conecte-se conosco


Mato Grosso

Evento aborda falta de diálogo entre equipes

Publicado

A Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), por meio da Coordenadoria de Segurança e Saúde no Trabalho da Área Sistêmica, realizou na tarde desta terça-feira (11.06) mais uma atividade do Programa de Atenção à Saúde Mental.

Desta vez, o tema da roda de conversa foi “Comunicação”, com a participação de gestores de equipes da Seplag. O objetivo foi apontar soluções para os problemas causados pela ausência do diálogo entre líderes e liderados.  

O programa Atenção à Saúde Mental faz parte da Política de Saúde e Segurança no Trabalho, instituída no âmbito estadual pela Lei Complementar 502/2013. As temáticas das rodas de conversas foram escolhidas a partir de uma pesquisa realizada com servidores da antiga Secretaria de Gestão (Seges), no ano de 2017.

Para a coordenadora de Segurança e Saúde no Trabalho, Grazielly Rondina, o assunto é de grande importância, pois faz com que os gestores tenham um olhar diferente sob suas equipes.

“Com a roda de conversa promovemos trocas de experiências. Isso possibilita que gestores, com o conhecimento de práticas utilizadas por líderes de outras equipes, apliquem novas ideias com seus liderados. Essas atitudes mostram uma preocupação com o servidor, pois melhorias na comunicação proporcionam melhorias no processo como um todo”, ressaltou Rondina.                        

Leia mais:   Pagamento da folha de julho dos servidores estaduais será concluído neste sábado (17)

De acordo com as servidoras Elda Gomes, assistente social, e Nancy Pinheiro, psicóloga, ambas organizadoras da atividade, as rodas de conversas têm resultado positivo entre os participantes.

“Alguns gestores já nos relataram que colocaram em prática no dia a dia algumas das ações para melhorar o relacionamento entre o grupo” relatou Pinheiro. “Muitos, inclusive, solicitaram que essas rodas de conversas sejam realizadas entre suas equipes”, acrescentou Gomes.

Na próxima terça-feira (18.06), a Coordenadoria de Segurança e Saúde no Trabalho da Área Sistêmica irá apresentar aos servidores da Seplag o programa Atenção à Saúde Mental.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Sema resgata 12 tartarugas nas Regiões do Araguaia e do Xingu; 8 pessoas foram presas

Publicado

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), em parceria com a Diretoria de Unidade Desconcentrada de Confresa, ONG aliança da Terra e Polícia Militar, resgatou 12 tartarugas durante operação de 10 dias, realizada no fim de julho, que  abrangeu 13 municípios de Mato Grosso. A ação envolveu áreas de preservação permanente e do Parque Estadual do Xingu.

As tartarugas foram devolvidas ao seu habitat natural. Também foram apreendidos 110 quilos de peixes das espécies matrinchã, pacu, ferrada, piau, sardinha e pirarucu, carnes de caça e apetrechos proibidos de pesca como redes, espinhéis, arpão e bóias.

A operação ocorreu nos seguintes municípios: Bom Jesus do Araguaia, Serra Nova, Novo Santo Antônio, São Félix do Araguaia, Luciara, Santa Teresinha, Vila Rica, Confresa, Porto Alegre do Norte, Cana brava do Norte, Alto Boa Vista, Santa Cruz do Xingu e São José do Xingu.

Além das ações contra a pesca predatória, os fiscais atuaram também contra as queimadas florestais, ao se depararem com um foco de incêndio de grande porte em Jacaré Valente, Distrito de Confresa, atingindo cerca de 60 hectares de mata.

Leia mais:   Empresários conhecem mudanças na Jucemat que facilitam abertura de novas empresas

Ao final da operação oito pessoas foram conduzidas para delegacia e os peixes apreendidos foram doados para o Hospital de São Félix do Araguaia.

Denúncias

O cidadão pode denunciar a pesca depredatória e outros crimes ambientais à Ouvidoria Setorial da Sema: 0800-65-3838 ou via WhatsApp no (65) 99281-4144. Outros telefones para informações e denúncias: (65) 3613-7394 (Setor Pesca), nas unidades regionais da Sema ou aplicativo MT Cidadão.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Curso de Técnicas de Controle da Rotam termina nesta segunda-feira (19)

Publicado

Depois de 27 dias, encerra nesta segunda-feira (19.08), às 9 horas, no auditório Comando Geral da Polícia Militar, o 2º Curso de Técnicas de Controle e Submissão, promovido pela Ronda Ostensiva Tático Metropolitana (Rotam). Os 17 alunos do aprimoramento receberam instruções de alternativas do uso da força, através de métodos de artes marciais adaptados para a atividade policial.

O objetivo do curso foi preparar os agentes públicos para situações críticas de manutenção da ordem, onde é necessário o emprego de técnicas, táticas e meios diferenciados de uso da força. Além de proporcionar aos alunos, maior capacidade técnica de resolução de conflitos, dentro dos princípios da legalidade, proporcionalidade, moderação e conveniência, resguardando os direitos e garantias fundamentais dos cidadãos. 

Participaram do curso policiais da Rotam, do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), Cavalaria, Força Tática do 1º CR, militares do 24º Batalhão,  Grupo Especial de Fronteira (Gefron), agentes penitenciários e investigadores da Polícia Judiciária Civil.

Na grade curricular, por exemplo, foram destacadas noções sobre Direitos Humanos; Legislação sobre o uso da força; História das algemas; Física aplicada à técnica policial; Sobrevivência policial; Defesa pessoal; Instrumentos de menor potencial ofensivo; Fundamentos de técnicas de solo e procedimentos de algemação tática, entre outros.

Leia mais:   MTI integra sistema do Detran para comunicação de venda do veículo direto do cartório

Serviço

Encerramento do 2º Curso de Técnicas de Controle e Submissão

Data e hora: segunda-feira (19.08), às 9h

Local: Auditório do Comando Geral da Polícia Militar

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana