conecte-se conosco


Cáceres e Região

IFMT Campus Cáceres realiza oficinas ambientais no 38º FIPE

Publicado

Com foco para o uso sustentável da biodiversidade, atividades reuniram mais de 200 crianças de escolas públicas municipais

No propósito de estimular a reflexão desde a infância sobre o universo de possibilidades e de uso sustentável da biodiversidade, docentes e estudantes de Engenharia Florestal e coordenação da Ativa Incubadora do Instituto Federal de Mato Grosso, IFMT Campus Cáceres-Prof. Olegário Baldo realizaram durante todo o dia desta quarta-feira (10.07.2019), no 38º Festival Internacional de Pesca Esportiva de Cáceres (FIPe), cinco oficinas ambientais nas áreas de Botânica, Agricultura e Ciência do Solo envolvendo mais de 200 crianças de escolas municipais.

As temáticas são objetos de projetos de ensino, pesquisa e extensão no IFMT Cáceres e essas equipes de servidores e estudantes fazem um trabalho essencial de difusão dos conhecimentos para a comunidade. Aqui no FIPE, mesmo em férias escolares, resolveram participar ministrando as oficinas voluntariamente nesse trabalho de sensibilização das questões ambientais para nossas crianças”, afirmou o diretor-geral do campus, Salmo César da Silva.

Entre as atividades práticas, lúdicas e de degustação, o projeto coordenado pela professora Iris Gomes Viana, doutora em Biodiversidade e Biotecnologia, realizado por sete estudantes do 5º semestre de Engenharia Florestal, aguçou os sabores e curiosidades sobre a importância dos vegetais na alimentação com a oficina intitulada “Conhecendo as Plantas de uso alimentar e as PANC’s (Plantas Alimentícias Não Convencionais)”.

Além de aprender sobre os vegetais, seus usos diversos na alimentação e valores nutritivos, as crianças degustaram e avaliaram pratos como pudim com erva mate, farofa do umbigo da banana, frango ao molho branco e calda de carambola, bolinho de arroz com taioba, brigadeiro de biomassa de banana verde, bolo de castanha de caju e chá de amendoim.

Em oficina sobre Minhocultura ministrada pelo mestre em Agricultura Tropical, Vagner Aniceto Teixeira, gerente local da Ativa Incubadora do IFMT Cáceres, as crianças descobriram os benefícios da minhoca e a sua importância no preparo e fertilização natural do solo. De acordo com Vagner, integrada a perspectiva da educação ambiental, a oficina contribui na formação das crianças para o empreendedorismo, incluindo o despertar para alternativas de produção de adubo orgânico.

Também na área de Ciência do Solo, estudantes de Engenharia Florestal, sob a coordenação do professor Juberto Babilônia, doutor em Geografia com ênfase em estudos dos solos, ministraram a oficinaPintura com Solos” com objetivo de promover, por meio da arte, o conhecimento sobre a importância do solo para a vida no planeta e o despertar para a necessidade de sua conservação. Em meio a pincéis e cartolinas, as crianças foram dando formas a imaginação com os solos utilizados como tinturas.

Aqui de uma maneira didática e educativa, por meio da arte, elas conhecem o solo e suas principais características. Ao perceberem, por exemplo, a diversidade de cores dos solos aprendem que eles são compostos de maneira diferentes. O objetivo é que esse conhecimento ajude a entender a importância que o solo tem para a vida dos seres vivos e a partir daí despertar para as várias práticas e maneiras de como conservar o solo”, explica a acadêmica Creunice Nascimento.

Realizadas em parceria entre o IFMT Cáceres e a Prefeitura Municipal de Cáceres, por meio da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura, as oficinas ambientais no 38º FIPE foram coordenadas pela Ana Paula Barrento, a gerente de meio ambiente e paisagismo, Paula Oliveira e a bióloga Liandra Pinheiro.

Integraram a equipe de produção e monitoria das oficinas as acadêmicas de Engenharia Florestal, Maria José Pires, Nicolly dos Santos, Danielly Miranda, Creunice Nascimento e Luara Camila e os acadêmicos Alisson de Souza e Johny Marinho.

Edna Pedro  DRT RJ 5056/2001
Assessoria de Comunicação
IFMT/Campus Cáceres – Prof. Olegário Baldo
(65) 3221-2631
Comentários Facebook
Leia mais:   Primeiro exame para covid-19 em Adriano Silva dá negativo

Cáceres e Região

Primeiro exame para covid-19 em Adriano Silva dá negativo

Publicado

Assessoria

O primeiro resultado do exame para covid-19 feito nas amostras de Adriano Silva deu negativo. O presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso faleceu na noite desta quarta-feira (3), em Cuiabá, após uma série de paradas cardiorrespiratórias. Adriano apresentava sintomas da covid-19 desde o domingo (1).

Ao GD, um familiar de Adriano informou que esse é apenas o primeiro laudo e que uma contraprova é aguardada. Para este primeiro exame, requisitado pelo Hospital São Luiz, em Cáceres, onde Adriano estava inicialmente internado, as amostras biológicas de Adriano foram coletadas na segunda (2).

O exame foi realizado pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Estado (Lacen) pelo método RT-PCR em tempo real, considerado o teste padrão-ouro para o diagnóstico de infecção por coronavírus, sendo o método de referência no Brasil para confirmar covid-19.

Adriano foi transferido de Cáceres, onde estava internado, para a clínica Femina na capital. Professor do curso de Direito da Unemat e ex-reitor da instituição, ele contou em uma rede social no dia 1º que passou mal e procurou um médico que o recomendou a internação. Na quarta, Adriano teve complicações pulmonares, foi entubado e transferido para Cuiabá.

Leia mais:   Vara do Trabalho de Cáceres incentiva o uso de Carteira de Trabalho Digital

Por volta das 20h47, o governo de Mato Grosso confirmou a morte do presidente da Fapemat.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Em mensagem de despedida, Marcinho diz que Adriano deixa um legado de idealismo e perseverança

Publicado

A partida prematura do nosso amigo e companheiro Adriano Silva irá proporcionar uma lacuna, não impossível, mas muito difícil de ser preenchida nos meios socais, familiares e políticos, em Cáceres.

Idealista, o professor e ex-reitor da nossa Unemat, Adriano deixa ao povo mato-grossense, um legado de homem público honesto e justo.

A população, as autoridades, mas principalmente, a comunidade acadêmica, certamente, reconhecerá, para sempre, a realização do seu grande sonho de tornar realidade os cursos de Direito e Medicina da instituição.

Mas, não foram só isso, Adriano será lembrado pela sua perseverança, nos meios políticos. O desejo de ajudar no desenvolvimento de sua cidade natal, fez com que ele pleiteasse galgar passos largos no cenário político.

Embora, não tenha obtido sucesso, nos pleitos que disputou, Adriano jamais desistiu em se perseverar. A sua bandeira era estar presente; era somar; era defender os interesses de Cáceres.

O povo mato-grossense, mas, em especial, o cacerense, o terá para sempre no coração e na memória como um grande homem, pai, companheiro, profissional e amigo.

Leia mais:   Soldados do Exército destroem carro e casa durante perseguição policial

Que Deus conforte a família.

Marcinho Lacerda!

Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana