conecte-se conosco


Tecnologia

iFood, Rappi e Uber Eats: conheça as diferenças entre os aplicativos de delivery

Publicado

Os aplicativos para pedir comida chegaram ao Brasil, vem ganhando força e ampliando suas áreas de atuação, e podem facilitar em muito a sua vida na hora da fome. iFood, Uber Eats e Rappi são os três mais conhecidos do País e possuem grandes arrecadações. Mas você já conhece as diferenças entre os apps? 

Leia também: Perdeu o celular no Carnaval? Confira o que fazer agora e como se prevenir

Ao passo que iFood e Uber Eats são exclusivamente aplicativos para pedir comida , o Rappi, além de fazer o delivery de alimentos, entrega o que for preciso. É o ‘entrega tudo’. Mas saber qual é mais vantajoso para o consumidor, levando em conta os preços de entrega, levanta algumas questões e pode variar de caso a caso. Confira:

iFood


iFood é um dos principais aplicativos para pedir comida, e se diferencia por possuir mais formas de pagamento e restaurantes
Divulgação/iFood

iFood é um dos principais aplicativos para pedir comida, e se diferencia por possuir mais formas de pagamento e restaurantes

Um dos mais famosos do País, o iFood já abrange mais de dez estados brasileiros e garante entregas na maior parte das cidades grandes do País, sobretudo na região Sudeste. Possui variada gama de restaurantes por já estar no mercado há mais tempo que os concorrentes aqui citados. Garante variedade nas formas de pagamento, incluindo cartão de crédito, PayPal, cartão de débito, Vale Refeição Alelo, dinheiro e até cheque – a oferta varia de acordo com o restaurante. Um diferencial é poder optar por pagar somente quando o pedido chegar. Caso ocorra algum imprevisto durante a entrega, não será necessário pedir seu dinheiro de volta.

A taxa de entrega varia de acordo com o restaurante, e a empresa oferece cupons que podem até isentar o valor do delivery. O app oferece, inclusive, um filtro para selecionar o valor máximo da taxa, que vai de grátis a R$ 32.

Leia também: Jovem pesa PlayStation como se fosse fruta e é preso após pagar R$ 37 no console

Rappi


Conheça as diferenças entre iFood, Rappi e Uber Eats, aplicativos para pedir comida com grande público no Brasil
Divulgação/Rappi

Conheça as diferenças entre iFood, Rappi e Uber Eats, aplicativos para pedir comida com grande público no Brasil

Mais abrangente dos três citados, o Rappi foge da exclusividade da entrega de alimentos e garante entrega do que for preciso. A plataforma disponibiliza, além de cardápios de restaurantes, itens de supermercados, de diversos tipos de lojas, farmácias, entre outros, a categoria ‘Qualquer Coisa’, em que a sua criatividade pode ser usada para entregar o que precisar. “Contanto que caiba na mala do nosso entregador, né?”, informa a companhia. Dentro do próprio aplicativo, é possível comprar e receber produtos ou até mesmo solicitar que entreguem no trabalho algum pertence esquecido em casa, por exemplo. Se quiser, você pode até mesmo fazer o delivery de dinheiro em espécie, com a função cash, dentro do próprio app.

O serviço de entregas, apesar de mais diverso, ainda é mais restrito do que o iFood no que diz respeito à área de atuação, e está disponível em algumas capitais brasileiras, além dos municípios de Campinas e Ribeirão Preto, em São Paulo. A taxa do frete pode variar, e sempre vale a pena acompanhar as redes sociais da marca para aproveitar cupons, que podem garantir boas refeições sem custo de delivery. As formas de pagamento são mais limitadas do que as do iFood: cartão de crédito, PayPal e dinheiro.

Uber Eats


Uber Eats é um dos aplicativos para pedir mais comida que concorre com iFood e Rappi no Brasil
Divulgação/Uber

Uber Eats é um dos aplicativos para pedir mais comida que concorre com iFood e Rappi no Brasil

Como o próprio nome deixa claro, é um serviço da Uber, conhecida pelo aplicativo de transporte. O Uber Eats , do ramo alimentício, tem como diferencial a possibilidade de conseguir comer de graça, pagando somente a taxa de entrega (que custa a partir de R$ 4,90). O recurso é garantido pelo serviço de compartilhamento de códigos de desconto para novos usuários, assim como ocorre no app de transporte. Outra funcionalidade garantida pela integração com o Uber ‘tradicional’ é poder usar os ‘Uber Créditos’ para obter desconto em seu pedido no Eats.

Mais um diferencial do app é permitir o agendamento do horário de uma entrega. Em contrapartida, a gama de restaurantes ainda não é tão abrangente quanto a do iFood. As formas de pagamento também são mais restritas: cartão de crédito  e dinheiro. Os locais atendidos, assim como no Rappi, também são bem menos variados do que os garantidos pelo iFood.

Leia também: Passa sua conta? Netflix perde quase US$ 200 mi por mês com empréstimo de logins

As três opções têm peculiaridades, vantagens e desvantagens, então procure avaliar a sua necessidade para uni-la aos melhores preços e comodidades garantidos pelos aplicativos para pedir comida .

Comentários Facebook

Tecnologia

Pornhub agradece Bolsonaro: buscas ao termo “golden shower” cresceram 688%

Publicado


Site de pornografia Pornhub agradeceu o presidente por impulsionar suas buscas em 688%
Mauro PIMENTEL / AFP

Site de pornografia Pornhub agradeceu o presidente por impulsionar suas buscas em 688%


O site Pornhub agradeceu, nesta quinta-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) por tornar popular o termo “golden shower” no Brasil. A plataforma, que é uma das maiores do setor ponográfico do mundo, comemorou o fato de suas buscas terem aumentado quase sete vezes após o capitão reformado ter mencionado a expressão em sua rede social.

Leia também: Bolsonaro repercute na web ao perguntar sobre ‘golden shower’; veja respostas

“Graças ao senhor agora todos os brasileiros sabem o que Golden Shower significa!”, escreveu, em português, a conta do portal Pornhub no Twitter. Ao lado da mensagem, o site anexou um gráfico, indicando que as buscas pelo termo no País subiram 688%.




O site de pornografia  também apontou que a procura por “golden shower” subiu 98% em todo o mundo.  Na tradução literal, o termo significa “chuveiro dourado”, e é utilizado para fazer referência a um tipo de fetiche sexual, quando eu parceiro urina na frente ou sobre o outro.

Entenda o caso


Jair Bolsonaro publica vídeo com conteúdo pornográfico no Twitter e Pornhub comemora
Reprodução/Twitter

Jair Bolsonaro publica vídeo com conteúdo pornográfico no Twitter e Pornhub comemora


Na última quarta-feira (6), Bolsonaro  perguntou, em sua conta oficial no Twitter, “o que é golden shower ?”. O questionamento foi feito pelo presidente após ele ter publicado, no dia anterior, um vídeo com cenas obscenas em que um homem introduzia o dedo no próprio ânus e, depois, pessoas aparecem urinando umas nas outras.

Leia também:Bolsonaro publica vídeo obsceno no Twitter e sugere que cena é comum no Carnaval

O capitão reformado associou as imagens ao Carnaval brasileiro: “Não me sinto confortável em mostrar, mas temos que expor a verdade para a população ter conhecimento e sempre tomar suas prioridades. É isto que tem virado muitos blocos de rua no carnaval brasileiro. Comentem e tirem suas conslusões:”, disse.





A atitude do presidente provocou uma  série de críticas de opositores, jornalistas e pessoas influentes, além de também alguns eleitores e apoiadores. Nas redes sociais, os internautas comentaram a resposta do Pornhub à polêmica:






Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Rainha Elizabeth publica foto no Instagram pela primeira vez

Publicado


O perfil da família real no Instagram ainda publicou um vídeo da rainha fazendo sua primeira postagem na rede social
Reprodução/Instagram

O perfil da família real no Instagram ainda publicou um vídeo da rainha fazendo sua primeira postagem na rede social

A rainha Elizabeth II chamou atenção nas redes sociais ao publicar, pela primeira vez, uma foto no Instragam oficial da família real britânica. A rainha registrou uma carta do Arquivo Real encontrada em visita ao Museu de Ciência Natural de Londres. Ao final da postagem, Elizabeth II ainda assinou seu próprio nome.

Leia também: Mais da metade dos brasileiros não consegue ficar um dia longe do celular

Visualizar esta foto no Instagram.

Today, as I visit the Science Museum I was interested to discover a letter from the Royal Archives, written in 1843 to my great-great-grandfather Prince Albert.  Charles Babbage, credited as the world’s first computer pioneer, designed the “Difference Engine”, of which Prince Albert had the opportunity to see a prototype in July 1843.  In the letter, Babbage told Queen Victoria and Prince Albert about his invention the “Analytical Engine” upon which the first computer programmes were created by Ada Lovelace, a daughter of Lord Byron.  Today, I had the pleasure of learning about children’s computer coding initiatives and it seems fitting to me that I publish this Instagram post, at the Science Museum which has long championed technology, innovation and inspired the next generation of inventors. Elizabeth R. PHOTOS: Supplied by the Royal Archives © Royal Collection Trust / Her Majesty Queen Elizabeth II 2019

Uma publicação compartilhada por The Royal Family (@theroyalfamily) em 7 de Mar, 2019 às 3:31 PST






“Hoje, ao visitar Museu de Ciência Natural, fiquei interessada ao descobrir uma carta do Arquivo Real escrita em 1843 ao meu tataravô, o príncipe Albert”, escreveu a rainha no Instagram . O texto, segundo Elizabeth, foi enviado por Charles Babbage, considerado o pioneiro da computação no mundo, à rainha Victoria e a Albert, seu marido, em julho de 1843.

Na carta, Babbage conta a Victoria e Albert sobre sua criação, a máquina analítica, que viabilizou o desenvolvimento dos primeiros programas de computador por parte de Ada Lovelace, filha do lorde Byron. “Tive o prazer de aprender sobre iniciativas de crianças em codificação informática e me parece apropriado publicar este post no Instagram, no Museu de Ciência, lugar que defendeu a tecnologia e a inovação por muito tempo e inspirou a próxima geração de inventores”, acrescentou Elizabeth.

Leia também: WhatsApp, Messenger e Instagram Direct serão integrados, diz Zuckerberg

O perfil da família real no Instagram, que atualmente tem 4,6 milhões de seguidores, também publicou um vídeo da rainha fazendo sua primeira postagem na rede social. Por volta das 17h desta quinta-feira (7), a publicação já tinha mais de 850 mil visualições e cerca de 3,5 mil comentários – a maioria, claro, empolgada com a nova “social media” da realeza britânica.

Não é a primeira vez que a rainha “moderna”causa furor nas redes sociais. Em 2014, Elizabeth II também chamou atenção ao publicar o primeiro tuíte seu no perfil oficial da família real , também sobre o Museu de Ciência Natural de Londres. Naquele dia, apenas meia hora depois de ter sido compartilhada, a publicação havia sido retuitada mais de 3 mil vezes.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana