conecte-se conosco


Destaque

Governo deve autorizar nova alta para o salário mínimo

Publicado

Valor passou de R$ 998 para R$ 1.039 e deve subir “mais R$ 4 ou R$ 5

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (14) que o governo deve autorizar um novo reajuste para o salário mínimo de 2020, para repor a inflação de 2019. O cálculo do governo que elevou o valor de R$ 998 para R$ 1.039 considerou uma inflação mais baixa do que a registrada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) fechou 2019 com alta de 4,48%, de acordo com os dados divulgados na semana passada. Por lei, esse é o índice usado para o reajuste do salário mínimo, embora a inflação oficial seja a medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que fechou o ano de 2019 em 4,31%.

A alta no preço da carne teve um peso grande no aumento dos indicadores. Nesta tarde, Bolsonaro vai se reunir com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para definir o novo valor e como a medida será encaminhada ao Congresso, que ainda precisa votar a Medida Provisória que definiu o primeiro valor do salário mínimo.

Leia mais:   Eliene diz que vai manter o que está bom, mudar o que está ruim e fazer o que não foi feito

“Acho que tem brecha para a gente atender [o reajuste]. A inflação de dezembro foi atípica [com] pico por causa do preço da carne. A ideia é [repor] a inflação, o mínimo, né?! Agora, cada um real [de reajuste] aumenta mais ou menos R$ 300 milhões no orçamento. A barra é pesada. Apesar de ser pouco o aumento, R$ 4 ou R$ 5, mas tem que recompor”, disse o presidente ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta terça-feira.

INSS e reformas

O governo pretende ainda anunciar nesta semana medidas para diminuir a fila de espera por benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). De acordo com Bolsonaro, uma dessas medidas deve ser a contratação de servidores ou militares da reserva.

“A gente pretende contratar, a lei permite, servidores ou militares da reserva pagando 30% a mais do que eles ganham, para a gente romper essa fila que aumentou muito por ocasião da tramitação da reforma da Previdência”, explicou o presidente.

Sobre as reformas tributária e administrativa que o governo deve enviar esse ano ao Congresso, Bolsonaro disse que está confiante na aprovação, “sem muito atrito” com o Lesgislativo. “A minha ideia é fazer da melhor maneira possível para que possa ser aprovada sem muito atrito. A economia está recuperando, mas se nós pararmos na reforma [da Previdência] pode perder o que ganhou até agora. O Congresso está bastante consciente disso, acredito que não tenhamos grande dificuldades se apresentarmos boas propostas”, disse.

Leia mais:   Paulo Donizete e Anelise tiveram agendas distintas no primeiro dia de campanha.

Agência Brasil

Comentários Facebook

Destaque

Paulo Donizete avalia campanha com mídias sociais e ressalta importância do corpo a corpo e horário eleitoral

Publicado

Com o início da corrida eleitoral, as coligações partidárias começam a definir estratégias para impulsionar as campanhas políticas no pleito deste ano.  O Candidato a prefeito de Cáceres Paulo Donizete (PSDB) acredita que esta eleição já começou diferente, pelas medidas do distanciamento social impostas diante da Pandemia da Covid-19.

Por esta razão, ele avalia que o uso das redes sociais será muito importante, pois se tornaram uma ferramenta que ganhou espaço no cenário político.

Ativo nas redes sociais, Paulo Donizete tem contas com perfil nos canais Facebook e Instagran e tem utilizado muito o WhatsApp, como meio principal de sua interlocução com correligionários, amigos e eleitores.

 “Esta comunicação é rápida, eficiente e até por uma questão de segurança estamos utilizando muito os meios digitais. Por eles recebo e defino agendas, demandas, sugestões que ajudam a estar mais próximo das pessoas nesta eleição, realmente as redes sociais são instrumento alternativo de campanha”, avaliou Paulo.

Porém, o candidato diz que as redes sociais serão um excelente complemento, mas não devem substituir as abordagens pessoais, principalmente para que possa chegar a todos que não dispõem de internet e são prejudicados na ausência de informações.

Leia mais:   Candidato Paulo Donizete vê na modalidade do turismo fonte de emprego e renda

Ele explica que as visitas às comunidades urbanas e rurais serão recorrentes, já que precisa ouvir de perto as pessoas e dialogar sobre as possíveis soluções dos problemas existentes, sempre respeitando às recomendações das autoridades sanitárias, necessárias para segurança de todos.

“A pandemia dificultou o tradicional corpo a corpo, o contato mais próximo com o eleitor, mas comecei a percorrer bairros e comunidades e vou fazer isso em todo período eleitoral, com equipe reduzida e respeitando o distanciamento social e as medidas de proteção’, observou o candidato.

Paulo Donizete e sua candidata a vice-prefeita Anelise Silva, também concordam, que além das redes sociais e o corpo a corpo a propaganda eleitoral gratuita na televisão e no rádio terão papel fundamental.

 “Cáceres é privilegiada. Muitas pessoas acessam nossos canais de rádio e televisão, temos bons veículos aqui. Com a pandemia, as audiências aumentaram e através dessas emissoras vamos apresentar os avanços que Cáceres teve e o que faremos para continuar avançando”, finalizaram Paulo Donizete e Anelise.

Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Mesmo considerada como de baixo risco de contaminação Cáceres teve três mortes por coronavirus nas últimas 24 horas

Publicado

            Mesmo tendo sido classificada, pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), como de risco baixo para o novo coronavirus, Cáceres registrou três mortes pelo contágio nas últimas 24h. O último boletim epidemiológico expedido pelo Hospital São Luiz, na tarde de segunda-feira (28/9) informa que três pacientes de 41,66 e 74 anos faleceram, entre domingo e segunda-feira.

O boletim acrescenta que, até o momento, 18 pacientes estão internados na unidade, sendo 16 confirmados e dois suspeitos para covid. E, que 11 pacientes estão internados na enfermaria e sete na Unidade de Terapia Intensiva – UTI.

Por outro lado, de acordo com a SES, todos os 141 municípios do Estado configuram na classificação com risco baixo para o novo coronavírus. E, que pela segunda vez, nenhuma cidade de Mato Grosso foi classificada com risco muito alto.

Conforme a SES, dentre os municípios com maior número de casos de covid-19 estão Cuiabá (23.740), Várzea Grande (8.999), Rondonópolis (8.842), Lucas do Rio Verde (5.481), Sorriso (4.930), Primavera do Leste (4.008), Cáceres (2.831) e Campo Novo do Parecis (2.691).

Leia mais:   Paulo Donizete e Anelise tiveram agendas distintas no primeiro dia de campanha.

A SES notificou até segunda-feira, 121.762 casos confirmados no Estado. Sendo registrado 3.423 óbitos. Em Cáceres, são confirmados 2.831 casos da doença. Estão em isolamento domiciliar 1.185 pacientes, 23 internados, 1.526 recuperados e 97 óbitos.

Recomendações e cuidados

– Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

– Usar máscara quando sair de casa;

– Evitar aglomerações;

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana