conecte-se conosco


Policial

Homens têm papel fundamental no combate à violência contra a mulher

Publicado

Nara Assis | Sesp-MT

Projeto é realizado pela Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande desde 2014 – Foto por: Tchélo Figueiredo / Secom-MT

Posse e domínio. Na maioria dos casos de violência doméstica praticados contra mulheres, este é o sentimento que predomina como motivação. E é justamente isso que o projeto Papo: De Homem para Homem tenta desconstruir. Idealizada pelo titular da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso (DEDMCI) de Várzea Grande, Cláudio Álvares Sant’Ana, a iniciativa visa conscientizar os homens com relação ao combate da violência contra a mulher.

Só em 2019, o projeto alcançou cerca de mil pessoas. A ideia surgiu quando ele assumiu a DEDMCI, em junho de 2014, ao perceber que além da Lei Maria da Penha (11.340/06), que oferece proteção às vítimas, era necessário também desenvolver um trabalho preventivo junto ao público masculino. Segundo o delegado, a legislação é considerada a terceira melhor do mundo, mas o Brasil ainda é o 5º país com maior número de homicídios de mulheres, segundo o Mapa da Violência 2015.

“É uma questão cultural, o comportamento machista está arraigado na nossa sociedade. Pensando nisso, além das conversas com os homens nas empresas e órgãos públicos, fazemos palestras nas escolas também, trabalhando na base da educação dos jovens a importância de respeitar as mulheres, e entender que elas têm autonomia sobre a própria vida e o próprio corpo”, ressalta Cláudio Álvares.

Leia mais:   Polícia Civil recupera parte de dinheiro, cheques e joias furtados de loja

O projeto ganhou força em 2018, conforme a iniciativa foi sendo divulgada e estruturada. “Fazemos a conscientização sobre os desgastes e o sofrimento que isso gera, não só para a mulher, mas para o homem também, e toda a família. Eu costumo dizer que a violência física dói muito, é traumática, mas as palavras, as humilhações e os gestos agressivos são difíceis de superar, é algo que machuca profundamente”.

A importância do envolvimento masculino nesta luta é o foco do Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres, celebrado nesta sexta-feira (06.12). Mas o delegado frisa que é preciso adotar esta postura diariamente, na contramão dos números. Só a DEDMCI de Várzea Grande teve 1.650 inquéritos instaurados este ano e 1.690 concluídos (o número é maior porque inclui investigações iniciadas em 2018). Também em 2019, foram efetuadas cerca de 40 prisões pela unidade.

Sobre a data

O Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres foi oficializado por meio do Decreto de Lei nº 11.489, de 20 de junho de 2007. A data remete a um caso de violência contra as mulheres que chocou o mundo. Em 06 de dezembro de 1989, Marc Lepine, um jovem canadense de 25 anos, invadiu uma sala de aula da Escola Politécnica de Montreal (Canadá) e ordenou que todos os homens abandonassem o local, para que pudesse assassinar todas as mulheres daquela turma.

Leia mais:   Projetos sociais da PJC atendem mais de 25,3 mil pessoas durante o ano

Logo após o ato hediondo, Marc suicidou-se, e deixou uma carta explicando os motivos que o levaram a isso. Ele não admitia que mulheres frequentassem o curso de Engenharia, uma área tradicionalmente masculina, segundo Marc. Comovidos e chocados com este caso, um grupo de homens canadenses criou a Campanha do Laço Branco (White Ribbin Campaign), um movimento que visa fomentar a igualdade de gêneros e uma nova visão sobre a masculinidade.

Assim, o Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres nasceu da Campanha Laço Branco, que no Brasil é coordenada pela Rede de Homens pela Equidade de Gênero (RHEG).

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Polícia Civil apreende 17 quilos de maconha e prende um suspeito em Várzea Grande   

Publicado

Assessoria/PJC-MT

Durante diligências na manhã deste sábado, equipes da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE) apreenderam 17 quilos de maconha tipo skank e prendeu uma pessoa em flagrante suspeita pelo comércio de entorpecentes . A apreensão foi realizada em uma casa no Jardim Eldorado, em Várzea Grande.

Além da maconha, os policiais apreenderam substâncias utilizadas para mistura ao entorpecente, embalagens e apetrechos para a distribuição de drogas, celulares e uma motocicleta.

A equipe da delegacia localizou a residência após investigações que apontavam a casa como um provável ponto utilizado para o tráfico de entorpecentes. Durante a ação foi constatado que a residência é um ponto de armazenagem, empacotamento e distribuição de entorpecentes.

A droga e os materiais apreendidos foram encaminhados à DRE. O delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixeira autuou o suspeito em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. O suspeito confessou que estava sendo pago para cuidar da droga. Ele foi encaminhado para audiência de custódia na justiça.

As diligências continuam para apurar se há envolvimento de outras pessoas com o comércio de drogas na região.

Leia mais:   Polícia Civil prende mulher que tentava transferir veículo utilizando documento falso

Denúncia

A Polícia Civil tem o serviço de denúncia pelo número 197 e também um canal exclusivo via WhatsApp para recebimento de informações referentes ao tráfico de drogas: (65) 9 9989-0071. O sigilo é absoluto.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Policiais civis recebem orientações sobre Nova Lei de Abuso de Autoridade

Publicado

Assessoria/PJC-MT

Policiais da Gerência de Operações Especiais da Polícia Judiciária Civil participaram nesta sexta-feira (24.01) de uma palestra sobre a Lei 13.964/2019 – Nova Lei de Abuso de Autoridade. As orientações foram repassadas pelo delegado Marcel Gomes Oliveira, que atua na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá.

O objetivo foi orientar os policiais quanto aos novos tipos penais, e suas consequências, proporcionando conhecimento necessário para a atuação policial e evitando que incorrer em crime previsto na nova lei.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Leia mais:   Polícia Civil apreende 17 quilos de maconha e prende um suspeito em Várzea Grande   
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana