenhuma finalização ao gol de Felipe.

VEJA AQUI TODAS INFORMAÇÕES, VÍDEOS E O TEMPO REAL DA PARTIDA

No segundo tempo o Massa Bruta começou partindo para cima e em dois lances seguidos, aos 5 e 7 minutos, perdeu grandes chances de abrir o placar. Depois do sufoco no inicio, o Luverdense melhorou na partida e Hugo abriu o placar para o Verdão do Norte aos 33 em seu primeiro chute na partida.

Leia mais:   Seduc prorroga prazo para distribuição dos kits alimentação escolar

O Bragantino volta a campo na próxima terça-feira diante do Brasil-RS, 19h15, no Bento de Freitas, em Pelotas (RS). O Verdão do Norte pega o Avaí-SC no mesmo dia, às 20h30 (de MT), no Estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde. O GloboEsporte.com transmite as duas partidas em tempo real com vídeos dos principais lances.

VEJA A TABELA COMPLETA DA SÉRIE B

Fonte: CNE/G1

Comentários Facebook

Destaque

Covid-19: MT está com 87,11% de ocupação de leitos de UTI na rede pública

Publicado

G1 MT

Os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para pacientes com Covid-19 na rede pública de Mato Grosso registraram, nesse sábado (27), 87,11% de ocupação. Nas enfermarias, o índice é de 41%. Os dados são da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 392 internações em UTIs públicas e 361 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 87,11% para UTIs adulto e em 41% para enfermarias adulto.

Mato Grosso já registrou, até este sábado, 250.526 casos de Covid-19 e 5.786 mortes em decorrência da doença no estado. Foram notificadas 557 novas confirmações nas últimas 24 horas.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (53.656), Rondonópolis (19.387), Várzea Grande (15.878), Sinop (12.883), Sorriso (10.302), Tangará da Serra (9.981), Lucas do Rio Verde (9.332), Primavera do Leste (7.419), Cáceres (5.545) e Nova Mutum (5.064).

Reunião

Ele destacou que Mato Grosso já está com a taxa de ocupação de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) em 80% e não há como abrir novos leitos porque não há profissionais disponíveis.

A primeira reunião ocorre a partir das 8h30 e contará com a participação de secretários de Estado, representantes do Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas, Ministério Público, Defensoria Pública e demais instituições.

Já a segunda reunião, prevista para 11h30, será com a Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) e com os prefeitos dos 141 municípios.

De acordo com Mauro Mendes, a capacidade de atendimento nas UTIs públicas e privadas em Mato Grosso já está se esgotando, realidade que já tem assolado vários outros estados.

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Presidente da AMM participará da reunião com os poderes para discutir a situação dos municípios devido a pandemia da Covid-19

Publicado

Assessoria

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios, Neurilan Fraga é um dos convidados para a reunião virtual, promovida pelo governador Mauro Mendes com os demais poderes, na próxima segunda-feira, 01/03, ás 10.30h, para tratar da situação emergencial com a pandemia da Covid-19. Em seguida, ás 11.30h, outra reunião virtual está programada com os prefeitos, para debater as  medidas emergenciais a serem tomadas em relação aos municípios. Entre estas medidas, poderá ser  adotada a quarentena obrigatória em todo Estado

O Ministério Público do Estado pediu que a Justiça determine que as prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande criem decretos com medidas mais restritivas de prevenção, em um prazo de 24 horas. Medidas como o fechamento de qualquer atividade de lazer ou eventos que gerem aglomerações.

Na opinião do presidente da AMM, além de Cuiabá e Várzea Grande, como propõe o Ministério Público, os outros municípios também tem que ter medidas mais severas, haja visto que os pacientes mais graves, acabam sendo transferidos para Cuiabá e Várzea Grande, lembrando que na maioria dos municípios, principalmente os menores não tem leitos de UTI.

Leia mais:   TCE-MT e Governo do Estado assinam termo de cooperação para disponibilização e intercâmbio de informações fiscais

Fraga ressaltou ainda que, inclusive uma audiência pública que estava programada para o dia 4 de março,  em Vila Bela da Santíssima Trindade, com o objetivo de discutir o Zoneamento Socioeconômico Ecológico de Mato Grosso, organizada pela AMM e a prefeitura de Vila Bela foi cancelada. Estaria também na organização deste o evento a presidente da Associação Campos do Guaporé,  Terezinha Helena Staut Costa, o presidente do Sindicato Rural, José Teixeira e o presidente da Associação Ricardo Franco, Newton Mioto, com a participação de outras entidades do Estado, além de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e demais lideranças da região.

A  AMM vem orientando os prefeitos desde o início da pandemia na adoção de medidas restritivas como toque de recolher, uso de máscaras,  álcool em gel,  o distanciamento e o isolamento social, cancelamento de eventos públicos e privados, bem como medidas de restrição de atividades que geram as aglomerações, no sentido de evitar a propagação do novo coronavírus.

Entre as recomendações, estão também as relacionadas as atividades escolares. “Realizamos um levantamento com 128 prefeitos sobre o retorno, de que forma poderiam ser a retomadas das aulas. Não recomendamos nem mesmo no sistema híbrido, pois mesmo com todos os cuidados, poderá provocar aglomerações nas escolas, podendo ser apenas remoto. Neste momento, precisamos unir esforços par salvar vidas”, alertou Neurilan.

Leia mais:   Mato Grosso registra 244.610 casos e 5.694 óbitos

De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, já foram notificados 249.969 casos confirmados da Covid-19, sendo registrados 5.769 mortes em decorrência do coronavírus. “A situação é preocupante e por este motivo, estamos sempre emitindo notas técnicas e ofícios para os gestores com as recomendações de medidas urgentes e necessárias para a população”, disse ele.

Fraga destacou que em muitos municípios a capacidade de leitos de enfermaria e de UTI já está saturada. Por outro lado, o próprio sistema de saúde do Estado já está quase colapsado, sendo necessário a tomada de medidas mais restritivas para barrar o avanço da Covid-19 nestas últimas semanas.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana