conecte-se conosco


Estadual

FAIXA DE FRONTEIRA: Deputado reforça pedido de viaturas para os 22 municípios da região oeste

Publicado

Dr. Gimenez agradece destinação de veículos para Cáceres, Pontes e Lacerda e Gefron, mas continua cobrando atendimento aos demais municípios na faixa de fronteira

Os 22 municípios que compõem a região oeste estão na faixa de fronteira de Mato Grosso com a Bolívia têm indicações do deputado Dr. Gimenez (PV) para receber novas viaturas das Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros. A cobrança vem sendo feita desde o início do mandato, no ano passado.

O parlamentar explica que o Governo do Estado anunciou, nesta semana, a entrega de veículos, caminhonetes 4 x 4, para atender prioritariamente municípios onde há Comandos Regionais e Unidades Especializadas da Força-Tática. Na região oeste, serão contemplados Cáceres, Pontes e Lacerda e o Grupo Especial de Fronteira (Gefron).

“Agradeço o atendimento das minhas indicações, pois essas viaturas reforçarão a segurança, onde nós sabemos que é muito importante a presença do Estado. Mas temos demandas por melhoria na frota de veículos, que hoje é bastante antiga e sem manutenção, para outros municípios e em especial à Polícia Judiciária Civil, que por enquanto também não foi contemplada”.

Leia mais:   Polícia Civil prende autor de roubos e suspeito de entrar com drogas em presídio

Mato Grosso possui 750 quilômetros de fronteira seca, área que abrange 28 municípios, dos quais fazem parte 22 da região oeste que sofrem direta e indiretamente as consequências da proximidade com a Bolívia. O narcotráfico e quadrilhas especializadas em roubo e furtos de veículo atuam ao longo desta extensa área por estradas vicinais, estaduais e federais, algumas de difícil acesso.

“Estive pessoalmente falando com os profissionais que atuam na região e que fazem um trabalho exemplar e heroico, por isso, reforço a necessidade destinação de novas viaturas para todos municípios e também de outros investimentos em diversas áreas, além da segurança pública. Temos que olhar para a nossa fronteira como uma região de oportunidade, segurança e desenvolvimento”.

Ele explica que é uma região extensa e com grande variedade de paisagens. Para percorrê-la, é preciso passar por áreas urbanas, comunidades rurais ou desertos inóspitos, de cerrado, floresta e pantanal. Área com estradas vicinais e trilhas conhecidas como “cabriteiras”.

As forças de segurança atuam na região a partir da delegacia de fronteira, com sede em Cáceres, onde existe uma cooperação entre a Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros e Gefron, com sede em Porto Esperidião, e as PM e PJC nos municípios, além de outros parceiros, em nível municipal, estadual e federal.

Leia mais:   Polícia Civil cumpre três mandados contra mulher suspeita de atuar com tráfico de drogas na Capital

Indicações – As indicações nº 2535/2019 e nº 4211/2019 são referentes às solicitações de viaturas para Corpo de Bombeiros Militar (CIBM), com base em Cáceres e que atende a 11 municípios no seu entorno, em resgate, salvamentos e trabalho conjunto com as outras políticas; e se refere à cobrança por veículos para PM, PJC e Gefron em todos os 22 municípios.

Entre os municípios estão: Araputanga, Cáceres (atendido), Campos de Júlio, Comodoro, Conquista D’Oeste, Curvelândia, Figueirópolis D’Oeste, Glória D’Oeste, Indiavaí, Jauru, Lambari D’Oeste, Mirassol D’Oeste, Nova Lacerda, Pontes e Lacerda (atendido), Porto Esperidião, Reserva do Cabaçal, Rio Branco, Rondolândia, Salto do Céu, São José dos Quatro Marcos, Vale de São Domingos e Vila Bela da Santíssima Trindade.

Da Assessoria

Comentários Facebook

Destaque

Dona de casa de Pontes e Lacerda morre por coronavirus no Hospital São Luiz

Publicado

Um novo óbito por coronavirus foi confirmado, na noite desta quarta-feira (3/6) no Hospital São Luiz, em Cáceres. A dona de casa Maria Wanderleia Massavi, 52 anos, moradora de Pontes e Lacerda, faleceu por volta das 19h30.

Ela foi transferida para Cáceres há 10 dias, depois de iniciar o tratamento em Pontes e Lacerda.  Wanderlei deixa esposo e três filhas. O corpo, de acordo com familiares, será trasladado para o município da vítima, nas próximas horas.

Foi o segundo quadro de complicação fatal no hospital, em apenas, um dia. Primeiro foi o do professor da Unemat, Adriano Silva. O ex-reitor foi internado na segunda-feira. O quadro clínico se agravou, teve problema pulmonar, foi entubado, levado as pressas para Cuiabá, faleceu no início da noite.

De acordo com Boletim Médico expedido pelo hospital, às 16h30 antes nas mortes, havia internados na unidade cinco pacientes. Sendo dois confirmados e três suspeito com a Covid-19. Três pacientes estavam na enfermaria e dois internados na UTI.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde – SES existem em Cáceres, 34 casos confirmados do novo coronavirus e 43 suspeitos. E, ainda 229 casos descartados da doença. Foram computados para o município três óbitos.

Leia mais:   Soldados envolvidos em acidente podem ser excluídos do Exército, afirma coronel

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Presidente da Fapemat, Adriano Silva, morre de covid-19

Publicado

Após parada cardiorrespiratória, o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso, Adriano Silva, morreu na noite desta quarta-feira (3), em Cuiabá. Ele foi transferido de Cáceres, onde estava internado, para a clínica Femina na capital.

Professor do curso de Direito da Unemat, ele foi reitor da instituição. Adriano contou em uma rede social no dia 1º que passou mal e procurou um médico que o recomentou a internação.

Os sintomas eram da covid-19. Nesta quarta-feira, Adriano teve complicações pulmonares, foi entubado e transferido para Cuiabá, já que em Cáceres não tinha UTI para o caso do professor.

Por volta das 20h47, o governo de Mato Grosso confirmou a morte do presidente da Fapemat. A nota diz que no domingo (31), ele sentiu os sintomas da covid-19.  Foi internado em um hospital particular de Cáceres na segunda-feira. Ele estava internado em um leito de UTI na unidade.

“Nesta quarta-feira, teve uma parada cardíaca, ainda em Cáceres, quando foi estabilizado. A pedido da família foi transferido para uma unidade hospitalar da rede particular em Cuiabá, no final da tarde desta quarta-feira. Durante a transferência, em UTI aérea, sofreu duas paradas cardíacas. Ele não resistiu e morreu no início desta noite. O presidente fez o exame de Covid-19, cujo resultado ainda não saiu”. diz o governo.

Leia mais:   Soldados envolvidos em acidente podem ser excluídos do Exército, afirma coronel

O governador Mauro Mendes e a primeira-dama Virginia Mendes lamentam profundamente o falecimento do amigo e gestor e prestam condolências aos familiares. Suplente de deputado federal, Adriano estava filiado ao DEM.

pablo@gazetadigital.com.br

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana