conecte-se conosco


Brasileirão Série A

"Estávamos fora do estádio", diz amigo de corintiano preso no Rio

Publicado

 

Amigos do corretor André Luis Tavares da Silva, um dos 31
corintianos presos no último domingo por conta de um confronto com
flamenguistas e policiais militares no Maracanã
, alegam que ele estava fora do
estádio quando a confusão aconteceu, minutos antes da partida pela 32ª rodada
do Brasileiro.

+ STJD pune Timão; entenda o que muda
+ Corinthians critica ação da PM: “Atitude covarde”

O primeiro registro do confronto é das 16h26 e ele teria
durado cerca de cinco minutos. O fotógrafo Bruno Teixeira, que estava com
Tavares no Maracanã, afirma que eles só entraram no setor destinado aos
paulistas por volta das 16h40. Do grupo de seis amigos, só Tavares foi preso.

Uma foto, tirada às 16h29, na rampa da UERJ, momentos antes
de passarem pelas catracas, é utilizada como prova da defesa do corintiano, que
está preso preventivamente no presídio de Bangu. Tavares não aparece na imagem,
mas nela é possível ver dois dos amigos que o acompanhavam.

No registro, o horário aparece como 15h29 ? segundo Teixeira,
o equipamento não estava atualizado com o horário de verão.

Confusão torcida Corinthians, no Maracanã (Foto: André Durão)Corintianos entraram em confronto com policiais no Maracanã
(Foto: André Durão)

Todos eles aparecem em outra fotografia, tirada um pouco
antes, às 16h16, na saída da estação Maracanã do metrô.

? Nós nos encontramos em Copacabana, almoçamos e fomos
juntos para o estádio de metrô. Estávamos em seis pessoas. Não havíamos entrado
no Maracanã quando a briga aconteceu ? afirma Teixeira, que estava ao lado do amigo
quando Tavares foi preso.

? O carro dele está até agora em Copacabana ? completa.

Segundo o advogado Gabriel Miranda Moreira, que defende o
corintiano, o corretor não é integrante de torcida organizada nem tem
antecedentes criminais ? dois dos argumentos da polícia civil para a detenção
dos 31 torcedores.

? Houve uma arbitrariedade sem tamanho, todos foram
colocados no mesmo barco. Se analisar o perfil dos 31, eles são muito parecidos:
são carecas, com barba, tatuados. Foram escolhidos a dedo ? reclama Moreira.

Nas imagens da briga, é possível ver um homem com essas
características atacando um policial militar.

? Ele estava fora do estádio no momento da confusão e temos
como demonstrar isso. É uma situação muita grave, é lamentável o que está
acontecendo ? diz o advogado.

Nesta terça-feira, a juíza Marcela Karam acatou pedido do
Ministério Público e converteu a prisão em flagrante de 30 desses torcedores em
prisão preventiva
? um menor de idade foi encaminhado para um centro de
custódia.

? Fizemos requerimento explicando essa situação, mostrei a
foto. Às 16h16 tem uma foto dele na saída do metrô, com amigos. Às 16h29 tem
outra foto na rampa da UERJ, mas a câmera não estava com o horário de verão
atualizado. Em nada adiantou. Ela (a juíza) converteu a prisão de todos eles em
preventiva ? lamentou Moreira.

Ele pretende apresentar ainda nesta terça-feira um pedido de
Habeas Corpus para Tavares. A expectativa é ter uma resposta nesta
quarta-feira.

Os corintianos foram indiciados por lesão corporal, dano
qualificado, resistência qualificada à ação policial, promover tumultos em
eventos esportivos e associação criminosa.

A reportagem tentou contato com as assessorias de imprensa
das polícias Civil e Militar do Rio, mas as ligações não foram atendidas.


Comentários Facebook

Esportes

Palmeiras volta a ter time feminino depois de 9 anos

Publicado

Repórter Lincoln Chaves trouxe todas as informações da preparação do Verdão para o Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino dentro do programa No Mundo da Bola desta quinta-feira (14); ouça na íntegra
Começa neste sábado (16) a sétima edição do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino. E a Rádio Nacional traz uma série de matérias sobre a principal competição do futebol feminino no país. A terceira reportagem fala do Palmeiras e dos seus reforços para disputar a competição além do projeto da diretoria para a modalidade. O repórter Lincoln Chaves trouxe todas as informações do Verdão dentro do programa No Mundo da Bola desta quinta-feira (14).

Ouça no player abaixo:

O Palmeiras retorna ao feminino após nove anos. O time vai jogar em Vinhedo, cidade parceira do versão nesta edição.

A equipe foi apresentada em meados de fevereiro e é comandada pela treinadora Ana Lúcia Gonçalves.

O No Mundo da Bola é transmitido pela Rádio Nacional do Rio de Janeiro, de segunda a sexta-feira, a partir das 17h. Para participar das transmissões, o internauta deve ligar para (21) 2117-6918 ou (21) 2117-6919. Fale com a equipe de esportes das Rádios EBC pelo e-mail: esporte.radios@ebc.com.br.
Tags: Palmeiras Futebol Feminino Brasileirão Feminino

Agência Brasil

Comentários Facebook
Continue lendo

Sport

Manga destaca participação do CTN/Cacerense na Copa Joia Ribeirinha e agradece apoios

Publicado

Francisco Welson Amarante, o Manga Rosa, Diretor e Técnico das equipes do CTN/Cacerense que representaram  o município de Cáceres na 1ª Copa Internacional de Futebol “Joia Ribeirinha” em Presidente Epitácio, estado de São Paulo, comemorou os resultados obtidos na competição.

Das três equipes que disputaram o difícil torneio, duas foram vice-campeãs, a equipe sub 13 para atletas nascidos a partir do ano de 2005 e o sub 17 para atletas nascidos em 2001.  Os meninos do sub 13 venceram na semifinal a tradicional equipe do Mac de Marília (SP) e perderam a final por um a zero para a Associação Atlética de Osvaldo Cruz, cidade paulista que foi uma das sedes da Copa São Paulo e que investe em equipes de categorias de base. Já a equipe  sub 17, foi uma das que se destacaram na competição e se não fosse uma confusão generalizada contra a equipe do Gama de Brasília (DF), na semifinal, que culminou com a expulsão de dois atletas cacerenses, que não puderam disputar a final contra a equipe da cidade sede, Presidente Epitácio. Para Manga Rosa isto desestruturou a equipe. Mais, para piorar, na grande final, a equipe do CTN jogando contra a grande e animada torcida do time da casa, abriu o placar e jogava com muito equilíbrio ao ter um jogador expulso, ficando com um a menos, o que foi fator determinante para Presidente Epitácio vencer a final pelo elástico placar de cinco a um. Segundo Manga Rosa, os números não representam o futebol jogado pelos cacerenses. “As expulsões acabaram nos prejudicando, porém apresentamos um futebol digno de elogios e fomos vice-campeões com méritos”, destacou Manga.

A equipe sub 16 foi uma grata revelação e fez uma semifinal emocionante contra a fortíssima Chapecoense. A equipe de Santa Catarina havia imposto  três grandes goleadas antes de enfrentar os cacerenses.  8 a 1, 5 a 0 e 6 a 1, mas achou pela frente na semifinal a equipe de Cáceres, bem armada e jogando um futebol envolvente, que surpreendeu a equipe de Chapecó. Os cacerenses abriram o placar, deixando o jogo emocionante e sem favoritos. Porém, os catarinenses empataram e  depois marcaram o gol da vitória, tirando o CTN da grande final. “Os meninos foram valentes, venderam caro a derrota para uma equipe de muita tradição no Brasil, a Chapecoense, um time forte e muito alto. Fizemos o melhor jogo da competição e perdemos nos detalhes. Todos estão de parabéns, infelizmente foi uma final antecipada, deu brilho a competição”, analisou Manga Rosa.
Para Manga Rosa, chegar tão longe em uma competição tão importante, coroa de êxito todo trabalho da comissão técnica, jogadores e apoiadores das equipes. Sem a colaboração dos pais e parceiros não teríamos conseguido viajar para São Paulo.

“Agradeço a minha comissão técnica, aos pais e responsáveis pelos atletas, aos jogadores em especial e aos professores Miqueias, Martins, Julhian  e Ricardo pela dedicação e competência. Aos professores parceiros Mardone de Cáceres, Agnaldo Borgati de 4 Marcos, Bruno de Pontes e Lacerda , Gerson e  Nei de Mirassol D’Oeste e Professor Marcelo de Presidente Prudente.  Aos apoiadores Marcão secretário de Esportes, Grupo Cometa, Professor Adriano Silva, os vereadores Claudio Henrique  e Rosinei, ao ex-jogador Matheus, Lima Acessórios, Creidson Oliveira , Soft Art, Roger Alessandro Secretário de Saúde e a Prefeitura de Cáceres por ceder o Geraldão para treinamentos,”  finalizou.

CTN/Cacerense

Manga Rosa, fala com orgulho que  milita no futebol desde 1996  e  que em 2001 criou a escolinha de futebol CTN. Em 2008, firmou uma parceira com o Cacerense Esporte Clube, passando o Projeto a se chamar CTN/Cacerense. A partir daí as equipes de todas as categorias, de 07 a 19 anos de idade, tem participado de inúmeras competições em Mato grosso e diversos estados do Brasil, como Mato Grosso do Sul, Rondônia, São Paulo, Paraná, Santa Catarina entre outros estados.

Manga Rosa comenta  que  nestes 22 anos de dedicação e luta em prol do esporte, pelo CTN já passaram  muitos atletas importantes, como o craque Gustavo Scarpa, recentemente contratado pelo Palmeiras, que defendeu o CTN em um torneio realizado na cidade de Colorado, no Paraná.  Outro atleta citado por ele, foi o Aguilar, que começou aos 08 anos na escolinha CTN e aos 13 foi para o Cruzeiro e posteriormente no  Desportivo Brasil fazendo parte do badalado projeto do Manchester United.  Wesley que começou em Cáceres, foi outro destaque que  passou pelo Brasil Central, Novo Hamburgo e chegou a ser titular da lateral do Grêmio de Porto Alegre. Segundo Manga, são estas conquistas que fazem  com que ele e sua comissão técnica sigam firmes. “Formamos e revelamos muitos jogadores, mas nosso maior propósito é acima de tudo, formar cidadãos de bem, homens completos para a vida”, destacou.

Por Esdras Crepaldi

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana