conecte-se conosco


Destaque

Escolas estaduais são foco de casos de Covid-19 em Mato Grosso; Retomada das atividades docentes aumentou o número de notificações positivas para o coronavírus

Publicado

Assessoria

Multiplicam-se os diagnósticos da Covid-19 nas escolas estaduais de Mato Grosso. O quadro que já não era nulo nas unidades, mesmo antes do retorno das atividades presenciais com docentes, agora se agrava. As maiores unidades escolares estaduais de Várzea Grande registraram casos positivos do Sars-Cov-2, entre os profissionais. Esta semana (15/02 a 18/02) também a escola estadual Antonio Grohs, no município de Água Boa, suspendeu as atividades depois de quatro casos confirmados e seis outros suspeitos.

Apesar da gravidade do cenário, o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) chama a atenção para a falta de posicionamento efetivo da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) , para salvaguardar a vida desses trabalhadores e, até mesmo, conter o aumento de casos nas unidades.

Além de Água Boa, os municípios de Alta Floresta e Sinop, apresentaram relatos da irresponsabilidade do governo, ao insistir, a todo custo, em manter a “normalidade”.  Em Sinop, o presidente do Sintep/MT, Valdeir Pereira, registrou a situação de profissionais da educação do grupo de risco, atuando regularmente nas unidades escolares estaduais, após assinarem termo se responsabilizando por problemas que possam vir a ocorrer.

Leia mais:   Ações do Gefron causam prejuízo ao ao crime R$ 1,5 milhão só neste fim de semana

Em Alta Floresta, o dirigente do sindical, Dirceu Blanski, positivado com coronavírus na Escola Estadual 19 de Maio, alerta para a inércia registrada ao manterem a regularidade dos serviços, apesar de notificações de casos sequenciais. A regra, conforme Blanski, tem sido “cada qual que se trate e resolva o problema”. O professor lembra que, quando os primeiros sintomas iniciaram, ele estava em atividade na escola, entregando apostilas para estudantes e familiares. “A sensação era de uma gripe. Estava usando máscara, mas manuseando o material”, relata.

“Mais duas escolas estaduais de Alta Floresta – Ludovico da Riva e Manoel Bandeira – registraram casos recentes de Covid-19, a única providência foi liberar os infectados para se tratarem. Na Escola Estadual Manoel Bandeira duas coordenadoras estão com Covid-19, mas isso não alterou a rotina determinada pelo governo”, disse.

O presidente do Sintep/MT alerta que a realidade constatada é o descaso e a irresponsabilidade. Para muitos profissionais, o nível de tarefas está maior. “Há um sentimento por parte de alguns professores que devido a burocracia do órgão central, sequer sobra tempo para pensar as aulas. Estão até com formação do ‘classroom’ fora do horário, pois existem coordenadores que não consideram a jornada de trabalho”, relata.

Dados da Covid-19 em MT

Leia mais:   Prefeitura decide na segunda o que fazer sobre decreto do governo que flexibiliza medidas restritivas contra covid
Segundo informações divulgadas quinta-feira (18.02) pela Secretaria de Estado de Saúde, Mato Grosso (SES) registrou 1.542 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 238.781 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 7.768 estão em isolamento domiciliar e 224.326 estão recuperados.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Juba Supermercados de Mirassol D’Oeste doa cilindros de oxigênio e cestas básicas para a prefeitura e carne para a comunidade

Publicado

 

Esdras Crepaldi/Assessori

Atendendo solicitação do prefeito Héctor Alvares, o Juba Supermercados de Mirassol D’Oeste aderiu à corrente de mobilização para ajudar pacientes internados com a Covid-19 no Hospital Samuel Greve e doou três cilindros de oxigênio de 50 litros para a Saúde Municipal e 50 cestas básicas para a prefeitura.

O evento aconteceu na tarde da última segunda-feira (19) e contou com as presenças do Gerente da loja Juba Aparecido Donizete Simão, do Prefeito Héctor Alvares, do Secretário de Saúde Caique Alvares, da Presidente do Hospital Samuel Greve, Daniela Santos Velosos Maraslis e colaboradores do Juba.

O município de Mirassol enfrenta quadros preocupantes de pessoas infectadas com a covid-19 e vive um aumento de casos e a dificuldade na aquisição de cilindros de oxigênio, indispensáveis nas ocorrências graves da doença. Segundo o gerente Aparecido Donizete , cada cilindro custou um pouco mais de quatro mil reais e tem capacidade de 50 litros de oxigênio.

“ O Grupo Juba e a Rede Juba de Supermercados tem nos seus valores a responsabilidade social e com isso tem buscado ser parceiro do município de Mirassol D’Oeste. Procuramos sempre estar presente nas ações humanitárias e de solidariedade e retribuir tudo o que os mirassolenses fazem por nós”, observou Cido.

Leia mais:   Ações do Gefron causam prejuízo ao ao crime R$ 1,5 milhão só neste fim de semana

Para o Prefeito Hector Alvares esta doação é muito importante no momento difícil que passa a população. “São itens significativos e que vão nos ajudar muito. Três balas de oxigênio e 50 cestas básicas, vão nos ajudar muito. Agradeço a doação e a parceria do Juba Supermercados”, enalteceu o prefeito Héctor.

Já o Secretário Municipal de Saúde, Caique Alvares, noticiou que estão tendo muitas dificuldades no suprimento de 0². “É com satisfação que recebemos estas três balas de oxigênio e os alimentos, estas doações contribuem muito e fazem a diferença”, comemorou Caique.

Finalizando a Presidente do Hospital Samuel Greve – para onde serão destinados os cilindros – Daniela Santos Velosos Maraslis, observou que a doação é de suma importância, pois são muitos pacientes que necessitam de ventilação mecânica. “Muito obrigado Juba Supermercados, estamos precisando muito de oxigênio. A ventilação artificial é essencial para alguns pacientes com Covid-19, internados na nossa unidade”, agradeceu.

O Juba ainda doou 60 cestas básicas e 100 pacotes de três quilos de carne para famílias carentes de Mirassol D’Oeste.

Leia mais:   Prefeitura decide na segunda o que fazer sobre decreto do governo que flexibiliza medidas restritivas contra covid

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Instituto Cometa lança, nesta terça-feira campanha “Natal solidário 2021”,

Publicado

Assessoria

O projeto “Natal Solidário 2021”, realizado pelo Instituto Cometa em parcerias com a APDM, AMM E COEGEMAS, chega a sua 8ª edição e será lançado nesta terça-feira (20) às 14h, numa transmissão virtual, pelo Zoom e também através do Canal da APDM no Youtube.

O objetivo do projeto é arrecadar alimentos para serem distribuídos aos municípios que aderirem a campanha e para isso o Instituto Cometa doará os prêmios, sendo um veículo, uma moto, uma geladeira, um fogão e uma televisão e os participantes poderão trocar 5 quilos de alimentos não perecíveis por 1 cupom. Os responsáveis pela organização do evento, recebem os alimentos doados e trocam por cupons para o sorteio que será realizado através da internet.

Os participantes da live terão a oportunidade de capacitar a equipe dos municípios no desenvolvimento da campanha local, e também motivar os 141 municípios de Mato Grosso a aderirem a campanha.

A presidente da APDM, Scheila Pedroso, que recentemente tomou posse, abraçou esta campanha e afirmou que iniciativas como essa, principalmente num momento de pandemia são extremamente necessárias, pois a fome voltou a assombrar ainda mais as famílias que desde a chegada do corona vírus no País, já somam 125,6 milhões de brasileiros (59,3%) sem comerem em quantidade e qualidade ideais.

Leia mais:   Ações do Gefron causam prejuízo ao ao crime R$ 1,5 milhão só neste fim de semana

A participação dos municípios será feito através de um “Termo de Parceria”, assinado pelos prefeitos e o Instituto Cometa, com a colaboração das secretarias municipais de assistência social e outras indicadas pelos gestores.

A campanha Natal Solidário do Instituto Cometa, conta com uma coordenação Estadual composta pela AMM, APDM e COEGEMAS, que estarão auxiliando a busca de parceiros das campanhas anteriores, bem como a orientação aos municípios para as parcerias locais com as organizações sociais, religiosas, movimentos comunitários, empresários locais, Instituições de ensino superior, entre outros.

A live contará com a participação de Francis Maris – sócio fundador e diretor do Grupo Cometa, Rosimari Ribeiro – presidente do Instituto Cometa, Scheila Pedroso – presidente da APDM, Neurilan Fraga – presidente da AMM e Jucelia Ferro – presidente do COEGEMAS/MT.

Os interessados na campanha devem inscrever no link abaixo:
https://www.sympla.com.br/lancamento-natal-solidario-8-edicao-2021__1188757

 IMPRIMIR
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana