conecte-se conosco


Mato Grosso

Estado dá continuidade aos procedimentos para regularização do Vale do Mangaval

Publicado

A Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), por meio da Superintendência de Crédito Fundiário, realizou no último sábado (19.10), uma visita técnica ao projeto de crédito fundiário ‘Vale do Mangaval’, em Cáceres. O encontro teve o objetivo de apresentar a metodologia que será aplicada pelo Governo do Estado, em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), para continuar o projeto de regularização ambiental das propriedades.  

O atendimento às famílias do ‘Vale do Mangaval’ também é objeto da parceria entre Mato Grosso e a Organização das Nações Unidas (ONU), por meio do Programa para Economia Verde (Page). O programa trabalha no incentivo às políticas sustentáveis, capazes de conjugar eficiência produtiva e preservação ambiental.

No sábado, as famílias foram instruídas sobre a importância de reunir toda a documentação dos moradores da propriedade e a necessidade de que estejam receptivos à visita dos agentes, que irão percorrer os 121 lotes para aplicação do questionário. A coleta dos dados será realizada entre os dias 04 e 08 de novembro, e terá a participação de servidores da Seaf, Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e UFMT. O trabalho de campo também contará com a presença de acadêmicos dos cursos de Geografia e Engenharia Florestal da universidade.

Leia mais:   MT decreta luto e políticos homenageiam pastor Sebastião

O trabalho consistirá no mapeamento socioeconômico das famílias por meio do sistema eletrônico Regularização Ambiental e Diagnóstico dos Sistemas Agrários (Radis), desenvolvido pelo Escritório de Inovação Tecnológica (EIT), da UFMT.

As informações serão coletadas e catalogadas a partir de questionários aplicados durante as visitas. Além de traçar o perfil socioeconômico do agricultor e levantar informações relativas à vocação agrícola e ao sistema agrário local, o questionário também reunirá dados que permitirão avançar, posteriormente, na regularização ambiental e fundiária do projeto.

Capacitação das equipes

Entre os dias 23 e 25 de outubro, será realizado no auditório do Instituto de Geografia, História e Documentação (IGHD) da UFMT, em Cuiabá, o curso para capacitação das equipes que irão atuar na aplicação do questionário, além da participação de  profissionais, agricultores do Vale do Mangaval e do Vale do Rio Cuiabá, integrantes do Movimento Sindical dos Trabalhadores Rurais e a comunidade acadêmica. Todos farão parte da rede de apoio que dará sustentação às ações de regularização ambiental na agricultura familiar.

Leia mais:   Obras de reconstrução da escola 31 de Março avançam e devem ser concluídas em setembro

O ‘Vale do Mangaval’ foi definido como piloto para a execução do projeto, que avaliará a aplicação de uma nova metodologia voltada à regularização ambiental. A partir dos resultados alcançados no projeto, será definida a possibilidade do Radis ser estendido para o atendimento dos demais beneficiários do Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), em Mato Grosso. O programa é desenvolvido pelo Governo Federal para a oferta de crédito específico à aquisição de imóvel rural e instalação de infraestrutura básica.

Hoje, boa parte das famílias está impedida de acessar novos créditos rurais devido às irregularidades ocorridas na consolidação dos projetos de crédito fundiário. As irregularidades vão desde a inconsistência na ocupação das propriedades até a falta de orientação para quitação dos valores financiados. Além das correções necessárias, o diagnóstico também permitirá a identificação dos modelos de exploração sustentável mais promissores para aquele grupo de produtores, isso segundo o arranjo produtivo local e regional onde estão inseridos.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Governo de MT abre novo processo seletivo para contração emergencial de médicos

Publicado

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), publicou na edição extra do Diário Oficial que circula nesta quarta-feira (08.07) o edital 002/SES/2020, que visa à contratação emergencial de 24 médicos para atuar no Centro de Triagem e Diagnóstico da Covid-19, em Cuiabá. 

De acordo com o edital, as inscrições serão realizadas exclusivamente pela internet, a partir desta sexta-feira (09), por este link: http://seplag.mt.gov.br/medicos . O edital não estipulou data de encerramento do processo, mas essa informação, quando definida, será publicada no Diário Oficial.

É obrigatório Diploma de Conclusão do Curso de Medicina e Inscrição no Conselho Regional de Medicina – CRM. O documento completo do processo seletivo pode ser acessado clicando AQUI

Conforme consta descrito no edital, a remuneração paga ao médico, em escala de trabalho diurno de quatro horasde segunda a sábado (até 14 plantões mensais), será de R$ 1.000,00.

O secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, disse que Mato Grosso precisa da ajuda desses profissionais para somar no combate ao coronavírus.

“No enfrentamento à pandemia, o profissional que atua na área da Saúde é fundamental. Mais do que nunca, precisamos da força, competência e apoio desses profissionais. Você que se inscreveu ou irá se inscrever, fique atento e venha nos ajudar a cuidar da população”, declarou Gilberto.

O contrato dos profissionais é temporário e poderá ser rescindido de acordo com a necessidade do Estado. O resultado final e a convocação dos aprovados serão publicadas no Diário Oficial.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Leia mais:   Sete municípios de MT movimentam R$ 9,7 bilhões no agronegócio; Estado investe em obras
Continue lendo

Mato Grosso

Quarta-feira (08): Mato Grosso registra 24.804 casos e 921 óbitos por Covid-19

Publicado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quarta-feira (08.07), 24.804 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 921 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. 

As 26 mortes mais recentes envolveram residentes de Nossa Senhora do Livramento, Barra do Garças, Campo Novo do Parecis, Rondonópolis, Guarantã do Norte, Ribeirão Cascalheira, São José do Povo, Sinop, Cuiabá, Sorriso, Rosário Oeste, Campo Verde, Chapada dos Guimarães, Colíder e Primavera do Leste. Nesta edição do Boletim, foi corrigida uma duplicidade de óbito em Cuiabá. 

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (5.681), Várzea Grande (1.883), Rondonópolis (1.806), Sorriso (1.079), Lucas do Rio Verde (1.062),  Tangará da Serra (933), Primavera do Leste (930), Sinop (788), Nova Mutum (598), Pontes e Lacerda (514), Campo Verde (451), Cáceres (420), Colíder (352), Confresa (336), Barra do Garças (334), Campo Novo do Parecis (295), Peixoto de Azevedo (287), Sapezal (282),  Querência (281) e Matupá (261). 

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria. 

Nas últimas 24 horas, surgiram 1.305 novas confirmações no Estado. A área técnica ainda esclareceu que foram corrigidas sete ocorrências de duplicidade no sistema. Além disso, dois casos anteriormente notificados em Cuiabá foram reposicionados para Chapada dos Guimarães; e outro de Lucas do Rio Verde foi corrigido para Nova Ubiratã. As mudanças consideraram o município de residência dos pacientes.

Leia mais:   Detran suspende atendimento em 56 cidades a partir da próxima segunda; entre elas Cáceres

Dos 24.804 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 12.300 estão em isolamento domiciliar e 10.832 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 239 internações em UTI e 317 em enfermaria. Isto é, a taxa de ocupação está em 97,1% para UTIs e em 53,4% para enfermarias.

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 51,2% dos diagnosticados são do sexo feminino e 48,8% masculino; além disso, 6.643 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 26.362 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.478 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Nesta quarta-feira (08), o Governo Federal confirmou 1.713.160 casos da Covid-19 no Brasil e 67.964 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 66.741 óbitos e 1.668.589 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. 

Leia mais:   Quarta-feira (08): Mato Grosso registra 24.804 casos e 921 óbitos por Covid-19

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana