Considerado um dos políticos mais influentes da região, o prefeito reeleito de Cáceres, Francis Maris Cruz (PSDB), não descarta a possibilidade de lançar candidatura a senador da República, em 2018. Ele condiciona a construção desse projeto político a dois fatores: a conjuntura politica do momento e, principalmente, o apoio da população. Em 2018 haverá eleições para presidente da Republica, senadores, governadores e deputados federais e estaduais.

“Uma possível candidatura depende primeiro da população. Se a população achar que seja interessante a região Oeste do Estado ter um candidato a senador, estarei disposto a encarar mais esse desafio” afirmou explicando que a região Sul do Estado se desenvolve mais que as outras, em razão de ter vários representantes políticos, entre eles, três senadores: Blairo Maggi (PP), José de Medeiros (PSD) e Wellington Fagundes (PR).

“A região Sul liderada por Rondonópolis, está cada vez mais pujante por contar com grandes representações políticas, em níveis estadual e federal. Temos que também mostrar a nossa força política” assinalou enfatizando que com a previsão da implantação da ZPE; a retomada da navegação pela hidrovia Paraguaia/Paraná e vários outros grandes projetos em Cáceres, será necessário, também, o fortalecimento de representações políticas em todos os níveis.

Contudo, segundo ele, além da necessidade regional e do apoio “incondicional” da população, esse projeto só terá condição de ser consolidado, se a conjuntura política do momento for favorável. “Temos essa necessidade, mas não podemos, sob hipótese alguma, lançar uma candidatura sem condições de se eleger. Uma candidatura suicida. A conjuntura política do momento tem que ser favorável”.

Francis recorre a Bíblia para responder a Adriano

O prefeito Francis e a vice-prefeita Eliene Liberado Dias (PSDB) reagiram com à crítica feita pelo deputado Adriano Silva (PSB) de que a administração está “caolha” por apostar todas as fichas da matriz econômica da cidade na construção da Zona de Processamento de Exportação – ZPE. “Eu acho que essa administração está caolha no sentido de que só olha como desenvolvimento a ZPE. A ZPE é apenas uma das matrizes que tem que ser buscada. Nós temos uma agricultura familiar muito forte, Cáceres tem 30 assentamentos. A região é forte na agricultura familiar. Nós temos um potencial enorme no turismo, que não é potencializado”, disse.

Para o prefeito “antes de tecer qualquer critica, o deputado deveria mostrar o que ele tem feito para ajudar o desenvolvimento do município. Nós estamos fazendo a nossa parte. Estamos investindo em saúde, educação, turismo, obras. As ações estão ai para todos verem. E ele, quais as ações que está fazendo; quantos de recursos ele viabilizou para Cáceres? É hora de ele tirar a trave do olho para ver com clareza e tirar o cisco do olho do irmão” lembrou passagem bíblica (Mateus capítulo 7 versículo 5).

Se sentindo ofendida pelas críticas a vice-prefeita Eliene Dias também contra-atacou: “Ele (Adriano) não tem serviços prestados para mostrar. Por isso procura colocar defeitos na administração. A nossa gestão foi aprovadas por 70% da população, como mostraram as urnas. E, ele o resultado tudo mundo sabe” disse. Apesar da insatisfação, o prefeito e a vice-prefeito disseram que a prefeitura está de portas abertas para receber o deputado e juntos lutarem pelo desenvolvimento de Cáceres.

“Nos sempre defendemos a união. E não será agora que vamos agir diferente. A prefeitura está e sempre estará de portas abertas para receber o deputado, principalmente, se ele estiver bem intencionado e trazendo recursos para ajudar no desenvolvimento da nossa cidade” disseram.

 Sinezio Alcântara

Da Redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here