conecte-se conosco


Cáceres e Região

Feira de saúde realizada no Atacado Pantanal foi um sucesso

Publicado

A Feira de Saúde realizada nas dependências do Atacado Pantanal, no último sábado (19), foi um sucesso.

O evento realizado pelo Lions Clube de Cáceres “Portal do Pantanal”, em parceria com o curso de medicina da Unemat e Grupo Juba, movimentou a loja.

Centenas de clientes e pessoas da comunidade receberam diversos serviços na área de saúde como aferição de pressão arterial, peso, altura, índice de massa corporal – IMC, medida da circunferência abdominal e exame de destro (medida de açúcar no sangue), tudo gratuitamente.

Além de atender os clientes e cidadãos, colaboradores do Atacado Pantanal também tiveram acesso aos atendimentos.

Para o colaborador Jaime Conradi Soares Araújo, a feira foi uma boa oportunidade , não só para a sociedade, mas para eles que trabalham ali. “Para mim foi ótimo participar descobri que minha pressão está boa, meu

peso está compatível com minha altura e minha glicose está ótima para minha idade”, avaliou Jaime.

Já o fiscal de prevenção Evair Almeida Cruz, observou que a ação foi muito importante. Para ele, as pessoas não tem tempo, oportunidade e muitas vezes acesso a estes serviços prestados na Feira de Saúde. Eu tive a oportunidade de verificar meu índice de massa corporal, fazer o teste de glicemia e aferir a pressão arterial e tudo grátis. E mais, é muito bom saber que a saúde da gente está tudo em cima, está bem”, discorreu Evair.

Leia mais:   Depois de 7 meses governo não recuperou escola onde abriu cratera no dia de chuva

A psicóloga do Grupo Juba, Kátia Deise Moreira, responsável pela Gestão de Pessoas, aprovou a atividade e a participação dos colaboradores. “Foi mais uma oportunidade de prevenção e controle à saúde, através de exames e serviços oferecidos neste espaço”, analisou Kátia.

O gerente do Atacado Pantanal, Thiago Monteiro, finalizou agradecendo os parceiros e reconhecendo que o acontecimento movimentou a loja no sábado e contribuiu com a saúde, também, de seus colaboradores, já que todos utilizaram os serviços disponíveis.

Por: Esdras Crepadi

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Depois de 7 meses governo não recuperou escola onde abriu cratera no dia de chuva

Publicado

As salas de aulas do Colégio Estadual Onze de Março (CEOM), condenadas pela Defesa Civil Municipal, permanecem interditadas e os alunos evacuados do prédio, continuam estudando em salas improvisadas da Faculdade do Pantanal (FAPAN). Depois de sete meses, da abertura de uma cratera no meio de uma das salas da escola, ocorrido no dia 9 de abril, o governo do Estado, ainda não providenciou a recuperação do prédio.

“Já encaminhamos à Secretaria de Infraestrutura do Estado, vários documentos cobrando uma posição do governo para a recuperação da estrutura. Mas, infelizmente, ainda não obtivemos resposta” afirma a coordenadora da Defesa Civil Municipal, Arineia Graciela Ardaia assinalando que, técnicos da Sinfra chegaram a elaborar um projeto para reforma das salas afetadas pela cratera. Porém, segundo ela, a reforma ainda não saiu do papel.

O incidente no CEOM ocorreu na noite do dia 9 de abril. Após uma forte chuva abriu-se um enorme buraco de cerca de cinco metros de diâmetro, no meio da sala de aula da escola. Não houve vítimas porque, não havia ninguém, no colégio a essa hora. Assim que informados do caso, no dia seguinte, técnicos da Defesa Civil Municipal, compareceram a escola e orientaram o, imediato, isolamento do bloco, composto por três salas.

Leia mais:   Depois de 7 meses governo não recuperou escola onde abriu cratera no dia de chuva

À época, a coordenadora da Defesa Civil afirmou que havia eminente risco de outras partes do prédio ceder. “A olho nú percebemos que os pisos de outras salas também estão em desníveis. Temos que preservar a vida das nossas crianças” justificou.

Na tentativa de amenizar a possibilidade de uma tragédia, a direção da escola negou que houvesse alunos estudando nas salas. “Essa sala estava isolada, desde o ano passado. Servia apenas de depósito provisório. Nós pressentimos que o piso já apresentava problemas” disse a diretora Maria José de Oliveira Godoy. Contudo, imagens e relatos feitos por alunos, mostraram um amontoado de carteiras e mesas, no fundo da sala.

O coordenador Leocir Antônio Sfozer, informou que a erosão no prédio existe desde 2007. Para não perder o ano letivo, os cerca de 200 alunos que estudavam nas salas condenadas, foram enviados para outros estabelecimentos de ensino. Entre eles, a Faculdade do Pantanal – FAPAN, onde até hoje permanecem. O CEOM é uma das mais antigas e tradicionais escolas do município. No colégio estão matriculados 935 alunos.

Leia mais:   Mato-grossenses recebem doações de comida durante protestos na Bolívia

Editoria – Sinézio Alcântara

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Militar do exército morre após perder controle do veículo e colidir com árvore na BR 070 em Cáceres

Publicado

Em nota, o Exército Brasileiro esclareceu que o Subtenente Gilmar é natural de Jaicós no Piauí, e trabalhava no 2º Batalhão de Fronteira de Cáceres desde 2016.

Um militar lotado 2º Batalhão de Fronteira (2º BFron), conhecido como Batalhão General José Miguel Lanza, morreu após perdeu o controle do veículo e colidir com uma árvore nas margens da BR 070, no município de Cáceres (distante a 220 km de Cuiabá).

O acidente acorreu nas proximidades da localidade do Facão na manhã desta sexta-feira (15), o Subtenente Jose Gilmar de Sousa Santana (47 anos) se deslocava da cidade de Cuiabá com destino a Cáceres, quando ocorreu o acidente.

Em nota, o Exército Brasileiro esclareceu que o Subtenente Gilmar é natural de Jaicós no Piauí, e trabalhava no 2º Batalhão de Fronteira de Cáceres desde 2016.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal o militar dirigia um veículo Chevrolet Cobalt de placa ONS 6538, que chegou a colidir com outras árvores a beira da rodovia após o impacto final, no momento do acidente chovia muito no local.

Leia mais:   Militar do exército morre após perder controle do veículo e colidir com árvore na BR 070 em Cáceres

O Corpo de Bombeiros foram acionados, porém a vítima já se encontrava sem vida após a colisão.

Subtenente Gilmar era casado e deixa duas filhas.

NOTA DE FALECIMENTO  

COMUNICAÇÃO SOCIAL DO 2º BATALHÃO DE FRONTEIRA

O Comando do 2º Batalhão de Fronteira (2º B Fron) lamenta informar que, na manhã desta sexta-feira, 15 de novembro de 2019, o Subtenente JOSE GILMAR DE SOUSA SANTANA (47 anos), sofreu um acidente de carro na BR-070 na altura de Cáceres, próximo a Serra do Mangaval e infelizmente veio a óbito no local. O Subtenente Gilmar, que é natural de Jaicós no Piauí, trabalhava no 2º B Fron desde 2016. Neste momento de consternação e pesar, os integrantes do 2º Batalhão de Fronteira se sensibilizam com o ocorrido e se solidarizam com os familiares e amigos do Subtenente JOSE GILMAR DE SOUSA SANTANA.

Por: Joner Campos

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana