conecte-se conosco


Cáceres e Região

Estudantes do IFMT em Cáceres debatem soluções para dilemas cotidianos em roda de conversa promovida pelo MP

Publicado

Como jovens e adolescentes podem entender e enfrentar as dificuldades de interação social? A utilização de recursos tecnológicos pode ser nociva? Como superar problemas relacionados à depressão, ansiedade, autoestima, solidão, vícios, bullying?  Esses foram alguns dos questionamentos que envolveram estudantes de cursos do ensino médio, técnico e superior do Instituto Federal de Mato Grosso, IFMT Campus Cáceres – Prof. Olegário Baldo durante roda de conversa realizada essa semana (23.04) no campus. A atividade intitulada “a solução de nossos problemas” integra agenda de sensibilização e orientação desenvolvida pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso (MPMT) por meio da Promotoria de Justiça da Infância e da Adolescência de Cáceres, em unidades escolares do município.

De acordo com a coordenadora do projeto, promotora Taiana Castrillon Dionello, o objetivo é despertar os jovens para aptidões da inteligência emocional como autoconhecimento, controle emocional, automotivação, além da empatia e interação social, reveladas na capacidade de ouvir e se colocar no lugar da outra pessoa e de saber lidar com os relacionamentos, em exercício diário de respeito e de perdão.

“A demanda que tem chegado pra nós é de muitos problemas de relacionamento interpessoal entre os jovens e a família e, na maioria das vezes, o espaço de revelação é a escola. Então, a gente observa que há necessidade de se trabalhar essas questões das aptidões emocionais. São ferramentas muito úteis que os jovens precisam ter para lidar com os dilemas, com os problemas diários e mostrar para eles que tudo tem uma solução na vida, têm caminhos”, destaca Taiana.

Leia mais:   Operação combate pornografia infantil no Brasil e em mais quatro países

O trabalho realizado com alunas e alunos do IFMT contou com as contribuições de equipe formada pela assistente social do MPMT Frankielle Corrêa, a psicóloga Rayanne Moreno Pereira e o professor da área de Ciência da Computação da Universidade do Estado de Mato Grosso, Unemat, Tiago Luís de Andrade.

Entre os propósitos da ação, está a difusão de informações para a comunidade estudantil sobre como buscar ajuda para problemas como depressão, vício, ansiedade, automutilação, assédio. Nesse sentido, a escola é uma das portas de entrada para a Rede de Proteção de adolescentes e jovens no contato com a direção e coordenação pedagógica bem como o Ministério Público que pode acionar a rede de atendimento psicossocial do município.

A diretora do Departamento de Desenvolvimento Educacional do Campus Cáceres, Juçara Tinasi reforçou o papel da escola e compromisso do IFMT em fortalecer o elo dessa rede de atendimento no trabalho cotidiano desenvolvido no campus por toda equipe pedagógica e multiprofissional de atendimento aos estudantes. Tinasi parabenizou à promotoria e toda a equipe do projeto pelo trabalho realizado e agradeceu pela disponibilidade para agenda no IFMT.

Utilização de Recursos Tecnológicos: responsabilidades e consequências

No que tange à utilização de recursos tecnológicos, o professor Tiago provocou entre os estudantes à reflexão sobre problemas causados pelo uso desmedido e sem limites dos recursos, a exemplo do vício e do isolamento de quem busca interação exclusiva no universo virtual. Entre outros aspectos, o docente alertou para as consequências, incluindo responsabilização criminal, do uso inadequado dos recursos e enfatizou a existência de regras e leis que regulam a sua utilização, a exemplo da Lei n. 12.965/14, chamada “Marco Civil da Internet”- que trata de direitos, deveres e garantias do fornecimento da internet como recurso tecnológico no Brasil – e da Lei 12.737/2012 que ficou conhecida como “Lei Carolina Dieckmann” com a tipificação criminal de delitos informáticos.

Leia mais:   Cáceres sedia primeira reunião de 2020 do Comitê de Bacia do rio Cabaçal

 “Nós temos várias possibilidades de utilização de forma positiva como fonte de pesquisa, comunicação, entretenimento e informação. Acontece que estamos vivenciando uma triste realidade que as pessoas estão utilizando os recursos tecnológicos também para o lado negativo, isso tem chamado mais atenção, porque o recurso tecnológico está sendo distorcido de sua objetivação”, afirma Tiago.

O docente deu exemplo de situações criminosas em que os responsáveis foram identificados por meio do rastreamento de dispositivos eletrônicos a exemplo do caso de assassinato da vereadora do Rio de Janeiro Mariele Franco em que o suspeito pela execução do crime que hoje está preso foi identificado a partir de investigação dos dados de navegação de celulares. No outro exemplo, do massacre na Escola de Suzano em São Paulo, a polícia chegou ao suspeito de quem planejou a ação e de quem forneceu arma, ao investigar a utilização de recursos tecnológicos.

 “Saibam que todas as vezes que utilizamos qualquer dispositivo eletrônico nós podemos ser rastreados e monitorados, com ou sem internet. Nos dados de navegação, por exemplo, quando utilizamos os recursos enviamos metadados como dados de localização, hora, local, dispositivo, característica do aparelho, entre outros”, explica o professor.

Edna Pedro  DRT RJ 5056/2001
Assessoria de Comunicação
IFMT/Campus Cáceres – Prof. Olegário Baldo
(65) 3221-2631
Comentários Facebook

Cáceres e Região

Prefeitura de Mirassol D’Oeste divulga edital de concurso com mais de 100 vagas e salários de até R$ 18 mil

Publicado

A prefeitura de Mirassol D’Oeste, a 70 km de Cáceres (MT), divulgou o edital do Concurso Público Nº 001/2020 que oferece 193 vagas para os níveis fundamental, médio, técnico e superior, com salários de até R$ R$ 18.728,15 mil. As inscrições começam no dia 28 de fevereiro e seguem até o dia 16 de março de 2020.

Segundo o edital, disponível na internet, as inscrições são feitas exclusivamente no site da banca organizadora. As taxas custam R$ 50, R$ 80 e R$ 120, para cargos dos níveis fundamental, médio/técnico e superior, respectivamente. Os boletos podem ser pagos até o dia 16 de março de 2020.

A seleção ocorre por meio de prova escrita (língua portuguesa e conhecimentos específicos) e de títulos. Composta de 40 questões de múltipla escolha, a prova escrita é obrigatória para todos os cargos e está agendada para o dia 12 de abril para os cargos de nível fundamental e médio. Já os cargos de nível médio no dia 19 de abril de 2019 a partir das 8h.

Após o período de recursos, a previsão é de que o resultado definitivo do certame seja divulgado no dia 23 de Junho de 2020.

Leia mais:   Vacina mais eficaz contra pneumonia é testada em humanos

As inscrições devem ser feitas pelo endereço da prestadora do concurso no site https://www.metodoesolucoes.com.br/

Confira os cargos com vagas disponíveis

·         Agente Administrativo R$ 2.702,31

·         Agente de Trânsito R$ 1.778,69

·         Arquiteto Urbanista R$ 3.717,54

·         CR Assistente Social R$ 3.717,54

·         CR Auditor Público Interno (Graduação em Direito ou Administração) R$ 7.038,25

·         CR Auditor Público Interno (Graduação em Engenharia Civil) R$ 7.038,25

·         Assistente de Informática R$ 2.992,39

·         Atendente de Farmácia R$ 1.076,72

·         CR Atendente em Saúde R$ 1.076,72

·         Auxiliar Administrativo R$ 1.778,69

·         Auxiliar de Inspetoria de produtos de origem Animal R$ 2.007,64

·         Auxiliar de Manutenção R$ 1.202,99

·         CR Contador R$ 7.038,25

·         Eletricista R$ 1.442,81

·         CR Enfermeiro PSF R$ 7.038,25

·         Engenheiro Civil R$ 7.038,25

·         Farmacêutico Bioquímico R$ 3.717,54

·         Fiscal Ambiental R$ 1.442,81

·         Fiscal de Postura e Vigilância Sanitária R$ 1.442,81

·         Fiscal de Tributos R$ 3.717,54

·         Fisioterapeuta R$ 3.717,54

·         Fonoaudiólogo R$ 3.717,54

·         CR Inspetor Sanitário Animal R$ 3.717,54

·         Mecânico R$ 2.190,84

Leia mais:   Parceria Embrapa, Senar e IFMT: Eventos difundem tecnologia de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta em Cáceres

·         Médico (Clínico Geral) R$ 18.728,15

·         Médico (Especialista em Neurologia R$ 18.728,15

·         Médico (Especialista em Psiquiatria) R$ 18.728,15

·         Médico (Especialista em Ginecologia) R$ 18.728,15

·         Médico (Especialista em Pediatria) R$ 18.728,15

·         Médico em Radiologia e diagnóstico por imagem R$ 3.717,54

·         CR Médico do PSF R$ 18.728,15

·         Merendeira R$ 1.076,72

·         Monitor de Creche R$ 1.076,72

·         Motorista – Categoria “D”. R$ 1.595,49

·         CR Nutricionista R$ 3.717,54

·         CR Odontólogo do PSF R$ 9.267,27

·         Operador de Máquinas R$ 2.190,84

·         Pedreiro R$ 1.442,81

·         Professor – (Graduação em Pedagogia: Educação Infantil e/ou anos iniciais) R$ 3.267,19

·         Professor – Matemática R$ 3.267,19

·         Professor – Geografia R$ 3.267,19

·         Professor – Letras (Com habilitação em Língua Portuguesa e Língua

Inglesa) R$ 3.267,19

·         Professor – Ciências Biológicas R$ 3.267,19

·         Professor – História R$ 3.267,19

·         Professor – Educação Física R$ 3.267,19

·         Psicólogo R$ 3.717,54

·         Técnico em Enfermagem R$ 3.336,00

·         CR Telefonista R$ 1.076,72

Por: Joner Campos

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Parceria Embrapa, Senar e IFMT: Eventos difundem tecnologia de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta em Cáceres

Publicado

Com o propósito de fomentar o uso da tecnologia Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) como alternativa sustentável para produção agropecuária, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Embrapa Agrossilvipastoril em conjunto com o Instituto Federal de Mato Grosso, IFMT Campus Cáceres-Prof. Olegário Baldo e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso, Senar-MT promoveu, na última semana em Cáceres-MT, o sexto módulo da Capacitação Continuada para agentes multiplicadores da temática Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta e o 5º Dia de Campo da Integração Lavoura-Pecuária-Floresta e Agricultura de Baixa Emissão de Carbono no Bioma Pantanal Matogrossense. As atividades, encerradas nesta sexta-feira (13.02) com o circuito de estações técnicas no Campo Experimental do IFMT – Campus de Cáceres envolveram mais de 400 pessoas, entre estudantes, docentes, pesquisadores, produtores rurais e profissionais de assistência técnica e extensão rural.

Organizado em etapas teórico-prática, o módulo de capacitação para técnicos em ILPF foi iniciado na quinta-feira (12.2) para público de 200 pessoas, como formação continuada de produtores rurais, estudantes em finais de cursos da área de agrárias e profissionais de assistência técnica e extensão rural. “O objetivo é capacitar agentes multiplicadores e, entre essas pessoas, os alunos que estão terminando os cursos em áreas relativas ao tema ILPF são considerados agentes multiplicadores, eles estão saindo da universidade, vão aplicar os conhecimentos no campo”, explica um dos coordenadores do evento, o pesquisador da Embrapa, Flávio Jesus Wruck.

Entre os exemplos de sucesso do programa de treinamento de ILPF, a Engenheira Florestal Camila Souza da Silva, egressa do IFMT Cáceres do Curso de Bacharelado em Engenharia Florestal e do curso Técnico em Floresta, participa da Capacitação Continuada desde o primeiro módulo em 2012. Na edição 2020, ela foi ministrante do curso e socializou resultados de pesquisa como mestra em Ambiente e Sistemas de Produção Agrícola. Camila abordou a importância da integração ILPF para a sustentabilidade da produção com foco para microclima e conforto térmico animal proporcionado pelo componente florestal no sistema.

É uma alegria voltar para nossa casa, lugar que a gente gosta tanto, para esse evento que participo desde a primeira edição, hoje vindo como palestrante, socializar um pouco de minha dissertação em que trabalhei com microclima e conforto térmico no sistema de integração Lavoura-Pecuária-Floresta”, comemora Camila.

Além de temáticas como implantação e manejo de pastagens, a construção de perfis de solo sobre consórcio de plantas, e a experiência pioneira de integração ILPF com Teca no Estado de Mato Grosso, o curso abordou a gestão na propriedade rural. Com base no modelo de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Senar, o tema foi ministrado pelo coordenador de Projetos Técnicos, gerente de Educação Formal e Assistência Técnica e coordenador de ATeG do Senar MT, Armando Urenha.

Dia de Campo

Aberto a profissionais, acadêmicos, produtores e demais pessoas interessadas em conhecer o sistema ILPF, o Dia de Campo, possibilitou aos participantes a inserção em quatro estações técnicas como a de Implantação e Manejo de Pastagens em Sistemas Integrados apresentada pelo representante da empresa de sementes de pastagens, Germipasto, Marcelo Costa. Na estação 2, o pesquisador da Embrapa Agrossilvipastoril, FlÁvio Jesus Wruck, realizou exposição sobre consórcios de forrageiras na construção do perfil do solo, e a responsável técnica pelo Laboratório Solos e Plantas de Sorriso-MT, Elisângela Ferrari, abordou a importância da análise microbiológica para qualidade do solo’. Na sequência, a estação 3, trouxe resultados de pesquisa realizada pela Engenheira Florestal, Camila Souza da Silva com foco para o conforto térmico de animais em sistemas de ILPF. O circuito das estações contou ainda com a socialização da experiência pioneira em Mato Grosso de ILPF com Teca desenvolvida na Fazenda e Haras Terra Boa. A experiência foi apresentada pelo diretor da Fazenda, Gilberto Rogério Perin Schaidhauer.

As estações contaram com o suporte e a assessoria técnica dos professores do IFMT Cáceres, Milson Evaldo Serafim, Roney Mendes de Arruda, Gláucia Alves e Silva, Juberto Babilônia de Sousa, Arthur Guilherme Schirmbeck Chaves, José Renato Maurício da Rocha e Paulo Ribeiro de Barros.

Entre as representações institucionais, participaram do Dia de Campo, o dirigente regional do Senar-MT, Eyde Carlos Teixeira; o diretor regional da Empresa Matogrossense de Pesquisa Assistência e Extensão Rural, Empaer de Cáceres, José Antonio Gonçalves; o presidente do Sindicato Rural de Cáceres, Jeremias Leite e a diretora político-pedagógico e financeiro do Campus Jane Vanini, da Universidade do Estado de Mato Grosso, Unemat, Zulema Netto Figueiredo.

Da Assessoria

Comentários Facebook
Leia mais:   Parceria Embrapa, Senar e IFMT: Eventos difundem tecnologia de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta em Cáceres
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana