conecte-se conosco


Estadual

Grupo Energisa busca talentos inovadores para programa de trainees de 2021

Publicado

Vagas estão disponíveis nos 11 estados onde a Energisa atua Inscrições vão até 4 de outubro

Jovens profissionais criativos e inovadores, versáteis e com potencial para se transformarem em líderes do futuro. Este é o perfil que o Grupo Energisa procura no processo seletivo do programa de trainees de 2021. Os candidatos serão contratados para ingressarem em uma das unidades da empresa, que atua no setor elétrico em 11 estados (MG, PB, RJ, SE, MT, MS, TO, SP, PR, RO e AC).

 

“Queremos ser a porta de entrada para uma futura geração de líderes que tenham a inovação e excelência no atendimento ao cliente como foco. Nosso objetivo é desenvolver jovens profissionais de todo o país para trabalharem com desafios em busca das melhores soluções. Oferecemos um ambiente com troca de conhecimento e aprendizado constante, contribuindo para as transformações na empresa e no setor elétrico”, afirma Daniele Salomão, vice-presidente de Gente e Gestão do Grupo Energisa, quinto maior em distribuição de energia no país.

 

As inscrições vão até 4 de outubro e os interessados devem se candidatar no site https://jobs.kenoby.com/traineeenergisa. O programa tem duração de nove meses e está previsto para começar em janeiro do ano que vem. Há oportunidades para recém-formados em diversas áreas, com conclusão da graduação entre junho de 2018 e dezembro de 2020. É necessário ter disponibilidade para mudanças de domicílio e viagens.

Leia mais:   Governador e secretário de Saúde participam de ato de recebimento das vacinas do Ministério da Saúde nesta segunda (18)

 

Durante o programa, os selecionados terão oportunidade de atuar em vários departamentos da Energisa, exercitando e evoluindo em diversas habilidades: visão estratégica dos processos; integração em diferentes áreas; comprometimento com metas e resultados em contextos distintos, gestão de projetos, e adaptação a mudanças.

 

 

O programa também oferece treinamentos técnicos e comportamentais, além de acompanhamento dos gestores e da equipe de recursos humanos, para mentoria e capacitações, que garantirão um futuro de sucesso na empresa. Os benefícios são compatíveis com o mercado de trabalho. O programa de trainee da Energisa existe desde 2000, e já contratou cerca de 130 profissionais.

Sobre o Grupo Energisa

 

Com 115 anos de história, o Grupo Energisa é o 5º maior em distribuição de energia elétrica. Uma das primeiras empresas a abrir capital no Brasil, a companhia controla 11 distribuidoras em Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Sergipe, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Paraná, Rondônia e Acre. Com receita líquida anual de R$ 16,9 bilhões (ano 2019), o Grupo atende a 7,8 milhões de clientes (o que representa uma população atendida de aproximadamente 20 milhões de pessoas) em 862 municípios de todas as regiões do Brasil, além de gerar cerca de 20,5 mil empregos diretos e indiretos.

Leia mais:   Camiseta azul royal, com faixas diagonais, será o novo uniforme dos estudantes de MT

 

Com a missão de transformar energia em conforto, desenvolvimento e oportunidades de forma sustentável, responsável e ética, a Energisa atua com um portfólio diversificado que engloba distribuição, geração, transmissão, serviços para o setor elétrico (Energisa Soluções), serviços especializados de Call Center (Multi Energisa), comercialização de energia (Energisa Comercializadora) e soluções em energias renováveis (Alsol).

 

Mais informações:

Gerência de Comunicação e Marketing

Gerente: Flávia de Oliveira Rego (65 3316 5357 | 99972 1142)

Jornalistas: Aline Chagas (65 3316 5510 | 65 99803 5686) e Wesllen Ortiz (65 3316 5465)

 

Comentários Facebook

Destaque

Mais de 3 mil motoristas tiveram a CNH suspensa nos últimos dois anos

Publicado

Detran – MT

Mais de 3 mil motoristas tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) suspensa nos anos de 2019 e 2020, em decorrência de cometimento de infrações específicas de trânsito como dirigir sob efeito de álcool, transitar com a velocidade superior a máxima permitida para a via em mais de 50%, realizar manobra perigosa, entre outras. Além das infrações, as suspensões também ocorreram pela somatória de pontos na carteira, alcançando 20 pontos ou mais em um período de 12 meses.

Os motoristas que têm a CNH suspensa são notificados via Correios, no endereço que está cadastrado no Detran-MT, e por meio de editais publicados no Diário Oficial do Estado.

Para regularizar a Carteira Nacional de Habilitação nos casos de suspensão, o motorista deverá entregar, obrigatoriamente, a CNH em qualquer unidade de atendimento do Detran-MT, cumprir o prazo de suspensão do direito de dirigir, realizar um Curso Teórico de Reciclagem no Centro de Formação de Condutores (CFC) credenciado de sua escolha ou em instituição de Ensino à Distância credenciada que emitirá o Certificado conforme conclusão de matérias obrigatórias.

Leia mais:   126 mil doses da vacina chegam aos municípios de MT até quarta

Após cumprir essas etapas, o condutor deverá ir até uma unidade do Detran-MT para a emissão da taxa de Exame Teórico de Reciclagem para Infratores. Assim que finalizar o Curso Teórico de Reciclagem para Infratores, será agendado o exame teórico. Com a aprovação no curso, o motorista poderá solicitar a retirada de sua CNH ou, caso esta já esteja vencida, emitir um novo documento.

Reciclagem

Um dos meios para o condutor reestabelecer o direito de dirigir é através do curso de reciclagem por ensino à distância. O link para acesso está disponível no site do Detran-MT (www.detran.mt.gov.br), em Reciclagem EAD.

Ao clicar no link, os condutores terão a opção de escolha de empresas nacionais que foram credenciadas junto ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para a realização do curso de reciclagem à distância do Detran-MT.

“Todos os condutores que tiveram as carteiras suspensas são obrigados a passar pelo curso de reciclagem, bem como os que foram obrigados por determinação judicial”, destacou o diretor de Habilitação do Detran-MT, Alessandro de Andrade.

Leia mais:   1º Lote da vacina chega em Mato Grosso às 16h35; Logística para distribuição já está preparada

A oferta do curso atende à Resolução 730/2018 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que estabelece os critérios e requisitos técnicos para a homologação dos cursos e plataformas tecnológicas, na modalidade de ensino a distância.

Conforme o artigo 268 do Código de Trânsito Brasileiro, o condutor infrator será submetido a curso de reciclagem na forma estabelecida pelo Contran quando: sendo contumaz, for necessário à sua reeducação; quando suspenso do direito de dirigir; quando se envolver em acidente grave para o qual haja contribuído (independentemente de processo judicial); quando condenado judicialmente por delito de trânsito e, a qualquer tempo, se for constatado que o condutor está colocando em risco a segurança do trânsito.

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Prefeito que não cumprir vacinação será responsabilizado, garante Mendes

Publicado

Assessoria GD

Lançada a campanha oficial de vacinação contra a covid-19, o governador Mauro Mendes (DEM) garantiu nesta terça-feira (19) que a prefeitura que não cumprir com a imunização da população vai ser responsabilizada. Segundo o democrata, o governo do estado não será omisso na luta contra o novo coronavírus.

O chefe do Executivo estadual chamou atenção para a responsabilidade, tanto do executivo estadual, como do municipal, de garantir que os grupos prioritários desta primeira fase da campanha sejam vacinados. Ele ainda aponta para o crescimento de casos e internações, nesta segunda onda de covid-19.

“Vamos fazer nossa parte e não vamos ser omissos, diante de uma tendência de crescimento, que pode levar, inclusive, ao estrangulamento. Por enquanto, estamos com taxa de ocupação de 70% na média do estado. Uns hospitais mais, outros menos, mas isso nos obriga a mudar. Não dá para governo e nem prefeitos não agir, muito menos o cidadão, a pensar que nada estivesse acontecendo”, disse.

Os gestores que recusarem a vacinação serão penalizados, adverte. “Qualquer prefeito deve responder por seus atos. Ele tem as suas prerrogativas e responsabilidade para cuidar da saúde pública. Se houver alguma omissão, de alguns desses entes, ele pode ser responsabilizado. O que o governo de Mato Grosso está fazendo, é não se omitir de suas responsabilidades”.

Leia mais:   "Esse é o início da recuperação de Mato Grosso na pandemia", afirma governador

Para frear o avanço do novo coronavírus no estado, o governador editou decreto na segunda-feira (18) que proíbe pelos próximos 45 dias a realização de eventos com mais de 100 pessoas.

Já os eventos corporativos (organizados por instituições públicas ou privadas) devem respeitar as regras sanitárias e distanciamento social previstas no Decreto 522, de 12 de junho de 2020, a exemplo do distanciamento mínimo de 1,5m e uso de máscaras.

Quanto às atividades em bares, restaurantes e congêneres, está permitida a realização desde que com o máximo de 50% da capacidade do local, “tendo como base o metro quadrado e o espaçamento de 1,5m (um metro e meio) entre as mesas/assentos”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana