conecte-se conosco


Mato Grosso

Enchente em SP eleva preços na Central de Abastecimento de Cuiabá

Publicado

A enchente da semana passada que atingiu a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), causando prejuízo estimado de R$ 24 milhões na maior central atacadista da América Latina, também trouxe impactos negativos a Cuiabá e região. Os preços de verduras e legumes registraram aumento superior a 35%, na Central de Abastecimento de Cuiabá, em apenas uma semana.

Segundo o técnico da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), Luiz Henrique Carvalho, como boa parte da reposição dos produtos hortifrutigranjeiros em Cuiabá vem da Ceagesp, o impacto da chuva por lá aumentou o preço dos produtos aqui. “Como compramos muitos produtos que vem de São Paulo, qualquer problema que lá ocorra, nos atinge aqui. A Ceagesp abriga 30% de tudo que comercializado em centrais de abastecimento de todo o país, e, portanto, qualquer impacto negativo lá, irá atingir não somente a Cuiabá, mas praticamente em todo o país”, comenta Carvalho. O engenheiro agrônomo explica que com a oferta reduzida e a demanda em alta, os preços dos produtos acabaram sendo elevados.

Leia mais:   Prazos da Escrituração Fiscal Digital e Declaração de Substituição Tributária são prorrogados

Segundo levantamento de preços realizado pela Seaf, os itens com alta significativa nos preços são: abobrinha, berinjela, chuchu, jiló, pimenta de cheiro, vagem e a cenoura. O jiló, a pimenta-de-cheiro e a berinjela subiram 40%. A cenoura e o chuchu 50%, a vagem 33%, e a abobrinha 27%.

Há sete dias a cenoura e o chuchu eram vendidos a R$ 40 a caixa com 22kg. Hoje essa mesma quantidade vale R$ 60. O jiló e a pimenta-de-cheiro custavam R$ 50 a caixa com 15kg e 8kg, respectivamente. Passados sete dias subiram para R$ 70. Já caixa com 12 kg de berinjela tinha o valor de R$ 25, e nesta semana passou para R$ 35.  A vagem saltou de R$ 60 para R$ 80 a caixa com 12kg, e a abobrinha de R$ 40 para R$ 50 a caixa com 19kg.

Com a normalização do funcionamento da Ceagesp, que ficou dois dias fechada para o serviço de limpeza, a estimativa é pela normalização do preço dos hortifruti em Cuiabá na próxima semana.

Cotação

A cotação de preços dos 69 principais itens produzidos pela agricultura familiar é realizada semanalmente, por técnicos da Seaf, Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) e Prefeitura de Cuiabá. A pesquisa de preço leva em conta o preço mínimo, mais comum, e o preço máximo dos produtos encontrados nas barracas em três horários distintos durante o período matutino.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Sábado (04): Mato Grosso registra 60 casos confirmados de Covid-19

Publicado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (04.04), um óbito em decorrência de coronavírus e 60 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso.

Os casos confirmados estão em Cuiabá (37), Rondonópolis (6), Nova Monte Verde (1), Tangará da Serra (4), Sinop (3), Lucas do Rio Verde (1), Nova Mutum (1), Chapada dos Guimarães (1), Campo Novo do Parecis (1), Alta Floresta (1) e Várzea Grande (4). Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada pela SES (anexada a este texto).

Dos 60 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 47 estão em isolamento domiciliar (sendo nove casos recuperados) e 13 estão hospitalizados, sendo 10 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e três em enfermarias/isolamento.

A Nota Informativa com dados atualizados é divulgada diariamente a partir das 17h. A coletiva de imprensa virtual com o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, transmitida pelo Instagram e Facebook do Governo do Estado, ocorre às segundas, quartas e sextas-feiras a partir das 8h30.

Leia mais:   Seduc adota medidas para resguardar saúde dos profissionais da educação

Cenário nacional

Neste sábado, o Governo Federal confirmou 10.278 casos de Covid-19 no Brasil e 431 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, na sexta-feira (03), o país contabilizava 359 mortes e 9.056 casos confirmados de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Em seis dias, PM prende 14 pessoas e recupera 150 galões de defensivos agrícolas roubados em MT

Publicado

Do dia 31 de março a 04 de abril, a PM prendeu 14 pessoas envolvidas em quadrilhas especializadas em roubos e furtos de defensivos agrícolas em Mato Grosso. Cerca de 150 galões e centenas de fardos dos produtos seja líquido, granulado ou em pó foram recuperados pelos policiais militares. Treze armas de fogo foram apreendidas com os suspeitos.

As ações de repressão à prática criminosa aconteceram nas cidades de Rondonópolis, Primavera do Leste, Sorriso e Vera.

Neste sábado (04.04), policiais do 14º BPM de Primavera do Leste recuperaram 70 galões de defensivos agrícolas líquidos e mais 75 kg da mesma substância na forma granulada. Os três suspeitos haviam invadido uma fazenda às margens da rodovia MT -130, rendido o funcionário do local e roubado os produtos. A PM prendeu três homens em flagrante transportando os galões do produto na caminhonete. Com eles também foi apreendida uma pistola 380 e 32 munições.

Em Rondonópolis, três ações pontuais desarticularam quase que simultaneamente uma quadrilha que atuava na área rural da cidade. No município, oito pessoas foram presas, mais de 74 galões de defensivos agrícolas e 5 kg de ureia foram recuperados. A polícia ainda apreendeu com os suspeitos nove armas de fogo entre rifles, espingardas, revólveres e munições. 

Leia mais:   Suspensão das aulas alcança educação infantil e ensinos fundamental, médio e superior

Na quarta-feira (01.04), policiais da 14ª Companhia Independente de Força Tática da PM prenderam três suspeitos por roubo a uma fazenda no município de Itiquira. A quadrilha teria invadido a propriedade exigindo armas e produtos de valor. As vítimas acionaram a polícia por meio de um grupo de aplicativo de mensagem criado pela PM que aciona o serviço da Patrulha Rural.

Para deter o grupo os policiais seguiram os suspeitos na BR -364, que atiraram contra os militares, dando início a um confronto. O motorista perdeu o controle da direção do carro e os suspeitos sofreram um acidente. A Polícia prendeu os suspeitos e encaminhou o homem ferido ao hospital, já que ele ficou preso às ferragens. Com os suspeitos foram apreendidos um revólver, espingarda, 22 munições e a quantia de R$ 640 levados das vítimas.

Outra ação em Rondonópolis em repressão aos roubos e furtos de defensivos agrícolas e produtos de valor em propriedades rurais aconteceu no último dia 31 de março, em uma fazenda da região.

Proprietário de uma fazenda acionou a PM comunicando que haviam furtado defensivos agrícolas, ureia e outros produtos. Em diligências pela região os policiais identificaram rastros de um dos produtos nas proximidades do assentamento Carimã e sítios do local, a polícia encontrou todos os produtos levados do furto e prendeu os suspeitos em flagrante.  

Leia mais:   Entrega por delivery garante venda de produtos da agricultura familiar em Sorriso

O comandante da Força Tática de Rondonópolis, tenente-coronel Gleber Candido Moreno conta que as três operações na região desarticularam as ações criminosas graças a aproximação da população da zona rural com a PM, por meio da Patrulha Rural.

“A Patrulha Rural utiliza a tecnologia via aplicativo de mensagem e GPS para reprimir as ações de roubo e furtos em propriedades rurais. A vítima nos aciona através do serviço da Patrulha Rural, os policiais buscam o local pelo GPS  e de imediato conseguimos pegar e deter as quadrilhas, recuperando todo o material.

Na quinta-feira (02.04), policiais de Sorriso em uma ação conjunta com a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) também desarticularam uma quadrilha envolvida em roubo de defensivos agrícolas. Dois homens e uma mulher foram presos na cidade de Vera.

Um dos suspeitos confessou que iria se reunir com outros membros da quadrilha para organizar um novo roubo em busca de defensivos agrícolas em troca de dinheiro para custear despesas do grupo criminoso.

A polícia encontrou espingarda semi-automática, rifle, 40 porções de pasta base de cocaína e cinco camisetas com emblema da Polícia Judiciária Civil foram apreendidas na operação policial.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana