conecte-se conosco


Sem categoria

Há quem acredite que a Mercedes trabalha para o campeão ser Rosberg

Publicado

Nem todos creem que as dificuldades de Hamilton são apenas resultado do acaso

Pronto, agora para muitos fãs da F1 a coisa ficou totalmente clara: a substituição do câmbio no carro de Lewis Hamilton no GP da China, levando-o a perder cinco colocações no grid, faz parte de uma conspiração da Mercedes para que este ano o campeão seja o seu companheiro, Nico Rosberg, vice de Hamilton em 2014 e 2015.

Nem todos acreditam que as dificuldades de Hamilton não apenas nas duas etapas do campeonato em curso, Austrália e Bahrein, como nas três seguintes ao título de 2015, México, Brasil e Abu Dabi, todas vencidas por Rosberg, são apenas o resultado do acaso. Seria muita coincidência.

Lewis Hamilton, Nico Rosberg, Lewis Hamilton, GP do Bahrein, Fórmula 1 (Foto: AP)Lewis Hamilton, Nico Rosberg, Lewis Hamilton, GP do Bahrein, Fórmula 1 (Foto: AP)

Quando Hamilton deixar os boxes nesta quinta-feira, às 23 horas, no primeiro treino livre do GP da China, terceiro do calendário, saberá que na melhor das hipóteses vai largar, domingo, na sexta colocação no grid. O grupo de técnicos coordenados por Paddy Lowe, diretor técnico da Mercedes, concluiu, depois da prova de Bahrein, dia 3, que o câmbio do seu Mercedes W07 Hybrid apresentava desgaste não esperado.

Provavelmente a causa foi a maneira como Hamilton teve de pilotar na corrida disputada em Sakhir, ao ser atingido na primeira curva pela Williams de Valtteri Bottas. O choque danificou os defletores laterais, criando assimetrias aerodinâmicas no W07 Hybrid. Como nos 5.451 metros do traçado de 16 curvas do Circuito Internacional de Xangai as ultrapassagens são possíveis, Lowe orientou a troca do câmbio, a fim de reduzir os riscos de um abandono.

O fato é que, ao menos na teoria, Rosberg tem no fim de semana chances de ampliar a diferença para Hamilton na classificação do campeonato. O alemão soma 50 pontos das duas vitórias e Hamilton, 33, do segundo lugar em Melbourne e o terceiro em Bahrein. O terceiro colocado é Daniel Ricciardo, da RBR, com 24.

Acidente Hamilton X Bottas GP do Bahrein 2016 Fórmula 1 (Foto: Getty Images)Acidente Hamilton X Bottas no GP do Bahrein de 2016 (Foto: Getty Images)

Logo depois dos primeiros testes da pré-temporada, em fevereiro, no Circuito da Catalunha, em Barcelona, já havia quem dissesse que 2016 seria o ano de Rosberg na F1. Mais maduro por disputar dois campeonatos ao lado de Hamilton e tendo realizado um trabalho científico na sua evolução como piloto, seria um adversário mais difícil de ser superado.

Leia mais:   Eliene Liberato reúne com Secretário de Saúde do estado e viabiliza novos 05 leitos de UTI

Mas além de Rosberg ter crescido, em todas as áreas, a Mercedes teria mais interesse em vê-lo campeão a Hamilton. Para a escuderia, se Rosberg conquistar o título, a opinião pública entenderia não ser necessário um piloto supertalentoso, como o inglês, para ser campeão com a Mercedes. Mesmo um bom piloto, tenaz, inteligente, seria capaz de ganhar o Mundial, tal a excelência do chassi, da unidade motriz e da eficiência geral de operações do grupo da Mercedes.

Tudo isso não passa de uma reação natural de parte da torcida depois de Hamilton ser campeão duas vezes seguidas e a Mercedes continuar dispondo do melhor equipamento no compromisso potência e confiabilidade. Mas na realidade é difícil imaginar que as lideranças da Mercedes, Toto Wolff e Niki Lauda, ambos ex-pilotos, possam privilegiar um piloto em detrimento do outro. A prudência recomenda, no entanto, não dizer “jamais acontecerá”, apenas ser pouco provável.

Toto Wolff, chefe da Mercedes, e Niki Lauda, diretor não-executivo da equipe, na Malásia (Foto: Getty Images)Toto Wolff, chefe da Mercedes, e Niki Lauda, diretor não-executivo da equipe, na Malásia (Foto: Getty Images)

Desde a introdução da tecnologia híbrida na F1, em 2014, a Mercedes domina a competição. Ganhou os quatro títulos disputados, dois de pilotos com Hamilton e os dois de construtores. O inglês e Rosberg venceram 16 das 19 etapas nas duas temporadas já realizadas.

Este ano, Hamilton não largou bem nos dois GPs. Essa é a maior causa de estar 17 pontos atrás de Rosberg na classificação. É verdade, também, que o alemão não tem contrato para 2017 e está reunindo todas as suas forças para disputar um grande campeonato.

Rosberg deseja um novo contrato e sabe que este ano poderá ser o seu último com elevadas possibilidades de conquistar o primeiro título. Com a mudança radical no regulamento, em 2017, não há nenhuma garantia de que a Mercedes conseguirá se impor sobre Ferrari e RBR, por exemplo, como tem feito desde 2014.

Apesar de o histórico de Wolff e Lauda sugerir não haver teoria da conspiração em favor de Rosberg ser campeão este ano, como explicar que depois do GP dos EUA, em outubro, Hamilton viu o companheiro celebrar a vitória nas cinco corridas disputadas, as três de 2015 e as duas desta temporada?

‘Hamilton foi favorecido’

Os adeptos da hipótese de a Mercedes desejar ver Rosberg ganhar o campeonato se apegam, ainda, a sua suspeita de o time alemão ter, talvez, favorecido Hamilton até 2015. Na prova decisiva de 2014, por exemplo, em Abu Dabi, uma inesperada perda de potência impediu Rosberg, depois de largar na pole position, de lutar com Hamilton pela vitória e o título. Enquanto o inglês venceu, Rosberg recebeu a bandeirada em 14.º, com uma volta a menos do companheiro.

Leia mais:   Aparecida Nepomuceno tem indicação aprovada pela Câmara para a Diretoria Executiva da Aguas do Pantanal

No ano passado, no GP da Rússia, 15.º do calendário, Rosberg largou na pole position, liderava e ainda na sétima volta começou a perder potência. Foi ultrapassado por Hamilton e depois abandonou. Isso criou o primeiro match point para o inglês, na prova seguinte, em Austin, nos Estados Unidos. E Hamilton o aproveitou.

Lewis Hamilton passa Nico Rosberg no GP da Rússia (Foto: Getty Images)Lewis Hamilton passa Nico Rosberg no GP da Rússia (Foto: Getty Images)

O que poucos se lembram é que a vitória veio por causa de um erro de Rosberg. Na 48.ª volta, a oito do fim, o alemão, líder, rodou e Hamilton o ultrapassou. A vitória lhe garantiu o bicampeonato, terceiro título da brilhante carreira. Não há nenhum indício de que Rosberg foi prejudicado pela equipe. Ele mesmo reconheceu, mais tarde, “cometi um erro”.

As cinco vitórias seguidas de Rosberg, desde a prova de Austin, podem ser explicadas também, em parte, pelas duas más largadas de Hamilton este ano, como mencionado, e em 2015 à natural perda de foco do inglês em seguida a celebrar o segundo título pela Mercedes no GP dos EUA. Nunca é demais lembrar que se um piloto for alguns milésimos de segundo mais lento do que vinha sendo, algo quase imperceptível, já é suficiente para a diferença no trabalho aparecer.

É tudo muito no limite na F1

Para quem aprecia assistir a uma corrida com ultrapassagens e o vencedor só ser definido próximo da bandeirada, a punição a Hamilton representa quase a garantia de que a prova não deverá ser monótona. O esperado avanço do inglês ao longo das 56 voltas do GP da China já é uma das atrações da competição, somada a grande variedade de estratégias que a disputa vai ter diante da diferença no número de jogos de pneus escolhido pelos pilotos.

A Pirelli levou para o Circuito Internacional de Xangai os pneus médios, macios e supermacios, estes pela primeira vez na pista chinesa. Não devem resistir mais de cinco voltas. A exemplo do que a F1 apresentou em Melboure e Sakhir, na China também as equipes vão adotar estratégias bem distintas, gerando as incertezas que a FIA tanto deseja para a F1.

INFO formula 1 Circuito China (Foto: Editoria de Arte)
Horários - GP da China de Fórmula 1 (Foto: Divulgação)
Comentários Facebook

Sem categoria

Aparecida Nepomuceno tem indicação aprovada pela Câmara para a Diretoria Executiva da Aguas do Pantanal

Publicado

 

Assessoria

Em sessão extraordinária na manhã do último dia 15, a Câmara Municipal de Cáceres  aprovou,  com um voto contrário, a indicada pela   Prefeita Eliene, Maria Aparecida Nepomuceno dos Santos Silva, para a Diretoria

Executiva da Companhia de Saneamento e Serviços Águas do Pantanal.

Professora aposentada da rede estadual de ensino, Aparecida Nepomuceno como é mais conhecida, se reapresentou aos vereadores  falando sobre sua vida funcional e os cargos que já ocupou, destacando não responder por um único processo disciplinar ou  administrativo. Com muita tranquilidade, respondeu as perguntas dos vereadores, dispensando especial atenção  a todos indistintamente.

Praticamente  todos os vereadores usaram da fala para perguntas e sugestões.  Inclusive com alguns pedidos de desculpas, além de muitos elogios pela vasta folha de serviços prestados à sociedade  cacerense.

Abrindo as perguntas,  o Vereador Professor Leandro dos Santos (DEM)disse:  “peço desculpas à Professora Cida pelos desencontros da sessão passada. Pessoa que admiro, aliás, com quem  tive a honra de trabalhar  por um longo período. Não tem como não admirar uma gestora que consegue alimentar uma criança com menos de 0,50 centavos no decorrer de um ano letivo. Essa é uma das maiores provas de  administrar   com  competência”.

Leia mais:   Eliene Liberato reúne com Secretário de Saúde do estado e viabiliza novos 05 leitos de UTI

Na sequência se manifestaram  os vereadores Luiz Landim (PV), Lacerda do Aki (PRTB), Manga Rosa (PSB), Valdeníria (PSC), Isaías Bezerra (CIDADANIA), Franco Valério (PROS), Celso Silva (REPUBLICANOS) , Flávio Negação (DEM), Marcos Ribeiro (PSDB), Rubens Macedo (PTB), Pastorello (SD) e Professora Mazeh (PT). Em comum na fala de todos, temas como taxas abusivas, extensão de rede,  coleta seletiva, o projeto de saneamento básico  no valor de 129 milhões, além do aterro sanitário e educação ambiental.

Ao final de praticamente duas horas  de sabatina, o Presidente Professor Domingos dos Santos (PSB), conduziu a votação,  com o resultado de 14 votos favoráveis à indicação, e um contrário, do Vereador Lacerda do Aki.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Eliene Liberato reúne com Secretário de Saúde do estado e viabiliza novos 05 leitos de UTI

Publicado

Assessoria
Após a deliberação de várias ações de combate ao novo Coronavírus, como a edição do Decreto nº 031/2021, que determina medidas de caráter emergencial, frente às práticas e orientações preventivas da Covid-19, a Prefeita Eliene, acompanhada do Vice Prefeito Dr. Odenílson, além do Secretário de Saúde Sérgio Arruda,  esteve na capital Cuiabá, ontem (13/01),   em audiência com o Secretário Estadual de Sáude, Gilberto Figueiredo.

“Apresentamos  ao Secretário  dados de 4.471 (quatro mil quatrocentos e setenta e um) casos confirmados de contaminação pelo Coronavírus em Cáceres, o crescimento da curva epidemiológica e a ocupação média de 80 a 90% dos leitos de enfermarias, bem como a ocupação média de 90 a 100% dos leitos de UTI do Hospital Regional até o dia 12/01/2021.

Com a participação de  mais 04 Prefeitos da região, entre eles o Presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste de Mato Grosso – CISOMT, Professor Malto, Prefeito de Salto do Céu,  solicitamos    que o Estado contratualize 10 (dez)  leitos de enfermaria e 10 leitos de UTI no Hospital São Luiz;  a adequação do prédio onde se encontra a Central da  Covid;  a contratação de mais equipes da saúde; além  da parceria em exames laboratoriais e de imagem o mais rápido possível”, destacou  Eliene.

Leia mais:   Aparecida Nepomuceno tem indicação aprovada pela Câmara para a Diretoria Executiva da Aguas do Pantanal

Por outro lado o Secretário Gilberto passou dados alarmantes de infestação pelo novo coronavírus no Estado, superior ao registrado no  pico da doença no mês de setembro de 2020.

“Como resultado da audiência, recebemos do Secretário a confirmação da existência de contrato em vigência de 05 leitos de UTIs firmados com o Hospital São Luiz, bem como a possibilidade de contratualizar mais 05 leitos para tratamento da Covid-19. Logo mais,  no período da tarde, o Dr. Sérgio, Secretário Municipal de Saúde,  estará reunido com o Diretor do Hospital São Luiz,  finalizando os detalhes para que definitivamente essas UTIs possam entrar em operação, salvando vidas de cidadãos cacerenses e da região. Com relação às outras demandas, ficamos aguardando  deliberações”, disse a Prefeita.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana