conecte-se conosco


Destaque

Entrevista da Semana: Francis diz que está prefeito por uma missão de Deus porque nunca militou na política

Publicado

O prefeito Francis Maris Cruz (PSDB) diz que está prefeito por uma missão de Deus porque nunca foi político. Ele se compara a Moises que, por determinação do Senhor, retirou o povo judeu escravizado no Egito para levar a terra prometida. Diz que, mesmo com a maior crise vivenciada pelo país, em razão do governo “corrupto do PT”, vem realizando uma série de obras porque Deus o abençoou. Afirma que está cumprindo com sua promessa em levar água tratada para toda população. E, que a cidade hoje tem mais que comemorar na passagem dos 241 anos de fundação. Veja no quadro Entrevista da Semana

Jornal Expressão (J-E) – O senhor está prestes a concluir o seu penúltimo ano do segundo mandato. A população, principalmente, quem não tem paixão política partidária, sabe que foi uma das melhores administrações que a cidade já teve. O senhor considera missão cumprida?

R – Francis – Estou prefeito por uma missão de Deus; nunca fui político, nunca militei na política; assim como Deus deu a missão a Moisés para conduzir o povo dele a fim de sair da escravidão, até a terra prometida, para dias melhores, assim também Deus me deu a missão de melhorar a qualidade de vida do povo cacerense através de melhoria dos serviços públicos. E cumprimos com a nossa missão; lógico que ainda temos muita coisa para melhorar, se tivéssemos mais dinheiro teríamos feito muito mais.

J-E – Desde que assumiu no primeiro mandato, em janeiro de 2013, o senhor reclama que a arrecadação de tributos era muito pouco para execução de obras essenciais para o Município. Mesmo assim o senhor vem realizando muitas obras. A arrecadação melhorou?

 

R – Francis – Cáceres faz parte do G-100 (FNP) dos 100 municípios mais pobres do Brasil (arrecadação por habitante – per capta – para municípios acima de 80 mil – baixa de impostos); desde 2014 – pós-copa – o Brasil viveu a maior crise de todos os tempos (desde o seu descobrimento). A corrupção da era PT foi a maior do mundo; e com isso passamos muitas dificuldades; mesmo assim, fizemos muitas obras porque Deus abençoou e conseguimos fazer gestão. Combatemos a corrupção que existia dentro da prefeitura, informatizamos, colocamos controles, com isso, sobraram recursos para obras, aquisição de maquinários, ônibus escolar, ambulâncias etc.

Leia mais:   Eliene não descarta possibilidade de racha na gestão: “O jogo do PSDB é sinal de provocação”

J-E – A falta de água nos bairros, principalmente, os mais distantes do centro, sempre foi um dos problemas da cidade. Também foi uma das bandeiras de sua administração. O senhor acredita que cumpriu com a promessa de levar água tratada para toda população?

Francis – Graças a Deus melhorou muito a qualidade da água, quantidade e 95% da população urbana tem água tratada. No mandato do ex-prefeito Túlio, ele pagava mais de R$ 300 mil por mês, para a Nortec administrar a SAEC, que não fazia nada. Assumimos a gestão, muitos duvidaram que daríamos conta de abastecer a cidade, mas com as bênçãos de Deus está aí para todos verem o que fizemos, a troca de canos de amianto, nova bomba d’água para captação, reformas das ETA, aquisição de veículos, equipamentos etc.

J-E – A prefeitura está realizando o maior programa de Regularização Fundiária Urbana de Cáceres, em que pretende entregar, com documentos definitivos, cerca de 5 mil imóveis num prazo de 18 meses. Isso não seria utopia?

R – Francis – Se Deus quiser, iremos trabalhar para regularizar todos os imóveis de Cáceres. Ter escritura pública é um sonho de todas as pessoas. Esperamos que em breve meu (minha) sucessor (a) possa deixar Cáceres 100% regularizada (fundiário). Com isso, as pessoas podem financiar suas casas, prédios, enfim, as melhorias para seu imóvel.

J-E – Um dos mais importantes projetos turísticos para o município, a construção da orla do rio Paraguai, é também uma de suas promessas de campanha. O senhor acredita que entrega esse benefício para a população ainda no seu mandato?

R – Francis – A orla foi promessa do governador Silva Barbosa na campanha 2012. Nosso candidato era Adriano Silva. Nas pesquisas ele perdia para o nosso adversário Dr. Leonardo, aí ele desistiu. Eu entrei e o governo prometeu fazer a orla; não fez porque tinha que pagar R$ 700 mil de licenças ambientais (SEMA, IBAMA, ANA, IPHAN, Marinha etc.). Nós contratamos engenheiro sanitarista ambiental e conseguimos todas as licenças. Com todos os projetos prontos e licenças ambientais, o Ministério do Turismo aprovou R$ 17 milhões. Para execução da obra precisamos de ajuda do governador Mauro Mendes para a contrapartida no valor de R$ 8 milhões.

J-E – Estamos em véspera de mais um ano eleitoral. Sabe-se que, pelo seu grupo político, existem vários pretendentes a pré-candidatos a prefeito. O senhor já tem um nome definido? Como será feita a escolha?

Leia mais:   Adriano sofre parada cardíaca e será transferido em UTI aérea para Cuiabá

R – Francis – Ano que vem teremos eleições para prefeito e vereadores. A população sempre pede para eu continuar, mas a lei eleitoral não permite. Aí me cobram quem será meu sucessor para dar continuidade nas obras e projetos. No nosso grupo, temos vários nomes para pré-candidatos; o critério para definição será o que estiver na preferência da população.

J-E – Com a possibilidade de cassação da senadora Selma Arruda, vários líderes partidários demonstram interesse de se lançarem pré-candidatos, para substitui-la, em uma eventual nova eleição. As notícias, inclusive da capital, dão conta de que o PSDB deverá lança-lo. Isso procede?

R – Francis – Vamos ver qual será a missão que Deus vai me dar. Todos pedem para eu ser candidato ao Senado. Dizem que faz muito tempo que Cáceres teve senador. Coloquei nas mãos de Deus.

J-E – Muito já se fez e ainda muito há que se fazer por Cáceres. Na passagem dos 241 anos da cidade. Temos mais que comemorar ou lamentar?

R – Francis – Graças a Deus, COMEMORAR! Ele tem sido muito generoso com Cáceres! Vejam quantas melhorias, obras que fizemos e outras em andamento: – Unidade Básica de Saúde (UBS) no Distrito do Caramujo, no Bairro Santa Isabel, UBS Jardim Padre Paulo; Reforma UBS Paraíso; Postão, Centro de Especialidades Odontológicas – CEO, Centro de Testagem e Aconselhamento – CTA etc; – Escolas concluídas: E. M. Madre Maria Estevan; a concluir: E. M. Guanabara, E. M. Aeroporto, E. M. Junco, E. M. Cavalhada, E. M. Empa; – Feira de Artes; Centro de Eventos; Museu; Pavimentação em vários bairros no Município de Cáceres; Cozinha Comunitária; Centro de Iniciação ao Esporte – CIE; Unidade de Pronto Atendimento (UPA); Construção de quadra e iluminação Escola Paulo Freire; iluminação  Escola Eduardo Benevides Lindote; iluminação da Avenida São Luiz; iluminação da Catedral São Luiz; Reforma e revitalização da Praça Barão do Rio Branco; Iluminação da Av. Tancredo Neves; reforma da Farmácia Básica; iniciar licitação da Obra Reforma e Ampliação do CER, e mais uma centena de obras.

Editoria – Sinézio Alcântara

Comentários Facebook

Destaque

Dona de casa de Pontes e Lacerda morre por coronavirus no Hospital São Luiz

Publicado

Um novo óbito por coronavirus foi confirmado, na noite desta quarta-feira (3/6) no Hospital São Luiz, em Cáceres. A dona de casa Maria Wanderleia Massavi, 52 anos, moradora de Pontes e Lacerda, faleceu por volta das 19h30.

Ela foi transferida para Cáceres há 10 dias, depois de iniciar o tratamento em Pontes e Lacerda.  Wanderlei deixa esposo e três filhas. O corpo, de acordo com familiares, será trasladado para o município da vítima, nas próximas horas.

Foi o segundo quadro de complicação fatal no hospital, em apenas, um dia. Primeiro foi o do professor da Unemat, Adriano Silva. O ex-reitor foi internado na segunda-feira. O quadro clínico se agravou, teve problema pulmonar, foi entubado, levado as pressas para Cuiabá, faleceu no início da noite.

De acordo com Boletim Médico expedido pelo hospital, às 16h30 antes nas mortes, havia internados na unidade cinco pacientes. Sendo dois confirmados e três suspeito com a Covid-19. Três pacientes estavam na enfermaria e dois internados na UTI.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde – SES existem em Cáceres, 34 casos confirmados do novo coronavirus e 43 suspeitos. E, ainda 229 casos descartados da doença. Foram computados para o município três óbitos.

Leia mais:   AGU restabelece compromisso em lutar contra ação da PGE

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Presidente da Fapemat, Adriano Silva, morre de covid-19

Publicado

Após parada cardiorrespiratória, o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso, Adriano Silva, morreu na noite desta quarta-feira (3), em Cuiabá. Ele foi transferido de Cáceres, onde estava internado, para a clínica Femina na capital.

Professor do curso de Direito da Unemat, ele foi reitor da instituição. Adriano contou em uma rede social no dia 1º que passou mal e procurou um médico que o recomentou a internação.

Os sintomas eram da covid-19. Nesta quarta-feira, Adriano teve complicações pulmonares, foi entubado e transferido para Cuiabá, já que em Cáceres não tinha UTI para o caso do professor.

Por volta das 20h47, o governo de Mato Grosso confirmou a morte do presidente da Fapemat. A nota diz que no domingo (31), ele sentiu os sintomas da covid-19.  Foi internado em um hospital particular de Cáceres na segunda-feira. Ele estava internado em um leito de UTI na unidade.

“Nesta quarta-feira, teve uma parada cardíaca, ainda em Cáceres, quando foi estabilizado. A pedido da família foi transferido para uma unidade hospitalar da rede particular em Cuiabá, no final da tarde desta quarta-feira. Durante a transferência, em UTI aérea, sofreu duas paradas cardíacas. Ele não resistiu e morreu no início desta noite. O presidente fez o exame de Covid-19, cujo resultado ainda não saiu”. diz o governo.

Leia mais:   AGU restabelece compromisso em lutar contra ação da PGE

O governador Mauro Mendes e a primeira-dama Virginia Mendes lamentam profundamente o falecimento do amigo e gestor e prestam condolências aos familiares. Suplente de deputado federal, Adriano estava filiado ao DEM.

pablo@gazetadigital.com.br

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana