conecte-se conosco


Brasileirão Série A

Levir lamenta chances e diz que Flu não teve competência para vencer

Publicado

Levir Culpi, Fluminense (Foto: Mauro Horita)Levir Culpi entende que Fluminense não soube aproveitar as oportunidades para ganhar a partida na Arena (Foto: Mauro Horita)

Em um jogo igual, pesou a competência nas finalizações. Foi assim que Levir Culpi explicou a derrota do Fluminense, na noite desta quarta-feira, em São Paulo. O 2 a 0 a favor do Palmeiras, pela terceira rodada do Brasileirão, gols de Vitor Hugo e Alecsandro, mostrou, no entender do treinador, o prejuízo de desperdiçar oportunidades. Fred, ao menos duas vezes, poderia ter aberto o placar, e dado outro rumo ao confronto.

Levir, na entrevista coletiva, avaliou o confronto como parelho. No primeiro tempo, realmente, houve equilíbrio. A segunda etapa foi dominada pelo Verdão. Aos 14 minutos, o time treinado por Cuca tinha resolvido a parada com os dois gols (veja os melhores momentos no vídeo abaixo).

– O jogo foi definido pela competência nas finalizações. Não tenho certeza, mas acho que nós tivemos mais chances do que o Palmeiras para finalizar. Eles tiveram mais competência. Então, tiveram o mérito da vitória – disse o comandante.

 

Não foi bem assim. O Palmeiras finalizou 15 vezes, o Fluminense, dez. Antes do intervalo, com empate parcial sem gols, Fred fez o que não costuma fazer: errou cabeçada, defendida por Prass, e isolou o chutar no rebote. Já em desvantagem, Scarpa perdeu outra chance após boa jogada de Richarlison.

– Sinceramente, jogamos contra um time que tem um dos melhores
elencos do país. O jogo foi equilibrado. Resultado ruim, mas normal. A
impressão é de que eles arrebentaram com a gente. Não foi isso. Houve
equilíbrio. Eles só fizeram os gols – completou Levir.

Com o resultado, o Flu está temporariamente na 13ª posição, com quatro pontos. O Botafogo é o próximo adversário, domingo, em Volta Redonda. 

A íntegra da coletiva:

Tempos diferentes
Foi diferente pois eles marcaram logo no começo. Então,
claro, foi diferente. Se a gente tivesse feito antes, ficaria a nosso favor.
Essa foi a diferença.

 

Superioridade do rival
Nós tivemos ótimas oportunidades e a bola não entrou. Isso é
normal, acontece. A gente criou. O jogo foi muito igual. Não foi muito
superior. Nada que possa demonstrar uma ausência de capacidade física. Todo
mundo correu legal.

Esquema
Não deu certo pois não fizemos gol. Se fizesse, dava certo.
O time teve postura legal, não foi inferior. Tivemos momentos de domínio. As
chances foram claríssimas. Assim, pensamos em outras coisas…

 

Bola parada
Me chateou muito. Por mais que se treine, não tem o domínio
da situação. É a jogada mais difícil da partida. Nosso time é muito bom, tem
jogadores altos e que cabeceiam bem. Estávamos preparados, mas isso deixou a
desejar. A nossa bola parada é melhor, mas eles foram mais eficientes.

 

Richarlison
A gente observa um monte de coisa para escalar. Qual foi a
partida espetacular que o Richarlison fez hoje? Só você está vendo isso.
Obrigado por dar força ao menino. Não foi nada a mais do que o normal. Vamos
ter três substituições quase em todos os jogos.

Fonte: Globo Esporte

Comentários Facebook

Brasileirão Série A

Em Minas, Cuiabá perde para o líder Atlético-MG e cai invencibilidade

Publicado

A Gazeta

Após 12 jogos sem derrotas fora de casa pelo Campeonato Brasileiro, o Cuiabá perdeu a longa invencibilidade que acumulava na série A para o líder Atlético-MG neste domingo (24), em Belo Horizonte, pela 28ª rodada do Brasileirão. O galo venceu por 2 a 1 e pôs fim a longa série do auriverde sem derrotas longe de casa.

O Dourado continua com 35 pontos, em décimo lugar na tabela de classificação. O Galo, por sua vez, chegou aos 59 tentos e é mais líder do que nunca.

A mil por hora, assim começou o início do jogo entre Cuiabá e Atlético-MG no Mineirão. Logo aos 2 minutos, Nathan Silva, contra, inaugurou o marcador em recuo infeliz para Everton, que viu a bola entrar lentamente no gol. Aos 4, Hulk, dentro da pequena área, deixou tudo igual após jogada ensaiada de escanteio.

O time mineiro conseguiu a virada com Jair, que completou de cabeça para as redes após assistência de Guilherme Arana.

No início da etapa final, Hulk marcou o terceiro para o Atlético, mas o gol foi anulado após a arbitragem pegar um toque de mão do atacante. Daí em diante o Atlético continuou pressionando, mas sempre parando nas defesas seguras do goleiro Walter.

À medida que o relógio foi passando, o Atlético deixou o Cuiabá mais a vontade para trabalhar com a bola e passou a contar com os contra-ataques. O Dourado martelou, porém não conseguiu criar chances claras de gol.

O próximo compromisso do Cuiabá no campeonato brasileiro é contra o Red Bull Bragantino no dia 1º de novembro, na Arena Pantanal, às 19h30 (de MT.

Comentários Facebook
Continue lendo

Brasileirão Série A

Seleção Brasileira encerra preparação para amistoso contra República Tcheca

Publicado

Programa No Mundo da Bola desta segunda-feira (25) também destacou a reta final dos principais campeonatos estaduais do país; ouça na íntegra

O programa No Mundo da Bola desta segunda-feira (25) destacou o amistoso da Seleção Brasileira com a República Tcheca. Waldir Luiz, Márcio Guedes, Bruno Mendes e toda a nossa equipe também analisaram a reta final dos principais campeonatos estaduais do país e as principais notícias do esporte nacional e internacional.

Clique no player e ouça o programa na íntegra:

No Mundo da Bola é transmitido pela Rádio Nacional do Rio de Janeiro, de segunda a sexta-feira, a partir das 17h. Para participar das transmissões, o internauta deve ligar para (21) 2117-6918 ou (21) 2117-6919.

Fale com a equipe de esportes das Rádios EBC pelo e-mail: esporte.radios@ebc.com.br.

Agencia Brasil
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana