conecte-se conosco


Mato Grosso

Gefron apreende 44 tabletes de pasta base de cocaína e recupera dois veículos

Publicado

Policiais do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) recuperaram dois veículos e apreenderam 44 tabletes de substância análoga `à pasta base de cocaína. As ações ocorreram entre sábado (11.01) e domingo (12.01) e resultaram na prisão de dois suspeitos.

Durante patrulhamento na região de fronteira, na rodovia MT-265, no domingo (12.01), às 18h30, os policiais do Gefron abordaram um caminhão da marca Volkswagen de cor branca. No momento da abordagem, o condutor confessou que o veículo era furtado e que seria levado para a Bolívia.

Com base nas informações, foi feito o contato com a base operacional do Gefron, que constatou que a placa não correspondia ao número do chassi do veículo, e que havia um boletim de ocorrência (BO) de furto registrado na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf), em Cuiabá.

O condutor e o veículo foram encaminhados para a base operacional do Gefron, em Porto Esperidião, e entregues à Delegacia do município.

Outras ocorrências

Já no sábado (11.01), às 8h, enquanto a equipe do Gefron realizava patrulhamento na BR-174, próximo ao posto Pedro Neca, os policiais avistaram uma caminhonete Hilux de cor preta, realizando uma manobra brusca no pátio do posto.

Leia mais:   Sesp e SES terão 30 dias para alinhar com Prefeituras adesão à Política de Saúde do Sistema Penitenciário

Após o ocorrido, um outro homem do veículo retirou duas mochilas de cor preta do carro e jogou dentro de uma casa abandonada. A guarnição emitiu os sinais sonoros, e em alguns metros à frente o condutor do veículo obedeceu a ordem de parada.

Já o passageiro que havia retirado as mochilas empreendeu fuga pela casa abandonada, rumo à BR-174. Ao verificar as duas mochilas, foram encontrados 44 tabletes de substância aparentando ser pasta base de cocaína.

A caminhonete Hilux e o entorpecente foram apreendidos. O condutor do veículo recebeu voz de prisão e foi conduzido até a base do Gefron para a confecção do BO e, posteriormente, à Polícia Federal de Cáceres. O veículo apreendido possui valor estimado de R$ 66 mil e a droga de R$ 352 mil.

Ainda no sábado (11.01), às 8h30, o Gefron recebeu a informação de que havia ocorrido um roubo na estrada da Bocaiuval, localizada no município de Porto Esperidião (381 km a Oeste de Cuiabá). Na ocasião, três indivíduos armados entraram na residência de um casal e os teriam agredido.

Leia mais:   Sesp regulamenta oferta de cursos à distância para reeducandos

Os suspeitos levaram uma caminhonete Hilux de cor branca e outros pertences. Diante disso, os policiais do Gefron que estavam em patrulhamento pela rodovia MT-265 seguiram o vestígio e os alcançaram.

Ao realizar a abordagem, o condutor do veículo recebeu voz de prisão, sendo conduzido até a base do Gefron para o registro do BO e depois à Delegacia de Porto Esperidião. (Sob supervisão da jornalista Nara Assis)

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Primeira-dama visita irmãs que realizaram cirurgia de transplante de rins

Publicado

Após 48 horas da realização do procedimento cirúrgico que marcou a retomada do transplante renal em Mato Grosso, a primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, fez uma visita especial às duas irmãs operadas. O encontro, de aproximadamente duas horas, aconteceu na noite desta quarta-feira (15.01), no Hospital Santa Rosa, unidade credenciada pelo Ministério da Saúde para realizar o procedimento no Estado.

Durante o encontro, Virginia conversou com a irmãs e trocou experiências de vida com as transplantadas, levando mensagem de amor e carinho. A primeira-dama é sensível à causa justamente por ter um rim transplantado há quase seis anos.

“Graças a Deus, foi um procedimento realizado com muito sucesso. Estou sem palavras e muito emocionada por ter conversado com essas irmãs, foi uma emoção indescritível ver que elas estão bem neste momento abençoado. Aqui, temos um exemplo do amor entre duas irmãs, uma parente salvando a vida da outra. Temos que agradecer à equipe médica, que foi maravilhosa, uma equipe abençoada. Agradeço a todos e também ao secretário Gilberto Figueiredo [Saúde], por ter trabalhado para garantir o retorno da oferta desta cirurgia aqui no Estado com apenas um ano de mandato. Um compromisso que firmamos com a população ainda durante a campanha eleitoral”, disse Virginia Mendes.

A paciente Glacelise Bettini da Silva Medrado, de 42 anos, que recebeu o rim, estava alegre e satisfeita com o sucesso da operação. 

“Estou muito feliz, é a melhor coisa que aconteceu na minha vida, meu ano começou muito bom e, se continuar assim, vai ser 100%. É muito boa essa vitória, viver essa oportunidade”, disse ela, durante a visita da primeira-dama.

Leia mais:   Governador destaca organização e tradição da Corrida de Reis

Carmem Regina da Silva Medrado, de 47 anos, que fez a doação do rim, falou que estava emocionada por ter ajudado a resolver o sofrimento da irmã. Ela agradeceu todo apoio e carinho recebido ao logo de todo o processo.

“Estou feliz em saber que amenizei o sofrimento e que, aqui pra frente, ela vai poder ter uma vida saudável, com controle, mas isso é o de menos, pois o pior já passamos. Deu tudo certo, graças a Deus, foi sucesso total. Estou muito agradecida aos médicos, toda equipe, parentes e amigos”, afirmou a doadora.


A cirurgia de transplante entre as irmãs foi realizada na última terça-feira, dia 14 de janeiro, por uma equipe médica liderada pelo urologista, Carlos Bouret, e pelos médicos urologistas Pedro Pulcherio e Valter Torrezan e o nefrologista Victor Vieira.

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, junto da sua equipe, trabalhou intensivamente para reativar o transplante renal. “Foi ótimo. As irmãs estão bastante seguras, felizes com essa doação, que retirou o órgão de uma irmã e passou para outra. É um grande sucesso e que este seja apenas o primeiro de uma série de outros que virão pela frente”, disse o gestor.

Ele também disse que a primeira-dama, coroada madrinha da causa, sempre “esteve empenhada e torceu muito para que todo esse processo de reativação pudesse ser reiniciado o mais rápido possível. Finalizada esta primeira cirurgia, ela está comemorando este grande sucesso junto com as irmãs.”

Leia mais:   MT barra aposentadorias precoces e aumento automático a juízes inativos

Na oportunidade, a primeira-dama contou estar lisonjeada em ser madrinha desta importante causa e deixou uma mensagem de incentivo para encorajar todos aqueles que sentem algum tipo de insegurança e têm dúvidas sobre o processo de doação de rins.

“Sou muito grata e honrada em ser intitulada madrinha do transplante renal. Agradeço a Deus pelo retorno deste importante serviço de saúde que vai proporcionar aos pacientes que necessitam passar pela cirurgia um tratamento menos doloroso, perto de casa, perto dos familiares do início ao final de todo procedimento”, finalizou Virginia Mendes.

Serviço de Transplante Renal

O processo de doação pode ser realizado de dois modos: o doador vivo e o doador cadáver. O vivo pode ser qualquer pessoa saudável que concorde com a doação e que seja compatível com o receptor. Pessoa viva pode doar um dos rins, parte do fígado, parte da medula óssea e parte do pulmão. De acordo com Lei n°10.211/2001, para casos de doação de transplante intervivos, parentes até o quarto grau e cônjuges podem ser doadores. Não-parentes somente com autorização judicial.

Doadores cadáveres são aqueles que tiveram o diagnóstico de morte encefálica e geralmente são vítimas de traumatismo craniano ou AVC (derrame cerebral). A retirada dos órgãos é realizada em Centro Cirúrgico e os órgãos doados são destinados aos pacientes que necessitam dos transplantes e estão aguardando na Lista Única definida pela Central de Transplantes da SES-MT, acompanhada pelo Ministério da Saúde.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Fiscalização apreende maior quantidade de Castanheira em MT, espécie protegida por lei

Publicado

A operação Pinga Fogo resultou em apreensão inédita de madeira de corte proibido. Durante a ação fiscalizatória realizada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), agentes do Instituto de Defesa Agropecuária (Indea) e Força Tática da Polícia Militar foram apreendidos 1.300m³ de madeira, sendo 470m³ de Castanheira, espécie protegida por lei. Os agentes avaliam que esta é a maior apreensão de madeira protegida por lei já realizada em Mato Grosso.

Quatro pessoas foram conduzidas para a delegacia por crimes contra a flora. Uma outra pessoa foi conduzida por porte ilegal de drogas e munições. A ação fiscalizatória teve início no dia 06 de janeiro e está sendo realizada  nos municípios de Nova Mutum, Cláudia, Marcelândia e Porto dos Gaúchos.

Até o momento, foram aplicados R$ 3 milhões em multas, embargadas três madeireiras e mil hectares por desmatamento em desconformidade com a legislação. Os equipamentos utilizados para a prática dos crimes ambientais também foram apreendidos, sendo três caminhões, sete tratores e onze motosserras.

Denúncias

O cidadão pode denunciar crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838, nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.

Leia mais:   Governo abre pregão eletrônico para serviços de georreferenciamento

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana