conecte-se conosco


Mato Grosso

Governo promove medidas para população mais vulnerável

Publicado

O Governo de Mato Grosso tem tomado diversas providências para o combate ao coronavÍrus no Estado. Na assistência social, a primeira-dama Virginia Mendes juntamente com a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania de Mato Grosso (Setasc) lidera diversas iniciativas para garantir a proteção e os direitos à população mais vulnerável e em risco social neste momento de pandemia. Entre as ações estão campanha de arrecadação de alimentos ‘Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus’, distribuição de marmitas para pessoas em situação de rua e o repasse financeiro do co-fianciamento para os 141 municípios. 

O pagamento de duas parcelas do co-financiamento para os municípios mato-grossenses, num montante de R$ 4 milhões, ficará disponível até a próxima semana. E o objetivo é fortalecer as ações voltadas para os benefícios eventuais. “Aprovamos no colegiado estadual de gestores municipais da Assistência Social que neste momento 100% destes recursos poderão ser usados para os benefícios eventuais, que são aquelas ações, como, por exemplo, compra de alimentos, auxílio funeral, entre outros tipos”, explica a secretária da Setasc, Rosamaria de Carvalho. 

Normalmente, o co-financiamento é transferido para os municípios e eles usam parte nas atividades desenvolvidas nos serviços ofertados Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) e demais unidades físicas da Assistência Social, mas como estes serviços, em sua maioria, estão temporariamente suspensos definimos que os recursos terão melhor utilidade para os benefícios eventuais. 

Leia mais:   Detran-MT orienta motoristas quanto aos prazos e realização de serviços

Outra ação que também integra esse pacote de medidas da Assistência Social é o fornecimento de marmitas para pessoas em situação de rua. Serão fornecidas 200 marmitas por dia, preparadas no restaurante administrado pela Setasc, Prato Popular. “Estamos vivendo um momento muito delicado. A política pública para a população de rua é executada pelo município, mas o Estado não se furtará de fazer o seu papel para auxiliar quando for preciso”, frisou Rosamaria.

Ajuda ao próximo

A campanha ‘Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus’, é o carro chefe das medidas acionadas pelo Governo no atendimento imediato às famílias mais carentes. A iniciativa liderada pela primeira-dama Virginia Mendes arrecada cestas básicas, alimentos não perecíveis e produtos de higiene pessoal e de limpeza, que irão atender famílias carentes de todos os 141 municípios do Estado. O objetivo é atender aqueles que serão afetados diretamente pela pandemia do coronavírus, especialmente as famílias que vivem do trabalho informal, do comércio de rua, que dependem exclusivamente dos benefícios sociais e que estão inseridas no Cadastro Único da Assistência Social. 

Leia mais:   Virologista diz que registro de casos em diferentes faixas etárias é bom indicativo; entenda

Podem ser doados cestas básicas e itens alimentícios, tais como arroz, feijão, óleo, macarrão, café, açúcar, sal, sardinha, farinha de trigo, extrato de tomate, café, além de itens de higiene pessoal (sabonete) e de limpeza (sabão em barra e água sanitária). O ponto de arrecadação é a Arena Pantanal, em Cuiabá, de segunda à sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Quem preferir poderá doar recursos diretamente na conta bancária especial, aberta exclusivamente para isso: Banco do Brasil. Agência 3834-2. Conta bancária número 1.042.810-0. CNPJ 03.507.415/0009-00

Como parte da campanha, foi autorizado pelo governador Mauro Mendes a compra de 50 mil cestas básicas, que também serão distribuídas para todos os municípios do Estado, visando atender estas famílias mais vulneráveis.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Polícia Civil prende duas pessoas e recupera dinheiro e joias roubados de médicos

Publicado

Um roubo a residência ocorrido na segunda-feira (06.04) em Juína (735 km a noroeste de Cuiabá), foi rapidamente esclarecido pela Polícia Civil do município. A ação resultou na prisão de duas pessoas, entre elas um adolescente, e na recuperação dos produtos roubados. 

Um suspeito de 22 anos foi autuado em flagrante por roubo, associação criminosa e corrupção de menores. Já o segundo envolvido, um adolescente de 17 anos, foi autuado por ato infracional análogo aos crimes de roubo e associação criminosa. 

O crime ocorreu na tarde de segunda-feira (06.04), em uma casa no bairro Módulo 04. Os moradores, um casal de médicos, foram surpreendidos e rendidos por três homens armados e encapuzados, que anunciaram o assalto.

As vítimas foram obrigadas a entregar dinheiro e joias que estavam no cofre da casa e depois foram trancadas no banheiro. Em seguida, os criminosos reviraram a residência e roubaram diversos produtos, como quatro bicicletas, garrafas de bebidas alcoólicas destiladas, entre outros.

Logo que acionados, os policiais civis iniciaram as diligências para apurar a ocorrência, conseguindo, com análise da cena do crime e indícios colhidos, identificar um possível suspeito. A equipe foi até a casa do rapaz, já conhecido pela polícia, no bairro Verdan.

Leia mais:   Detran-MT orienta motoristas quanto aos prazos e realização de serviços

Assim que os investigadores se aproximaram do local, identificaram cinco jovens no fundo da casa, que ao perceberem a presença da polícia, correram para uma área de mata e brejo nas proximidades.

Imediatamente, os policiais civis seguiram atrás dos suspeitos e abordaram o dono da casa, de 22 anos, e o menor de 17 anos. No bolso e na cueca do adolescente foram encontrados R$ 6 mil em dinheiro, além de uma corrente dourada. Ainda em meio à mata, os investigadores apreenderam outra quantidade de dinheiro, provavelmente jogada pelos suspeitos durante a fuga, e mais as quatro bicicletas, documentos, joias, entre outros produtos provenientes do roubo. Ainda no interior da casa do jovem preso também foi recuperado mais dinheiro em reais, dólares e euros. 

Diante das evidências, os dois envolvidos foram levados para a Delegacia de Polícia de Juína, onde foram interrogados pelo delegado Carlos Francisco de Moraes. O Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar o procedimento instaurado contra o adolescente, apreendido por ato infracional.

As investigações continuam para identificar e prender os outros três indivíduos que conseguiram fugir.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Vítimas de violência doméstica podem buscar orientação psicológica por telefone

Publicado

A Polícia Civil criou, por meio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá (DEDM) um canal de atendimento psicológico por telefone, para as vítimas que são atendidas pela unidade policial na Capital.

O atendimento é realizado pelo número (65) 99973-4796, onde a psicóloga da delegacia recebe mensagens, via áudio ou texto, ou ligações. O telefone recebe mensagens também pelo aplicativo whatsapp.

A delegada titular da DEDM, Jozirlethe Criveletto, explica que o serviço é para este período em que são necessários o distanciamento ou isolamento social e a redução de pessoas em circulação nas ruas e unidades policiais. “Continuamos atendendo as vítimas nas situações em que é necessário o serviço presencial. E para o atendimento psicológico, que pode ser realizado por telefone, disponibilizamos o serviço em que nossa profissional faz a escuta ativa, recebe mensagens e faz as orientações para as vítimas”.

A delegada reforça ainda que pela Delegacia Virtual (http://www.delegaciavirtual.mt.gov.br) as vítimas podem fazer o pré-registro de ocorrências como injúria, ameaça, calúnia, difamação, constrangimento ilegal e violação de domicílio no âmbito de violência doméstica. Para validação do pré-registro da ocorrência, a pessoa deve ligar em um dos números: (65) 3901-4839 / (65) 99989-4035 / 98463-2525.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Leia mais:   Policiais identificam rede de desmanche e prendem 4 suspeitos em Barra do Garças
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana