conecte-se conosco


Mato Grosso

Durante ocorrência de roubo à veículos, PM identifica rede de receptação

Publicado

Um casal foi preso nesta terça-feira (17.09), por envolvimento em roubos de veículos e receptação de produtos roubados, em Várzea Grande. Um terceiro suspeito foi detido por comprar os aparelhos celulares roubados ou furtados pela dupla e depois revendê-los em sua loja.   

O boletim de ocorrência descreve que uma guarnição da PM estava em ronda pela Rodovia dos Imigrantes quando foi parada por uma viatura da empresa Rota Oeste. Um homem afirmou que tinha acabado de ser roubado e que seu veículo foi levado por um casal.

O rapaz disse ser motorista de aplicativo e passou as características físicas do casal, que portava uma arma de fogo, tipo pistola prata e levaram seu HB20 branco, celular e dinheiro.

Com base nas informações, a equipe foi até a casa do tio da vítima para tentar localizar o veículo que possuía rastreador, porém, ao chegar no imóvel constaram que o aparelho estava desligado.

Nesse momento, a equipe montou uma barreira no trevo do bairro São Mateus, com base em informação recebida de que o casal seria morador da região. Logo em seguida, o veículo foi localizado abandonado no bairro.

Leia mais:   Mais de 2 mil policiais militares concluem capacitação em Liderança e Inteligência Emocional

Porém, o casal já teria feito uma segunda vítima, outro motorista de aplicativo de 32 anos, que estaria em um Logan branco. A barreira permaneceu montada quando os policiais identificaram o veículo e os suspeitos.

Na abordagem, o homem identificado como A.P.S.C, (24 anos), carregava na cintura um simulacro de pistola. Ele ainda tentou resistir a prisão sendo necessário ser contido com splay de pimenta e, em seguida ser algemado.

Com a mulher identifica como J.V.C, (18), estava o celular da primeira vítima. Ela escondia o aparelho nas partes intimas.

Durante conversa com os militares, a dupla disse que vários aparelhos celulares que tinham roubados ou furtados estavam em uma casa na área central. Em diligência, a equipe foi até o imóvel e encontrou o comprador identificado como E.S.A.N. (35), que confirmou a informação. Ele disse que os aparelhos estariam na sua loja no bairro Jardim Eldorado.

Os policiais recolheram os aparelhos e já estavam na delegacia quando uma terceira vítima, também motorista de aplicativo reconheceu o casal como autores do roubo do seu veículo, no início do mês. Na ocasião, o carro foi recuperado logo em seguida.

Leia mais:   Desenvolve MT capacita analistas para dar celeridade ao crédito

O trio foi encaminhado à delegacia para as devidas providências.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Seminário reúne especialistas e atrai profissionais do setor

Publicado

Engenheiros, advogados, estudantes, estagiários, além de membros do Ministério Público Estadual (MPE), da Controladoria Geral do Estado (CGE), da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados de Mato Grosso (Ager), prefeituras e empresas do setor, num total de 140 inscritos, participaram na quinta-feira (17.10), do 1º Seminário Engenharia e Análise de Valor. Promovido pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), o evento reuniu especialistas nacionais e regionais.

Segundo o secretário adjunto de Obras Especiais da Sinfra, Isaac Nascimento Filho, um dos organizadores, a proposta foi apresentar uma metodologia, já empregada pela secretaria em alguns de seus projetos, que visa dar melhores soluções técnicas e, geralmente, com custos mais reduzidos para grandes projetos.

“Nos projetos, com maior volume financeiro, procuramos aplicar esta metodologia para ajustar melhores soluções técnicas e, na medida do possível, baixar seus custos”, explicou Isaac Nascimento Filho, acrescentando que o seminário foi muito proveitoso, por ter contado com a participação de diversas empresas, órgãos de fiscalização, prefeituras, outras secretarias e profissionais ligados ao setor.

Leia mais:   Professores de Matupá apostam em recursos didáticos no ensino de matemática

“Em resumo, a metodologia alia qualidade e menor preço. A secretaria não tem medido esforços para adequar, estudar e colocar esta metodologia que, embora seja muito utilizada em países europeus, para nós ainda é novidade. Em nossa visão, todas obras de valores altos deveriam passar por este tipo de metodologia”, afirmou.

Durante o seminário, foi apresentado o primeiro projeto desenvolvido pela Sinfra utilizando de metodologia de engenharia de valor. É o Projeto Juruena, que se refere à construção de uma ponte com 1.400 metros de extensão e mais de 54 km de acesso. Já em andamento, o projeto é um corredor ligando duas regiões (Cotriguaçu e Juruena), na MT-170, até Matupá, na BR-173. Uma outra obra, a trincheira da MT-010, no entroncamento com a MT-251, na área urbana de Cuiabá, também foi construída com algumas bases nesta concepção.

Segundo Nascimento Filho, a Sinfra pretende empregar esta metodologia com maior regularidade em grandes projetos de infraestrutura, que dependam de altos investimentos. Entre outras vantagens esperadas com a aplicação desta metodologia, estão a diminuição do prazo de conclusão das obras, melhoria da qualidade dos empreendimentos, destinação dos recursos de forma correta durante o desenvolvimento do projeto, evitando novos gastos na fase de execução da obra, além da ampliação dos benefícios e satisfação da população com os serviços oferecidos pelo poder público.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Campanha para confecção de perucas para mulheres com câncer continua

Publicado

Nesta terça-feira (22), durante o dia todo, as mulheres, policiais e civis, poderão cortar o cabelo para contribuir para a confecção de perucas que atenderão outras mulheres que passam por tratamento de câncer.

No período da manhã, o salão Velvet Hair Lounge, parceiro da PM nessa campanha, atenderá aquelas que já agendaram horário. Todavia, no período da tarde há vagas para cortes, ou seja, ainda dá tempo de participar dessa ação de solidariedade.

Os telefones para informações e agendamento são: (65) 3613-8880 e (65) 98459-2163. Quem não tiver como ir até esse salão, poderá fazer o corte em outros locais e levar o cabelo para a Coordenadoria de Comunicação e Marketing Institucional da Polícia Militar, na sede do Comando Geral, localziado Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 6.135, bairro Novo Paraiso, em Cuiabá, até o dia 30 deste mês.

Além de cabelo, a campanha estimula a doação de acessórios como lenços, boinas, chapéu, bonés, turbantes, laços, fitas, entre outros.

A coordenadora adjunta de Comunicação Social e Marketing Institucional da PM (CCSMI), capitã Raíssa Helena Farinha Amorim, explica que a ação é resultado de uma parceria entre a PM e o projeto Força na Peruca, da Casa da Amizade do Rotary Clube de Lucas do Rio Verde, responsável pela confecção das perucas.

Leia mais:   Desenvolve MT capacita analistas para dar celeridade ao crédito

Cabelos a partir de 15 centímetros, com ou sem química, podem ser doados ao pelotão da solidariedade da PM. No final deste mês, os cabelos coletados serão enviados ao projeto Força na Peruca, em Lucas do Rio Verde, onde voluntárias confeccionarão os acessórios.

Depois de prontas, as perucas serão trazidas para Cuiabá e entregues pela PM ao Hospital de Câncer, principal unidade de atendimento de mulheres em tratamento quimioterápico. 

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana