conecte-se conosco


Cáceres e Região

Francis defende lançamento de chapa de consenso, proposta divide opinião de pré-candidatos

Publicado

O prefeito Francis Maris Cruz (PSDB) defende a união dos partidos, tanto da situação como de oposição, para o lançamento de uma chapa de consenso na campanha eleitoral, em Cáceres. Para isso, ele está disposto a se reunir, inclusive, com o deputado doutor Leonardo Albuquerque (PSD), seu maior desafeto político, para viabilizar o projeto. As eleições municipais estão previstas para o dia dois de outubro.

Além de Leonardo, a intenção será conversar com o suplente de deputado Adriano Silva (PSB), o ex-prefeito Túlio Fontes (PSB), vereador Felix Alvares (SD), o engenheiro Celso Silva (DEM), o presidente da Câmara, Marcinho Lacerda (PMDB) e quem o PT se lançar.

Francis diz que, embora pesquisa de opinião pública interna o aponte com maior índice de aceitação popular, o momento é de união, principalmente, em razão do cenário econômico desfavorável, verificado em todo Estado, pela queda nas arrecadações do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) bem como do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

“Eu sempre defendi a união entre os poderes e as lideranças, para que não repetíssemos os erros do passado que deixaram Cáceres por um longo período de estagnação. Mas agora, isso é fundamental, devido a queda nas arrecadações tanto do FPM quanto do ICMS. Temos que estar unidos para manter o desenvolvimento do município” justificou.

Leia mais:   Está decidido: ex-prefeito Francis será pré-candidato a deputado estadual

Ele diz que, apesar das diferenças políticas, não terá dificuldade de falar com o deputado doutor Leonardo porque entende que o momento é de pensar em Cáceres. “Vou falar com todos. Com o professor Adriano, o vereador Marcinho Lacerda, o ex-prefeito Túlio Fontes, o doutor Felix e até mesmo o deputado doutor Leonardo. Temos que despir de vaidades política e pensar em Cáceres”.

O que dizem os pré-candidatos

            A proposta do prefeito divide opinião entre os pré-candidatos. O vereador presidente da Câmara, Marcinho Lacerda (PMDB), um dos pré-candidatos da chamada Frente Popular, diz que a proposta é muito interessante, mais muito difícil de ser concretizada por conta da multiplicidade que é o processo democrático do país. Mas, segundo ele, o PMDB não descarta a possibilidade de sentar e discutir com todos os partidos.

            O médico Manoel Felix Alvares (SD), também pré-candidato da “frentinha” diz que é terminantemente contra. “Não aceito. Sou contra a perpetuação dessa gestão e desse grupo”. O suplente de deputado, professor Adriano Silva (PSB) diz que a proposta é interessante. “O que for bom para Cáceres eu aceito. Não foco pessoas, mas sim um projeto bom para o desenvolvimento de Cáceres”.

Leia mais:   Gefron apreende 67 kg de cocaína e recupera veículos roubados em região de fronteira

O professor Dimas Santana (PT) também se manifesta contra. “Ele (prefeito) deveria ter feito essa proposta no ano passado. Agora é tarde, a vaca já está indo para o brejo. Ele está propondo isso para tentar consertar o estrago que fez. Os partidos da Frente Popular que irão decidir quem irá disputar contra ele”. A reportagem fez vários contatos com o ex-prefeito Túlio Fontes (PSB) e o deputado Leonardo Albuquerque (PSD), que apoia a candidatura do doutor Sérgio, mas não retornaram as ligações.

Sinezio Alcântara

Da Editoria

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Vereador Flávio Negação é o novo presidente do DEM em Cáceres

Publicado

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

     O vereador Flávio Negação é o novo presidente do Diretório Municipal do Democratas – DEM, em Cáceres. A nova diretoria executiva do partido formada ainda por Anelise Silva – vice-presidente, Daniel Paesano, tesoureiro e Wenes Cardoso Silva, secretário, substitui a diretoria anterior destituída.

     Uma das propostas da nova diretoria, de acordo com Negação, será a promoção de ações visando uma ampla campanha de filiação partidária.

     “Embora seja um dos maiores do município e do Estado, assim como do país, o DEM estava, praticamente, desativado em nossa cidade. Somos conscientes de que existem muitas pessoas e muitos simpatizantes que desejam cerrar fileiras conosco para engrandecimento do partido” justificou.

       Além das filiações, conforme o novo presidente, a legenda que tem como maior líder o governador Mauro Mendes, pretende lançar candidaturas, nas próximas eleições, tanto a deputado estadual quanto a federal, na região.

     “Temos a maior liderança política do Estado que é o governador Mauro Mendes fazendo uma excelente gestão; uma base muito forte na Assembleia legislativa. Em Cáceres dispomos de bons nomes. Portanto, é necessário que tenhamos candidaturas a deputado estadual e federal para lutar e defender os interesses de nossa região” assinalou.

Leia mais:   PARA EDUCAÇÃO - Municípios de MT receberão R$ 2,4 bilhões do Fundeb em 2022

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Câmara aprova pedido de licença de Eliene com votos contrários dos vereadores Leandro, Mazéh e Valdeir

Publicado

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

     Por 12 votos favoráveis e três contrários, a Câmara de Cáceres aprovou, em sessão extraordinária, na manhã desta quinta-feira (20/01), o pedido de afastamento da prefeita Eliene Liberato Dias (PSB), por um período de 8 dias, para tratamento de assuntos particulares.

     Votaram contra os vereadores professor Leandro dos Santos (DEM), a professora Mazéh Silva (PT) e Valdeir do Caramujo (PRTB). O representante do distrito do Caramujo não justificou a contrariedade. Já, os professores Mazéh e Leandro, argumentaram que o momento não é oportuno.

      “A população está inconformada, principalmente, com o aumento do IPTU. Não é momento para tirar licença e deixar a batata quente nas mãos dos vereadores. Responsabilizar somente a gestão passada não convence porque, ela (Eliene) era vice-prefeita, então tinha conhecimento do impacto” justificou Leandro.

       “Sabemos que todos têm direito ao descanso. Mas, é bastante conveniente sair em um momento desse. Além do aumento abusivo do IPTU, tem a questão do redimensionamento na educação que irá prejudicar, principalmente, os alunos mais humildes. A prefeita tem é que mostrar a cara a sociedade” completou Mazéh.

Leia mais:   Vereadores até mesmo da base aliada protestam contra majoração considerada abusiva do valor do IPTU em Cáceres

        Os demais foram favoráveis. “É salutar o descanso. Eliene enfrentou e continua enfrentando dificuldades e turbulências em todos os setores, principalmente, na área da saúde, por causa da pandemia. Além disso, a prefeitura será entregue a um homem íntegro que é dr. Odenilson” assinalou Manga Rosa (PSB).

       “Foi um ano bastante intenso. É merecida essa licença. São apenas oito dias que não fará diferença alguma. Além do mais, não irá causar nenhum prejuízo financeiro aos cofres públicos” explicou Isaias Bezerra (Cidadania).

      “É merecida essa licença. Eliene vai voltar com mais vontade e certamente com novas ideias para trabalhar” enfatizou Luiz Landim (PV).

        “Tenho convicção de que um bom descanso fará muito bem para a prefeita. Mas, descansada ela encontrará alternativas para resolver os inúmeros  problemas do município, principalmente, aumento do IPTU” destacou Franco Valério (PROS)

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana