conecte-se conosco


Mato Grosso

Em relato pessoal, Virginia Mendes destaca importância da adoção

Publicado

Com um relato emocionante sobre sua própria história de vida ligada à adoção, é que a primeira-dama do Estado e madrinha afetiva da Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara), Virginia Mendes, participou da abertura do I Encontro do Centro-Oeste de Apoio à Adoção (Encoapa). O evento aconteceu nesta sexta-feira (22.11) e lotou o Fórum de Cuiabá, reunindo magistrados, psicólogos, assistentes sociais, advogados e representantes de instituições e sociedade organizada.

Ao lado da primeira-dama do Distrito Federal (DF), Mayara Noronha, a quem Virginia fez questão de convidar pela sua atuação similar em importantes causas sociais, a primeira-dama de Mato Grosso relatou sua trajetória de vida aos presentes. Além de ter uma filha adotiva, Virginia contou que também foi fruto de uma adoção.

“Eu sou testemunha deste amor. Tenho uma filha adotiva que é a alegria de nossa casa, é a luz e a felicidade de nossas vidas. Não existe diferença nenhuma entre ela e meus outros dois filhos. E eu também sou filha adotiva. Sempre pensei que quando tivesse filhos eu adotaria uma criança, porque fui adotada. Se eu estou aqui hoje como primeira-dama é porque tive uma trajetória de vida de amor pela adoção”, relatou Virginia, que pela primeira vez falou em público sobre sua história de vida e agradeceu aos pais adotivos por tudo o que fizeram por ela.

“Se não fosse minha mãe, Euridice, meu pai, que já não está mais conosco, eu não poderia nem estar aqui dando este testemunho. Sou a prova de que o amor é maior do que qualquer laço sanguíneo é que a família pode ser um grande agente transformador na vida de uma criança”, destacou a primeira-dama que decidiu falar sobre o assunto para desmistificar e acabar com o preconceito que ainda envolve o tema.

A primeira-dama ainda lembrou que muitas pessoas ainda têm dúvidas com relação à adoção. Sobre isso, Virginia lembrou do amor que envolve o gesto.

“Quem ainda tem alguma dúvida sobre adotar, não tenha, porque não existe um ato maior e nem mais bonito do que uma adoção. O amor é tão grande que não existe esta diferenciação entre um filho de sangue e um adotado”, pontuou a primeira-dama do Estado.

Leia mais:   Governo faz balanço da gestão à colunistas de Mato Grosso

De acordo com os dados da Comissão Estadual Judiciária de Adoção (Ceja), Mato Grosso possui atualmente 75 crianças e adolescentes aptas a serem adotadas, 1.006 pretendentes habilitados para a adoção e 625 acolhidos. Este número se aproxima da realidade do Distrito Federal, onde 126 crianças e adolescentes esperam por uma adoção e aproximadamente 600 famílias encontram-se habilitadas para adotarem.

No entanto, a primeira-dama do DF, Mayara Noronha questiona a desproporcionalidade entre estes dados e lembra da importância da disseminação de informação sobre os procedimentos legais para a adoção. Na oportunidade, Mayara parabenizou Mato Grosso pela realização do evento e agradeceu a Virginia pelo convite.

“Este convite da primeira-dama Virginia partiu de uma conversa informal que tivemos em setembro deste ano, que tratamos justamente sobre a adoção e essa morosidade da fila. O quantitativo de crianças a serem adotadas é grande, mas ao mesmo tempo ele chega a ser desproporcional se comparado ao número de famílias habilitadas. O nosso anseio é tentar achar uma forma de fortalecer a política de adoção no país”, destacou Mayara.

À frente das ações de promoção à adoção e coordenando a primeira edição do Encoapa, a presidente da Ampara, Lindacir Rocha Bernardon destacou o papel de fortalecimento e sensibilização que o evento tem para profissionais da área que atuam no acolhimento das crianças e jovens e das famílias que desejam adotar.

“Além de sensibilizar este público sobre o trato e o acolhimento da adoção, nós pretendemos estimular a criação e o fortalecimento de grupos de apoio à adoção, pois a união do Judiciário, dos municípios e destes grupos é que vão fazer a transformação e amenizar as dores da adoção”, explicou Lindacir.

Além disso, a presidente da Ampara lembrou da importância da participação do Estado, que se faz presente na figura de Virginia Mendes, enquanto madrinha afetiva da instituição.

“Madrinha afetiva é aquela pessoa que tem a experiência da adoção e que também tenha influência em todos os segmentos da sociedade. E Virginia Mendes tem este perfil. Há muito tempo ela vem trabalhando com a gente como voluntária e agora exerce essa função de madrinha afetiva, transmitindo essa experiência para as pessoas e fortalecendo o instituto da adoção”, pontuou Lindacir.

Leia mais:   Jogos Abertos Mato-Grossenses começam nesta quinta-feira (12)

A primeira-dama Virginia Mendes destacou na sua fala o quanto a Ampara foi essencial no processo de adoção da filha. “Conheço a Lindacir há muitos anos e ela foi um anjo na nossa vida, nos dando o suporte necessário, tirando dúvidas durante e após o curso. É uma honra para mim poder ser madrinha da Ampara e trabalhar em prol desta causa que é tão especial na minha vida”

O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, definiu o processo de adoção como uma missão árdua do Poder Judiciário, no sentido de ser um processo criterioso e cuidadoso, visando o bem-estar da criança ou adolescente adotado.

“A adoção passa por um processo rigoroso e o Judiciário tem que verificar todas as condições das famílias que pretendem adotar e daquela criança que deve ser adotada. Então o Poder Judiciário é que tem a missão árdua de produzir o melhor para o futuro desta criança”, destacou o presidente do TJMT.

Programação

O 1º Encoapa conta com a parceria da Coordenadoria da Infância e Juventude (CIJ) do Poder Judiciário de Mato Grosso, da Comissão de Infância e Juventude (CIJ) da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) e da Associação Nacional de Grupos de Apoio à Adoção.

A programação do evento segue até este sábado, dia 23/11, com diversas palestras sobre o tema e debates. Confira:

– A ESPERANÇA DE TER ESPERANÇA
Palestrante: Luiz Schettini Filho (GEAD – Recife/PE)

– REDE DE PROTEÇÃO À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE E A CRIAÇÃO DE GAA’s
Facilitadores: André Tuma (Promotor de Justiça MP/MG) e Francisco Claudio Medeiros Júnior (Vice-Presidente da ANGAAD – Acalanto – Natal/RN)

– OS IMPACTOS DO TRAUMA NO DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE
Palestrante: Suzana Schettini (GEAD – Recife/PE)

– O DIREITO À CONVIVÊNCIA FAMILIAR E COMUNITÁRIA E A BUSCA ATIVA
Facilitadores: Dr. Élio Braz Mendes (Juiz de Direito TJ/PE)
Suzana Schettini (GEAD – Recife/PE)

– A PREPARAÇÃO DOS PRETENDENTES À ADOÇÃO E O ACOMPANHAMENTO PÓS GUARDA PARA ADOÇÃO
Facilitadores: Soraya Pereira (Aconchego – Brasília/DF) e Vera Lucia Cardoso (Conviver – Aparecida de Goiânia/GO)
Depoimento: Júlio Resende (AMPARA – Cuiabá/MT)

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Confraternização de fim de ano reúne mais de 300 servidores no Palácio Paiaguás

Publicado

Em clima de descontração, os servidores públicos do Palácio Paiaguás tiveram um momento de confraternização na tarde desta sexta-feira (13.12). O evento foi cuidadosamente pensado e executado pela primeira-dama do Estado, Virginia Mendes e a equipe da Unidade de Atendimento à Família (Unaf).

A confraternização lotou o auditório Clóves Vettorato, contando com aproximadamente 300 pessoas. Na abertura, uma celebração cristã, conduzida pelo servidor da Casa Civil, Tony Rachidi, emocionou os presentes, relembrando o verdadeiro significado do Natal, que é o nascimento de Jesus Cristo.

O governador e a primeira-dama fizeram questão de levar uma das filhas do casal, a caçula Maria Luiza para participar. Essa inclusão da família nos eventos públicos já é uma marca desta gestão.

O evento ainda contou com a apresentação musical do servidor público Rafael Rosa, da dupla Anselmo e Rafael e o show do ator e comediante, André D’Lucca, interpretando Comadre Nhara. Como presente, todos os servidores ganharam um panetone, fruto de doação, além do sorteio de mais de 150 brindes dos parceiros da Unaf.

Um destes sortudos foi um dos mais antigos servidores da Casa Civil, Rosinaldo Almeida, carinhosamente conhecido como Chiquinho. O servidor, que atua no Estado há 38 anos, se sentiu muito grato com o gesto de carinho da primeira-dama com os trabalhadores.

“É inédito essa festividade de final de ano aos servidores públicos. Estamos fechando com chave de ouro o ano de 2019, juntamente com todos os colegas de trabalho e isso é muito gratificante”, disse Chiquinho.

E foi exatamente a gratidão que a primeira-dama do Estado quis demonstrar a todos os servidores com o evento. “Este é nosso primeiro ano de gestão e já percebemos o carinho e o empenho destes servidores conosco. A nossa intenção com este evento era devolver um pouco deste empenho e amor”, disse Virginia.

Leia mais:   Mato Grosso Saúde apresenta estratégias de gestão ao Conselho Deliberativo

Na oportunidade, o governador Mauro Mendes fez questão de agradecer o empenho dos servidores ao longo do ano, lembrando que este foi um ano de grandes lutas, mas também de muitas conquistas. 

“Esta é uma forma de dizermos o nosso ‘muito obrigado’ para aqueles que realmente estiveram ao lado de Mato Grosso para mudar a realidade que encontramos. Se Deus quiser, nós teremos em 2020 um ano ainda melhor para os servidores e os mato-grossenses, com o governo cumprindo seu papel perante o cidadão”, disse o governador.

O evento também contou com a presença dos deputados Dilmar Dal Bosco e Max Russi, da empresária Margareth Buzetti, do ex-deputado federal, Fábio Garcia e do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho e sua esposa, Mônica Carvalho.

O titular da Casa Civil elogiou o cuidado e o carinho de Virginia no preparo da confraternização para os servidores e lembrou do papel que cada servidor tem ao longo do ano.

“Hoje é um dia de confraternização, mas nos outros 364 dias do ano estamos aqui cada um com sua missão e cada um com sua função para ajudar as famílias e toda a sociedade mato-grossense. Este dever tem sido feito por vocês de uma forma espetacular, com empenho, dedicação e comprometimento de todos”, destacou Mauro Carvalho.

Leia mais:   Jogos Abertos Mato-Grossenses começam nesta quinta-feira (12)

Parceiros

Todos os brindes foram doados por parceiros da Unaf, a quem Virginia Mendes agradeceu o apoio. “A união de esforços é que tornou este evento possível. Por isso eu gostaria de agradecer imensamente a cada empresa e pessoa que colaborou com este evento. E não poderia deixar de agradecer a maravilhosa equipe da Unaf, que se desdobrou em cuidados e em muito trabalho para tornar este evento inesquecível”, pontuou Virginia.

São eles: Águas do Manso, Antonio Bernardes Joias, Aquarela Multimarcas, Ariani Maluf – Mahallo, Baba de Moça, Bamboo Óculos, Belviso, Big Lar, Bistrô Paris 6, Boi Grill, Casa Prado, Cerverjaria Louvada, Claudia Goreth, Cozinha a Dois, Crepaldi SPA, Cupim Bar, D’Villa Pizzaria, Ditado Popular, Dr. Elson Adorno, Dra. Anelise Felippo, Dra. Claudia Goureth, Dra. Natasha Crepaldi SPA, Emily Interiores, Escola Fato Concursos, Êxtase Kits, Farmácia Belflora, Farmácia Criativa, Gato Mia, Great House, Guidare Car Service, Haras Santa Rita, Hotel Odara, Isabella Girotto, KrisCake, La Provence, Le Soffist, Letícia Malheiros, Loja de Cosméticos La Belle, Martinello Móveis, Mirante das Águas, Personal Nilton César, Pneulandia, Princess Joias, Pró Ótica, Rede Gil Modas, Restaurante Xômano Bistrô, Salão Shez, Santa Oliva, Scotch Store, Sedeme, Simoni Klauk, Suco Pratz, Vila Konceito, Voluttá Acessórios e Zellos Boutique.

Também fizeram a doação de brindes para o sorteio a empresária Margareth Buzetti, o deputado Max Russi, o secretário da Casa Civil e a esposa, Mauro e Mônica Carvalho e o próprio governador Mauro Mendes.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Seduc assina convênio para beneficiar 41 escolas do campo de 16 municípios

Publicado

Nesta sexta-feira (13.12), a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) assinou um convênio com a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf) que vai beneficiar cerca de 17 mil pessoas, entre alunos, profissionais da educação e comunidade escolar. O convênio foi firmado pelo secretário adjunto Executivo da Pasta, Alan Porto, para participar do programa MT Produtivo – Hortas Escolares.

Segundo o secretário, participam do convênio 41 escolas estaduais do campo de 16 municípios que receberão entre R$ 2.500 e R$ 5 mil para cada unidade escolar. Serão disponibilizados R$ 175 mil via Plano de Desenvolvimento da Escola.

“Participam escolas que já possuem hortas, que serão otimizadas e outras que ainda não tem que serão implantadas”, destaca Alan Porto. O Programa já está no plano de ação das escolas contempladas e será executado já no próximo ano letivo.

“As hortas vão produzir legumes e verduras, mas o foco principal é o conhecimento que é gerado pelo trabalho produzido dentro e fora da horta. A produção vai para a alimentação escolar de cada unidade. O excedente, o aluno poderá levar para casa e ser distribuído para a comunidade escolar”, complementa. Serão distribuídas cartilhas para professores e alunos sobre a importância da horta escolar desenvolvendo um trabalho interdisciplinar.

Leia mais:   Gefron efetua sete prisões em dois dias e recupera veículos

O objetivo principal do Programa MT Produtivo – Hortas Escolares é o desenvolvimento da agricultura familiar.

Participam escolas dos municípios de Acorizal, Água Boa, Alto Paraguai, Barão de Melgaço, Barra do Bugres, Chapada dos Guimarães, Cuiabá, Jangada, Mirassol D’Oeste, Nobres, Nossa Senhora do Livramento, Poconé, Porto dos Gaúchos, Poxoréu, Primavera do Leste, Rondonópolis, Rosário Oeste, Santo Antônio de Leverger, Sinop, Tangará da Serra e Várzea Grande.

Assistência

De acordo com o presidente da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), Renato Loffi, os técnicos orientam os alunos como construir canteiros para sementeiras de verduras que necessitam de transplante de mudas e canteiras para semeadura de hortaliças permanentes.

Além disso, antes de qualquer ação é realizada a análise de solo e, em seguida, a correção com calcário, esterco e adubação química. “A horta pedagógica, além de servir para reforçar a alimentação escolar, educa para as boas práticas da produção sustentável”, assinala.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana