conecte-se conosco


Cáceres e Região

Juba Supermercados parceiro no casamento comunitário do 2º Ofício

Publicado

O Juba Supermercados participou da realização do sonho de 52 casais, que se uniram em matrimônio, em um grande casamento civil comunitário realizado no último sábado (10), pelo Cartório do 2º Ofício de Cáceres.

A iniciativa faz parte do Projeto “Cartório Amigo – Ações para um futuro melhor”.

Segundo o Oficial Registrador e Notário, Juliano Alves Machado, o casamento buscou regularizar a situação de casais que, em sua maioria, já conviviam há um certo tempo. “O Casamento Social é gratuito para os casais que recebem até dois salários mínimos. Por isso, a relevância social do fato foi maior ainda”, observou Juliano.

Ele conta que Cartório do 2º Ofício realiza um número muito grande de atos gratuitos e essa ação foi mais uma que buscou o bem estar da comunidade Cacerense.

Pelas características sociais do evento, o Oficial Juliano Machado, convidou o Juba Supermercados como parceiro do acontecimento, para oferecer uma lembrança a cada casal.

O Diretor Administrativo do Juba, Mirko Ribeiro, entendendo a grandeza social do episódio, aceitou a parceria e abonou, além do presente, um botão de rosas para cada casal.

Leia mais:   Em entrevista, Adilson Reis fala sobre a hidrovia do Rio Paraguai

Os noivos receberam as lembranças das mãos da representante do Grupo Juba, a Psicóloga Kátia Deise Moreira. “Foi gratificante poder entregar um mimo e uma flor para cada casal. Ver a satisfação e alegria deles estampada em um sorriso, foi emocionante”, destacou Kátia.

Para Mirko Ribeiro, o valor da ação não se mensura, vale mais que qualquer outra coisa, pois é a realização de sonhos, um matrimônio coletivo com grande alcance social, regularizando uniões e garantindo direitos às famílias. “Fizemos questão de estar presentes neste momento celebrando com os 52 casais e partilhando desta alegria. Agradeço ao Juliano e todos servidores do Cartório do 2º Ofício, pela oportunidade de participar desta festa coletiva”, finalizou Mirko.

Assessoria Juba

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Final de semana será de muito calor na Região Oeste, e início da semana será marcado por chuvas em Cáceres

Publicado

A chance de chuva em Cáceres ficam em 90% na segunda-feira que tem mínimas de 22°C e 35°C.

O final de semana na região oeste do estado será marcado por altas temperaturas, muito sol, porém no inicio da semana será marcado pela previsão de chuva por Cáceres. Na segunda e terça-feira deve chover em Cáceres e outras cidades da região.

O Instituto de Previsão do Tempo e Estudos Climáticos (Inpe) aponta mínima de 24°C e máxima de 40°C para este sábado (19), em Cáceres. O domingo (20) terá entre 24°C e 37°C. A chance de chuva ficam em 90% na segunda-feira que tem mínimas de 22°C e 35°C.

A previsão para Pontes e Lacerda (226 km de Cáceres) neste sábado é que a mínima chegue a 21°C nos próximos dias e a máxima 36°C. As chances de chuvas ficam em 5%. Sendo que no domingo teremos mínimas de 22°C e 36°C.
Em Mirassol D’Oeste (80 km de Cáceres), a temperatura deve variar entre 20°C e 39°C no fim de semana.

O Inpe mostra que o fim de semana em Araputanga (122 km de Cáceres) será sem chuva e a temperatura fica entre 20°C e 38°C.

Leia mais:   Convenções partidárias definem nesta quarta-feira os candidatos que concorrem a sucessão de Francis em novembro em Cáceres

Em Porto Esperidião (190 km de Cáceres), a mínima será de 23°C e a máxima de 40°C no fim de semana. A chance de chuva é de 5%.

Por: Joner Campos

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Queimadas e seca do rio Paraguai levam prefeitura de Cáceres decretar situação de emergência

Publicado

A Prefeitura de Cáceres, um dos municípios mato-grossenses que abrangem o Pantanal, decretou situação de emergência em decorrência das queimadas na região causada pelo baixo volume de chuvas dos últimos meses.
Uma das áreas atingidas pelas chamas no município é a Estação Ecológica de Taiamã, uma unidade de conservação no Pantanal. O incêndio no Pantanal começou em julho e as chamas se alastraram, com o vento e o tempo seco, consumindo até agora mais de 2,9 milhões de hectares na região.
Outro problema grave é que a cidade é abastecida pela água do Rio Paraguai, que enfrenta a maior seca dos últimos anos.
De acordo com o prefeito Francis Maris, foram queimadas pontes, cercas, além de muitos animais que morreram queimado e outros danos nas propriedades rurais.
O decreto foi encaminhado para o governo do estado e Defesa Civil para homologação. O prefeito afirmou que, se for homologado e o município receber ajuda financeira, serão adquiridos mais caminhões-pipa e equipamentos usados no combate a incêndio.
Dos 24.593 km quadrados de extensão que o município possui, 60% fica no Pantanal e a maior parte dessa área foi atingida pelos incêndios.
Leia mais:   Universitários da Unemat apresentam projetos de Eletrônica e Robótica em live do MT Ciências
O decreto do dia 9 de setembro argumenta que Cáceres apresenta tem alto índice de calor, sendo considerado um dos recordistas dentre os municípios do país.
De acordo com o decreto, os focos de calor geram grande prejuízos públicos e econômicos levando a população a perecer mediante e perante grandes incêndios.
O coordenador de Proteção e Defesa Civil de Cáceres, Orisvaldo José da Silva, afirmou que, com o decreto, o município poderá receber recurso do governo federal para ajudar no plano de ação.
O Rio Paraguai atingiu nesta semana o nível fluvial mais baixo registrado pela Agência Fluvial da Marinha nos últimos anos, de 58 centímetros.
Em comparação ao mesmo período do ano passado, o nível de água está bem mais baixo. No dia 15 de setembro do ano passado, o índice era de 86 centímetros, uma diferença era 30 centímetros.
Na cheia, em março deste ano, o nível chegou a 4,4 metros, o maior nível deste ano.
Do G 1 MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana