conecte-se conosco


Mato Grosso

Empresários conhecem mudanças na Jucemat que facilitam abertura de novas empresas

Publicado

A modernização do registro de empresas em Mato Grosso, e as mudanças no atendimento ao usuário da Junta Comercial de Mato Grosso (Jucemat) foram apresentadas durante o Seminário Conectar e Simplificar Abertura de Empresas, que aconteceu nesta quinta-feira (15.08), no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá.

Conforme a presidente da Jucemat, Gercimira Rezende, a Junta passou por uma mudança estrutural nos últimos anos, que possibilitou o registro automático de empresas, diversos procedimentos como baixa de empresas e certidões exclusivamente pela internet, e o rápido atendimento por meio de um chat online.

“A Junta completou 50 anos no ano passado com uma histórico de ser extremamente burocrática. Não foi uma tarefa fácil, mas com a nossa equipe, e com apoio do Sebrae, conseguimos quase zerar os atendimentos presenciais, prestando um atendimento rápido e fácil pela internet, o que melhorou muito para os empresários do interior do estado”, lembra a presidente.

Ela conta ainda que o objetivo é que a Jucemat seja uma facilitadora do empreendedorismo, utilizando mecanismos como a RedeSimples Digital, que integra o processo de registro e legalização de empresários e de pessoas jurídicas entre diversos órgãos licenciadores.

Leia mais:   Diretores da Politec realizam reuniões estratégicas com servidores e instituições públicas

“Com o chat atendemos cerca de 800 pessoas ao dia, de qualquer lugar do mundo. Agora estamos estudando implantar uma escola de treinamento para aprimorarmos ainda mais o conhecimento dos servidores para atenderem cada dia melhor”, explica sobre outra ferramenta que revolucionou o atendimento.

O tempo de espera para abertura de uma empresa em Mato Grosso, conforme levantamento da Jucemat, caiu de quase 90 dias para poucas horas. No último mês, cerca de 10% dos pedidos demoraram até 10 minutos para serem concluídos, 31% demoraram menos de uma hora, e 47% até 24 horas. Cerca de 5% dos processos foram solucionados no dia seguinte.

O gerente de Políticas Públicas do Sebrae, Sandro Rossi, ressaltou que a articulação entre o setor público, entidades privadas, e sociedade civil foi fundamental para a modernização da Jucemat, realizada em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-MT).

“Quando nós simplificamos processos e amadurecemos os processos internos damos oportunidade para aqueles que querem empreender, e tornamos o ambiente mais fácil para que o empreendedor possa crescer, gerar emprego e gerar renda”, explicou.

Leia mais:   Trabalho de reeducandos em obras de infraestrutura beneficia população de Nobres

Presidente da Jucemat, Gercimira Rezende. Foto: Mayke Toscano

Seminário Conectar e Simplificar Abertura de Empresas

De iniciativa do Sebrae, em parceria com a Junta Comercial, o evento recebeu cerca de 150 empresários, servidores públicos, e interessados em empreender para tratar das inovações tanto na legislação, nas instituições, e no mercado, para facilitar a abertura de novos negócios.

O evento contou com duas palestras, entre elas uma sobre a chamada medida provisória da desburocratização (MP 881/2019) que prevê a dispensa de licenciamento e alvará de funcionamento para atividades de baixo risco, e prazo para resposta dos órgãos públicos aos processos de licenciamento. Quem falou sobre o tema foi o consultor do projeto Redesimples Digital, Alex Barbosa. A palestra show “Oportunidades de negócios em tempos de mudança – Inovação, tecnologia e atitude!”, foi proferida pelos ilusionistas Henry Vargas e Klauss Durães, e abordou os processos e agentes por trás das mudanças.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Politec empregou 429 servidores durante Operação Carnaval

Publicado

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) atendeu a 530 requisições de perícias em todo o Estado, durante o período de carnaval, comemorado entre os dias 21 e 25 de fevereiro de 2020. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (27.02) durante coletiva de imprensa realizada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública.

Durante a operação, foram empregados 429 servidores, entre peritos oficiais criminais, papiloscopistas, técnicos em necropsia, peritos oficiais médico legistas e odontolegistas, e 166 viaturas.

A atuação da Politec durante a operação carnaval consistiu na identificação de suspeitos, checagem de veículos com suspeitas de roubos, furtos, adulterações como clonagens ou dublês e perícias de criminalística, medicina legal e de odontologia legal.

A operação abrangeu 25 municípios, monitorou 35 pontos de festividade, com público estimado de 260.405 pessoas. Em 2020, houve um aumento de 40% no número de pontos de festas de Carnaval, em relação ao ano passado. As festividades concentraram-se nos municípios de Cuiabá, Chapada dos Guimarães, Santo Antônio de Leverger, Barra do Garças, Cáceres, Primavera do Leste, Lucas do Rio Verde, entre outros.

Leia mais:   Diretores da Politec realizam reuniões estratégicas com servidores e instituições públicas

A Operação Carnaval contou com as forças integradas da Polícia Militar (PM), da Polícia Judiciária Civil (PJC), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Politec, Detran, Ciopaer, Sistema Penitenciário e Socioeducativo.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Menina de 4 anos que não ouve e não fala emociona equipe da PM

Publicado

Em Cuiabá, policiais militares presentearam uma menina de 4 anos de idade com muitos presentes, após encontrá-la perdida, no último sábado (22.02), na Avenida dos Trabalhadores. A criança que possui deficiência auditiva e também não fala, havia fugido da casa dos pais.

Populares acionaram a PM via 190 informando que havia uma criança sozinha em frente a uma loja de brinquedos. Ao chegar no local, a equipe de policiais tentou conversar com a menina, mas percebeu que ela não ouvia e não falava.

Em determinado momento, a menina pegou na mão de um dos militares e apontou para um brinquedo. O soldado Alessandro Cardoso relembra que ficou emocionado com o entusiasmo da pequena, apontando em direção a uma das bonecas da loja.

“Ficamos preocupados quando vimos à criança sozinha. Foi quando ela pegou na minha mão e apontou para a boneca. A proprietária da loja nos disse que ela estava lá há um bom tempo, parada, olhando a vitrine. Para encontrar os familiares da criança, colocamos comunicados nas redes sociais, emitimos informações via rádio para outras equipes, até que os familiares apareceram, graças a Deus”, conta o policial militar.

Leia mais:   Sema realiza a primeira retirada de maquinário utilizado em desmatamento ilegal

Já com os familiares, os policiais descobriram que a criança havia fugido de casa antes mesmo dos pais e da avó acordarem naquela manhã.  No entanto, eles contam que sentiram que a “missão” naquela ocorrência atípica ainda não tinha acabado. 

Foi então que os policiais se mobilizaram e arrecadaram fundos e brinquedo para presentear a menina. O soldado Cardoso conta ainda que a equipe ficou sensibilizada e que arrecadou mais brinquedos do que o previsto.

Os policiais relataram que a alegria da menina ao receber os presentes valeu toda a mobilização da equipe da PM. “Mesmo sem pronunciar uma única palavra, sem nos ouvir, ela demonstrava uma felicidade tão linda e simples. Na hora que chegamos com os brinquedos ela pulava de alegria e empolgação. Algo tão simples fez do dia dela e do nosso, muito especial. Somos policiais e pais de família. Gestos assim enobrecem a nossa rotina de servir e proteger a sociedade”, concluiu.  

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana