conecte-se conosco


Cáceres e Região

Estado retoma construção de Escola Técnica em Cáceres; previsão de entrega é em outubro

Publicado

A ordem de serviço para a retomada da construção da Escola Técnica de Cáceres foi assinada, na quinta-feira (21.05), pelo secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Nilton Borgato. A obra, que estava paralisada devido à falta de repasse do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), foi retomada graças à destinação de recursos da ordem de R$ 2,25 milhões do Governo do Estado.

De acordo com o secretário, a unidade, que terá capacidade para atender 1.400 alunos, deverá ser entregue à população cacerense no mês de outubro. “Sabendo da necessidade de capacitação da mão de obra, o governador Mauro Mendes designou recursos para concluir essa escola, que teve o seu projeto iniciado há 10 anos. É um dia muito feliz, pois sabemos que a qualificação profissional transforma o futuro das pessoas e estamos contribuindo para o desenvolvimento dessa região”, afirmou.

Ao todo, já foram investidos mais de R$ 10 milhões para a construção da unidade, que possibilitou a conclusão de 89% da obra. Em uma área total de 5.577 metros quadrados, a escola contará com 12 salas de aula, 11 laboratórios, um laboratório especial, um auditório com capacidade para 150 pessoas, quadra poliesportiva, biblioteca, centro de vivências (refeitório e jardim) e salas para o administrativo pedagógico.

Leia mais:   Auditoria aponta prejuízo de R$ 367,5 mil com faltas e atrasos de médicos no Hospital São Luiz em Cáceres

Durante o evento, que foi realizado na escola, o prefeito de Cáceres, Francis Maris, destacou a importância desse investimento para os municípios da região. “Tenho certeza de que essa escola contribuirá muito para a formação da nossa população, principalmente das gerações futuras. Parabéns ao governador, ao secretário Nilton Borgato, aos deputados e a todos os envolvidos nesse projeto tão importante para a nossa cidade”, afirmou.

O secretário adjunto de Educação Profissional e Superior da Seciteci, Stephano do Carmo, também agradeceu aos parlamentares. “A união de esforços foi fundamental para a continuidade dessa obra. Estamos prontos para fazer parcerias com o município na formação profissional de trabalhadores que atendam Cáceres e os demais municípios que compõe a região Oeste do Estado”, disse.

Cursos gratuitos

Na oportunidade, o secretário Nilton Borgato também informou sobre as inscrições para dois cursos gratuitos que serão ofertados pela Seciteci a partir de junho. Em parceria com o Ministério da Educação (MEC) estão sendo disponibilizadas 650 vagas de educação a distância para os cursos de Operador de Computador e Promotor de Vendas.

Leia mais:   Em mensagem de despedida, Marcinho diz que Adriano deixa um legado de idealismo e perseverança

Os cursos são de  Formação Inicial Continuada (FIC) com carga horária de 160 horas. O processo de seleção será por ordem de inscrição, entretanto, caso ocorram mais inscritos, haverá uma lista de vagas remanescentes. Os documentos necessários para inscrição são: Carteira de Identidade, Cadastro de Pessoa Física (CPF) e histórico escolar do Ensino Fundamental I (1º a 5º).  As inscrições podem ser feitas no site da Secretaria: www.secitec.mt.gov.br

O evento também contou com a presença da vice-prefeita de Cáceres, Eliene Liberato Dias, do responsável técnico da empresa BK Construções, Luiz Renato Bambirra, do superintendente de Educação profissional e Superior da Seciteci, Aryeh Craveiro, da coordenadora pedagógica da Seciteci, Ana Flávia Derze Soares, além de profissionais da imprensa e representantes de entidades.

Assessoria

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Em mensagem de despedida, Marcinho diz que Adriano deixa um legado de idealismo e perseverança

Publicado

A partida prematura do nosso amigo e companheiro Adriano Silva irá proporcionar uma lacuna, não impossível, mas muito difícil de ser preenchida nos meios socais, familiares e políticos, em Cáceres.

Idealista, o professor e ex-reitor da nossa Unemat, Adriano deixa ao povo mato-grossense, um legado de homem público honesto e justo.

A população, as autoridades, mas principalmente, a comunidade acadêmica, certamente, reconhecerá, para sempre, a realização do seu grande sonho de tornar realidade os cursos de Direito e Medicina da instituição.

Mas, não foram só isso, Adriano será lembrado pela sua perseverança, nos meios políticos. O desejo de ajudar no desenvolvimento de sua cidade natal, fez com que ele pleiteasse galgar passos largos no cenário político.

Embora, não tenha obtido sucesso, nos pleitos que disputou, Adriano jamais desistiu em se perseverar. A sua bandeira era estar presente; era somar; era defender os interesses de Cáceres.

O povo mato-grossense, mas, em especial, o cacerense, o terá para sempre no coração e na memória como um grande homem, pai, companheiro, profissional e amigo.

Leia mais:   Farmacêutica fala sobre descarte correto de medicamentos – Dia Mundial do Meio Ambiente

Que Deus conforte a família.

Marcinho Lacerda!

Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

OMS decide retomar pesquisas com cloroquina

Publicado

METROPOLES

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou, nesta quinta-feira (04/06), que a entidade vai retomar as pesquisas com cloroquina e hidroxicloroquina contra o coronavírus. Tedros Adhanim Ghebreyesus explicou que o Comitê de Segurança e Monitoramento do ensaio clínico Solidaridade revisou os dados e decidiu manter o protocolo original do estudo.

O trabalho havia sido suspenso na semana passada depois que os resultados de uma pesquisa com 96 mil pacientes foram publicados na revista científica The Lancet. Segundo os pesquisadores, o medicamento não tinha eficácia contra a Covid-19 e aumentava o risco de arritmia cardíaca e morte.

Porém, nesta segunda (02/06), a publicação científica anunciou em editorial que os resultados passariam por auditoria e que os editores estariam “preocupados”.

Nos bastidores, governo admite que novo protocolo da cloroquina “fracassou”. Mais de 3.500 pacientes em 35 países farão parte do ensaio clínico da OMS. Segundo Soumya Swaminathan, cientista-chefe da entidade, não há evidência de que qualquer remédio diminua a mortalidade em pacientes com coronavírus.

Ela reforçou que a OMS não está fazendo uma recomendação acerca do uso da medicação, e sim autorizando investigações para descobrir se a cloroquina funciona ou não contra a doença.

Comentários Facebook
Leia mais:   REGIÃO OESTE Com aumento dos casos de coronavírus, deputado comemora novos investimentos do Governo
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana