conecte-se conosco


Cáceres e Região

Gefron recupera duas caminhonetes roubadas que seriam levadas para a Bolívia

Publicado

Willian Silva | Sesp-MT

O Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron) impediu que duas caminhonetes, roubadas no interior do estado, fossem levadas para a Bolívia nesta quinta-feira (20.01). Um dos veículos foi recuperado na BR-174 em Porto Esperidião (322 km de Cuiabá) e outro na MT-199 já no município de Vila Bela da Santíssima Trindade (521 km de Cuiabá).

A primeira apreensão ocorreu ainda pela madrugada, por volta de 1h20, quando os operadores do Gefron realizavam patrulhamento na BR-174 e se depararam com uma caminhonete GM S10 LTZ estacionada em uma região de mata. Logo na aproximação da equipe, quatro suspeitos correram para dentro da mata, mas acabaram presos durante as buscas pela região.

Após checagem, o Gefron identificou que o veículo havia sido roubado em Campo Novo do Parecis (410 km de Cuiabá), dias antes da recuperação.

Ao ser questionado, um dos suspeitos confessou que levaria o veículo até o município de Pontes e Lacerda (300 km de Cuiabá), e que para isso receberia uma quantia de R$ 5 mil. Os detidos já tinham passagens criminais, por tráfico, lesão corporal e porte ilegal de arma e foram encaminhados à Delegacia de Polícia de  Porto Esperidião.

Leia mais:   Valdeníria refuta conotação de rachadinha no caso da ex-assessora “o processo apurava incompatibilidade de horário que não comprovou ilegalidades”

Já a segunda apreensão ocorreu por volta de 16h30, a mais de 200 km de Porto Esperidião. Durante rondas pela MT-199, ainda em Vila Bela da Santíssima Trindade, os operadores de fronteira tentaram abordar uma caminhonete S10 que trafegava pela via, porém o condutor não respondeu aos sinais de parada. O suspeito tentou escapar, mas, em seguida parou o veículo e entrou em uma região de mata fechada e conseguiu fugir.

Durante a vistoria do veículo, a equipe encontrou duas menores no banco do passageiro da caminhonete. Após checagem via Centro de Operações do Gefron, os policiais identificaram que a caminhonete havia sido roubada em Barra do Bugres (166 km de Cuiabá), dias antes da apreensão. As menores foram encaminhadas à delegacia da Polícia Civil de Vila Bela.

O primeiro veículo, uma S10 LTZ, está avaliado em R$ 280 mil e o segundo pode valer até R$ 106 mil. O que significa um prejuízo às organizações criminosas de ao menos R$ 386 mil. Em ambos os casos, os veículos apreendidos foram levados para a delegacia de Polícia dos respectivos municípios de ocorrência.

Leia mais:   Quadrilha de Rowles e Borgato 'perde tudo' e recebe multa de R$ 138 milhões

Em 2021 

No ano passado, o Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron), aumentou em 18,5% a quantidade de veículos apreendidos e recuperados durante ações de combate ao tráfico de drogas na região de fronteira com a Bolívia, em um comparativo com o ano anterior.

Conforme o balanço anual, em 2020, as equipes fizeram a recuperação e apreensão de 335 veículos, roubados ou envolvidos em ocorrências relacionadas ao tráfico de drogas. Em 2021, o número subiu para 397, o que equivale a pelo menos um veículo por dia. Foram 62 veículos a mais que o ano anterior.

 

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Invasão de hackers prejudica enquete sobre reitoria da Unemat

Publicado

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

     Uma invasão de hackers no sistema de votação do site Expressão Notícias, prejudicou a realização de uma enquete junto a comunidade acadêmica, sobre a eleição da reitoria da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat).

      A sondagem foi lançada às 12h de quinta-feira (20/05). A proposta seria saber a preferência, principalmente, do eleitor da comunidade acadêmica, sobre em quem votar na eleição da nova reitoria da instituição que acontece no próximo dia 1 de junho.

       Foi instalado um dispositivo para que alunos, professores e técnicos, votassem no candidato de sua preferência.

      A chapa 1 formada pelos professores Roberto Alves de Arruda e professora Rinalda Bezerra; chapa 2, pela professora Vera Maquêa e Alexandre Porto e chapa 3 formada pelos professores Celso Fanaia e Nivaldo Teodoro.

      Os problemas, decorrente dos ataques hackers, começaram menos de duas horas do lançamento da enquete. Às 13h30, quando já haviam sido registrados 893 votos, o sistema começou a ficar lento.

Leia mais:   Bandidos de Cáceres tentam assaltar banco e são mortos pela polícia de Goiás

      As 14h30 quando já haviam sido registrados 1.363 votos – com a votação, praticamente, empatada entre as chapas da professora Vera Maquêa e Celso Fanaia, o sistema travou. Logo em seguida disparou computando quase 13 mil votos, a maioria para chapa da professora Vera Maquea.

     De acordo com o administrador do site, alguém descobriu uma forma de votar diversas vezes no mesmo candidato, ocasionando a fraude. Para evitar maiores transtornos a direção site cancelou o questionário retirando a página do ar.

     Nova enquete sobre a eleição será realizada na próxima semana. A direção do veículo encomendou um dispositivo com maior segurança, que irá impedir ataques e dessa forma levar as informações com segurança à população

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Líder do CV é preso acusado de matar soldado do Exército em Cáceres

Publicado

Redação/Gazeta

Integrante do Comando Vermelho, com atuação em Cáceres, foi preso pela Polícia Civil acusado de envolvimento na morte do soldado do Exército, Thiago de Brito de Almeida, 19 anos, no bairro Cohab Nova, em Cáceres, em janeiro deste ano. O militar teria sido morto por engano.

O acusado, de 39 anos, que não teve o nome revelado, foi preso inicialmente por apresentar documento falso. Contudo, já era  procurado pela Justiça por participação no homicídio do soldado do Exército. A prisão foi cumprida na quinta-feira (19), em Cuiabá.

Só após a prisão por documento falso, os policiais civis da 1ª Delegacia de Cáceres coordenados pelo delegado Marlon Richer Nogueira, deslocaram-se até o Fórum de Cuiabá. Pouco antes do preso ser apresentado em juízo, a equipe de Cáceres deu cumprimento ao mandado de prisão, bem como realizou a apreensão do aparelho celular do suspeito.

Homicídio

Na noite do dia 22 de janeiro deste ano, Thiago de Brito de Almeida, 19 anos, soldado do Exército, foi morto após ser atingido por disparos de arma de fogo, em via pública do bairro Cohab Nova, em Cáceres. O crime foi praticado por 5 indivíduos em um veículo Corsa de cor preta.

Leia mais:   Prefeitura inicia imprimação da avenida Bandeirantes Por Esdras Crepaldi

Segundo apurado, a ordem para matar foi do líder da facção, tendo como alvo um integrante de uma organização rival e que sempre usava uma camiseta de time de futebol, semelhante a blusa que a vítima vestia no momento em que foi assassinada.

Investigação

Desde então os policiais civis vinham realizando diligências ininterruptas para esclarecer a ocorrência. Os suspeitos, todos com extensa ficha criminal, também são investigados em outros homicídios ocorridos em Cáceres.

Os criminosos, tanto o mentor como os executores, tiveram os mandados de prisão representados pela Polícia Civil, e decretados pela Justiça da Comarca local.

Além do líder da organização criminosa, que teve a prisão cumprida no Fórum de Cuiabá, outro envolvido de 30 anos e que encontra-se recolhido na Cadeia Pública de Cáceres, teve o mandado de prisão preventiva cumprido na quinta-feira (19), na unidade prisional.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana