conecte-se conosco


Cáceres e Região

Forças Integradas – Operação na fronteira prende 151 criminosos em 7 cidades

Publicado

A Operação “Fronteira Integrada”, deflagrada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), prendeu 151 bandidos em 7 municípios da área de fronteira em Mato Grosso.

Em 7 dias de operação da Região Integrada de Segurança Pública (Risp 6), que tem como sede o município de Cáceres (217 km ao Oeste de Cuiabá), foram abordadas 3.952 pessoas e 1.205 veículos. Deste total, 11 veículos foram recuperados. 11 armas foram apreendidas e o Corpo de Bombeiros Militar realizou 149 fiscalizações em estabelecimentos comerciais. 9 adolescentes foram apreendidos por envolvimento nos crimes na fronteira.

A operação contou 286 profissionais. Eles atuaram nos municípios de Cáceres, Mirassol D’oeste, Porto Esperidião, São José dos Quatro Marcos, Araputanga, Rio Branco e Lambari D’Oeste.

“Avalio como muito positiva a Operação Fronteira Integrada na RISP 6 por dois aspectos, primeiro pela integração de todas forças que compõe o Sistema de Segurança Pública em nível Federal e Estadual e também do município. E segundo porque esse aporte de meios na região trouxe um resultado e uma produtividade robusta para operação impactando no controle dos crimes praticados na região de fronteira”, ressalta o secretário-adjunto de Integração Operacional da Sesp, coronel PM Victor Paulo Fortes.

Leia mais:   Soldados do Exército destroem carro e casa durante perseguição policial

Participaram da operação, profissionais da Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron), Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Politec e Detran, além das forças especializadas, Força Tática (PM) e Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra), Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Exército Brasileiro e Marinha do Brasil.

A Risp 6 é composta pelos municípios de Cáceres, Araputanga, Curvelândia, Glória D’Oeste, Mirassol D’Oeste, Porto Espiridião, Indiavaí, Lambari D’Oeste, Reserva do Cabaçal, Rio Branco, Salto do Céu e São José do Quatro Marcos.

da assessoria

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Soldados do Exército destroem carro e casa durante perseguição policial

Publicado

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

Uma perseguição policial por pouco não acaba em tragédia, na noite de segunda-feira, em Cáceres. Na tentativa de escapar da polícia, três soldados (recrutas) do Exército, conduzindo um HB-20 branco, placas OBD – 1502 colidiram, frontalmente, destruindo totalmente o veículo, e, parcialmente, uma casa na Avenida dos Bandeirantes, bairro Santos Dumont.

O acidente aconteceu por volta das 22h. Além dos militares, no veículo, conforme informações do proprietário da casa, encontravam-se duas garotas, supostamente, menores de idade. Com o impacto da colisão, peças do carro, ficaram espalhadas pelo chão. A bateria foi arremessada há 5 metros do local.

Há suspeita é de que o grupo planejava fazer uma festa. No interior do veículo, conforme as testemunhas, havia carne e duas caixas de cerveja, que foram recolhidas pela polícia, no momento do registro da ocorrência. As garotas foram socorridas pela guarnição do Corpo de Bombeiros que as conduziram para o Hospital Regional.

O estado de saúde, principalmente, das meninas inspira cuidados. Há informações de que uma está internada em estado grave, com fraturas em várias partes do corpo. A outra estaria recebendo atendimentos médicos, mas não corre risco de morte. Os militares, conforme informações, na manhã de hoje, foram submetidos a exames médicos no batalhão.

Leia mais:   Governo Federal sanciona ajuda aos município e Cáceres receberá 26 milhões, confira a lista completa.

Policiais militares que atenderam a ocorrência, conforme os familiares, informaram que a perseguição começou na Avenida 7 de Setembro. Os soldados estariam conduzindo o veículo com os faróis apagados. A polícia diz que, ao sinalizarem para que parassem, eles saíram em alta velocidade. E, em dado momento perderam a direção vindo a chocar com a casa.

Proprietário do imóvel, o comerciante, Alexandre dos Santos e Silva, diz que foi um “momento de horror” vivido pela família.

“Eu havia acabado de chegar. Quanto escutei o estrondo sai do quarto e vi a frente da minha casa destruída. Foi um momento de horror” conta lembrando que ainda foi atingido por estilhaços do vidro da porta. Alexandre diz que, sua filha que, nesta terça-feira, completa um ano, renasceu. “A minha filha renasceu. Ela estava no berço e uma parede caiu junto dela. Foi um milagre”.

O comerciante ainda não avaliou o valor da reconstrução da parte da casa destruída. Mas, afirma que irá responsabilizar os militares pelo prejuízo. A reportagem entrou em contato com o Exército que ainda não se manifestou sobre o acidente.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Projeto Bichos do Pantanal apresenta sua agenda para a Semana do Meio Ambiente

Publicado

A comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente, no próximo dia 5 de junho frente aos alarmantes índices de desmatamento, queimadas, entre outras causas de aquecimento do clima como as emissões de gases de efeito estufa, alerta que o Brasil ignora o potencial que sua riqueza natural representa para conduzir o país a um novo patamar de desenvolvimento sustentável, além do impacto positivo sobre o ser humano.
Dentro desse contexto, o Projeto Bichos do Pantanal traz à luz o conhecimento sobre o meio ambiente e o resgate da relação com a natureza como formas cientificas e pedagógicas para a preservação da biodiversidade e de terapias para a nossa saúde e bem-estar, com uma série de ações focadas na Semana do Meio Ambiente.
“Infelizmente, a importância da natureza ainda é pouco conhecida por grande parte da população brasileira. Isso acontece porque as pessoas estão desconectadas com o meio ambiente e dificilmente alguém dá valor ao que desconhece. Pensando adiante, o programa Conexão com a Natureza, método baseado na obra do autor e jornalista norte-americano, Richard Louv – A Última Criança na Natureza – tem o objetivo de formar educadores que levarão o conhecimento às crianças e jovens nas escolas, resgatando a relação entre o ser humano e a mãe-natureza”, comenta Jussara Utsch, diretora executiva do Instituto Sustentar. “A geração de hoje será aquela que vai atuar amanhã frente à proteção do meio ambiente. Isso é possível porque quando a criança conhece a natureza de forma real, ela aprende a apreciá-la e, consequentemente, a preservá-la”, explica a executiva.
Sobre os números de espécies, o Brasil abriga, por exemplo, mais de 1.900 espécies de aves. Os dados são do Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos (CBRO) e coloca o País dentre as três maiores nações detentoras de diversidade de aves no mundo. A ictiofauna (conjunto de peixes de uma região ou ambiente) brasileira compreende 2.300 espécies de água doce e 1.298 espécies marinhas, segundo fonte do ICMBio. Um tesouro ecológico pouco conhecido pelos brasileiros.
Outro ponto a ser considerado é que a cultura moderna está cada vez mais conectada por meio da Internet e isso afasta as pessoas do seu contato com a natureza. Nessa tendência, não raro aparecem casos de depressão, distúrbios neurológicos, entre outras doenças crônicas como o stress, que estão se tornando problemas habituais.
Programação da Semana do Meio Ambiente
Em homenagem à Semana do Meio Ambiente e aos seus benefícios para o ser humano, o Projeto Bichos do Pantanal, realizado pelo Instituto Sustentar e patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental preparou uma Cartilha com conteúdo e desenhos para estimular o aprendizado de crianças e adolescentes sobre os elementos da natureza. Este material vem do desejo de mostrar às crianças que o Pantanal não é um local distante, desconhecido, mas sim um ambiente que integra cada animal, cada árvore, e toda a paisagem, ao dia a dia das pessoas que vivem na região.
Outras duas ações especiais e inéditas entraram na programação para os adultos. A TV É O BICHO, um espaço para a troca de ideias, experiências, difusão de informação, aprendizado, tecnologias e inovação, com curtas sobre a biodiversidade pantaneira, educação ambiental, turismo sustentável e conversas com personalidades que atuam no meio ambiental No próximo dia 3 de junho, às 10h (horário de Brasília) e às 9h (horário de Mato Grosso), o ecólogo Douglas Trent, Diretor de pesquisa e de relações internacionais, e o biólogo prof. Mahal Massavi, coordenador de educação ambiental, ambos do Projeto, abordarão o tema “Diálogos na construção da educação ambiental”, trocando experiências com Yana Marull, jornalista, escritora e ilustradora de livros sobre natureza, meio ambiente e os biomas do Brasil; Pedro Belga, biólogo, presidente da ONG Guardiões do Mar, coordenador do Projeto UÇÁ e articulador socioambiental de lideranças comunitárias e da pesca na Baía de Guanabara; Cynthia Ranieri, bióloga marinha especialista em Educação Ambiental e Recursos Hídricos e, também, coordenadora da Educação Ambiental do Projeto Albatroz, parte integrante da Rede de Projetos de Biodiversidade Marinha/Biomar da Petrobras, e Maíra Borgonha, oceanógrafa, Mestre em desenvolvimento e meio ambiente e coordenadora geral do Projeto Meros, que aborda temas ligados ao ambientes costeiros e marinhos.
Os participantes receberão um certificado de participação. As inscrições são gratuitas e online pela plataforma Sympla: http://www.sympla.com.br/dialogos-na-construcao-da-educacao-ambiental__867061
No dia 5 de junho, encerrando a semana na data em que se comemora o Dia do Meio Ambiente, às 17h (horário Brasília) e 16h (horário do MT), o Prof. Dr. Claumir César Muniz, biólogo e especialista em Educação Ambiental para Conservação do Pantanal e coordenador da pesquisa de Ictiofauna do Projeto Bichos do Pantanal falará sobre “Peixes ornamentais. Preocupações e potencialidades no Pantanal Matogrossense” ao lado de Fernando Aburaya, biólogo e agrônomo, Mestre em ecologia e conservação da biodiversidade.
Essa atividade também faz parte da programação TV É O Bicho, mas será também divulgada em uma Live pelo Instagram Bichos do Pantanal (@bichosdopantanal).
Doutora natureza
A obra de Richard Louv “A Última Criança na Natureza”, apresenta uma síntese de pesquisas que relacionam a presença da natureza na vida das crianças com seu bem estar físico, emocional, social e acadêmico. “Caminhar por uma hora na mata ou parques, observando árvores, pássaros ou qualquer outra forma da natureza, tem um impacto positivo enorme sobre nossa saúde e inclusive neurológica”, diz Douglas Trent, ecólogo americano presente há 40 anos no Brasil e Diretor de pesquisa do Projeto Bichos do Pantanal, desde 2013. “Ao estabelecer relações com a natureza em sua totalidade, de forma concreta, as crianças compreenderão que são parte de um sistema e se ajustam à novas dinâmicas, assimilando o conhecimento que pode levar à modificação da qualidade e estilo de vida delas e de gerações futuras. Esse fator transforma mentalidades e tem uma incidência terapêutica em tratamentos físicos, emocionais e neurológicos, capaz inclusive de acalmar o comportamento de uma criança com TDDA (Transtorno de Déficit De Atenção)”, afirma.
Projeto Bichos do Pantanal
Com patrocínio da Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental, o Projeto Bichos do Pantanal atua na região do Alto Pantanal (Cáceres e Porto Estrela, MT) desde 2013. O foco é nas áreas de Educação Ambiental, pesquisas que ampliam o conhecimento científico visando a preservação de espécies da fauna pantaneira e a promoção da sustentabilidade local por meio do Turismo Sustentável. O Projeto já mobilizou, em diversas atividades (entre cursos, eventos, capacitações, atividades de mobilização social e Educação Ambiental), mais de 550 mil pessoas entre crianças, jovens e adultos, comunidade escolar, moradores, visitantes e turistas nos municípios de Cáceres e Porto Estrela e Estado do Mato Grosso.
Saiba mais em: http://www.bichosdopantanal.org
Instituto Sustentar
O Projeto Bichos do Pantanal é realizado pelo Instituto Sustentar, OSCIP com sede em Belo Horizonte e atuação nacional e internacional. A entidade é dedicada à implementação e execução de projetos que buscam a sustentabilidade econômica, social e ambiental, junto à iniciativa privada, entidades da sociedade civil e setor governamental. O objetivo é promover pesquisas técnico-científicas e boas práticas institucionais e empresariais que permitam o desenvolvimento sustentável de nossa sociedade.
Saiba mais em: http://institutosustentar.net/
Mais informações
Facebook: Projeto Bichos do Pantanal / Instituto Sustentar http://www.facebook.com/bichosdopantanal/
Instagram: Bichos do Pantanal http://www.instagram.com/bichosdopantanal/
Youtube: Bichos do Pantanal – http://www.youtube.com/user/bichosdopantanal
Twitter: Bichos do Pantanal http://twitter.com/BichosPantanal
TV É O BICHO: http://www.sympla.com.br/dialogos-na-construcao-da-educacao-ambiental__867061
Para baixar a Cartilha: http://www.bichosdopantanal.org/wp-content/uploads/2020/05/Atividades-de-Educação-Ambiental.pdf
Da Assessoria
Comentários Facebook
Leia mais:   Eliene diz que não esperava que Francis lançasse outra candidatura.
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana