conecte-se conosco


Destaque

Deputado federal Dr. Leonardo busca alternativa para manter hospital que atende Barra do Bugres e região

Publicado

Após receber pedidos de socorro da população para evitar fechamento do Hospital Regional, o parlamentar intermedia negociações e sensibiliza Governo para manter os serviços de partos e internações; além da ampliação da oferta de especialidades

O deputado federal Dr. Leonardo (Solidariedade-MT) anunciou, através de transmissão ao vivo pelo Facebook na tarde desta sexta-feira (31), que já foram apresentadas alternativas aos representantes dos municípios atendidos pelo Hospital Regional de Barra do Bugres, ameaçado de ser fechado para reforma em plena pandemia. As respostas foram dadas após reunião com secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo.

 

Participaram da reunião, ainda, o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, os deputados estaduais Dr. João e Faissal, além dos prefeitos e vice-prefeitos José Mauro, de Arenápolis; Eliane Lins, de Denise; Juvenal Alexandre, de Nova Marilândia; José Eupídio, de Nova Olímpia; Joabe de Santo, de Santo Afonso; Fábio Junqueira, de Tangará; Rafael Machado, de Campo Novo; e Gustavo “Guga”, de Barra do Bugres; além de representantes do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde.

 

Durante a conversa, foram discutidas alternativas para manter os serviços saúde à população durante a reforma e aprimoramento da unidade.  “Coloquei para o secretário, principalmente, o sentimento da população de Barra do Bugres, que não aceita perder um hospital que é referência para a região, especialmente neste momento de pandemia. Ao contrário, precisamos ampliar o número de leitos, dar qualidade, mais equipamentos para que possa fazer mais cirurgias, trazer outras especialidades, o perfil que essa região precisa. Graças à Deus, o Governo teve essa sensibilidade”, afirmou Dr. Leonardo.

 

Os representantes do Governo afirmaram que até segunda-feira (03), quando está marcada uma nova rodada de conversas, será decidido se outras cidades assumem temporariamente a referência em internação clínica e partos, ou se cada prefeitura receberá individualmente recursos para bancar esse atendimentos. “A decisão precisa ser preferencialmente unânime, por isso será feita nova reunião. Arenápolis, Nova Olímpia e Tangará da Serra se voluntariaram para ser referências em atendimento para os outros municípios, o que pode reduzir o custo, mas alguns município já estão buscando soluções individuais. Na segunda o martelo será batido”, disse Dr. Leonardo.

 

O deputado informou também que o Pronto Atendimento de Barra, o qual funcionava anexo ao Hospital Regional, será transferido para novas instalações, já preparadas pela prefeitura. O laboratório do município também funcionará em outro local, mantendo os serviços à população, sem nenhum prejuízo. O Governo do Estado irá investir R$ 3 milhões na reforma do Hospital Regional. Além da modernização de toda a estrutura da unidade, a SES-MT planeja a ampliação para a construção de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

 

Histórico – As ações foram motivadas após o parlamentar receber o pedido de ajuda da comunidade através do canal direto que tem com a população no Whats App sobre o possível fechamento do Hospital Regional de Barra do Bugres em meio a pandemia de Covid-19. Imediatamente, o médico e deputado Dr. Leonardo se colocou à disposição para fazer a intermediação com o Governo do Estado, enviando ofício solicitando informações, e para buscar uma solução para a situação.

 

O parlamentar, que trabalha pela saúde do município desde o mandato de deputado estadual, já encaminhou mais de R$ 500 mil para saúde municipal e destinou em 2019, antes do início da pandemia, os dois respiradores disponíveis no Pronto Atendimento, um fixo e outro móvel, para estabilização de paciente.

 

Serviço:

Quer tirar dúvidas sobre esse ou outro assunto? Chama no Whattsapp do Dr. Leonardo pelo número 65 9949 1211. Pode ligar também! Visite nossso site www.drleonardo.com.br e nos siga nas redes sociais Facebook.com/DrLeonardoMT/ Instragran/DrLeonardoMT e Twitter.com/DrLeonardoMT.

Da Assessoria

Comentários Facebook
Leia mais:   Técnicos estão produzindo relatória sobre logística e porto de Cáceres

Destaque

Cáceres implanta atendimento às vítimas por aplicativo de mensagens

Publicado

O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Cáceres acaba de lançar um novo canal para atendimento preliminar às vítimas de violência doméstica e familiar na cidade, em parceria com a Polícia Militar.

Trata-se do número (65) 99981-5578, disponível para mensagens via WhatsApp.

A nova ferramenta atende a uma reivindicação do Ministério Público do Estado de Mato Grosso e da Delegacia da Mulher do município.

Além do atendimento e acolhimento das vítimas, o WhatsApp poderá ser utilizado para denúncias de violência contra a mulher, 24 horas por dia.

A plataforma digital ganha uma importância ainda maior durante a pandemia do Novo Coronavírus. Isso porque no período de confinamento, com agressores e vítimas sob o mesmo teto em tempo integral, a busca por outros canais de denúncia tende a diminuir, uma vez que a vítima não consegue pedir ajuda reservadamente.

Outras cidades – Conforme a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), algumas Delegacias Especializadas de Defesa da Mulher também criaram canais para denúncias e atendimento psicológico pelo serviço de WhatsApp, em função do período de isolamento social. Em Cuiabá, o número disponibilizado para mensagens é (65) 99973-4796, e em Várzea Grande é o (65) 98408-7445.

Leia mais:   Macedo diz que irá debater, novamente, com a sociedade projeto que reduz número de vereadores

Dados – Levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) divulgado em junho deste ano aponta redução dos registros de crimes nas Delegacias de Polícia e crescimento das denúncias telefônicas no país, nos meses de março e abril de 2020, comparados ao mesmo período do ano passado. Em Mato Grosso, nesse período o número de registros de lesão corporal dolosa caiu 16,7%, enquanto o número de feminicídios aumentou 150%. Os dados da pesquisa podem ser conferidos aqui.

Por Assessoria
Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Governo Federal recupera quase R$ 110 milhões de auxílio emergencial indevido

Publicado

O governo federal recuperou R$ 109,1 milhões em devoluções do auxílio emergencial, de acordo dados divulgados nesta sexta-feira (7) pelo Ministério da Cidadania.

Mais de 115 mil pessoas que receberam o benefício não se enquadravam nas regras e, por isso, devolveram os recursos. Foram registradas 89,1 mil devoluções por civis e outras 26,2 mil por militares.

Dos 65,8 milhões de beneficiários, apenas 0,44% não se encaixam nos critérios da lei. O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, diz que a quantidade de devoluções é significativa.

Leia também – ‘Como pode trabalhador pagar 27,5% e empresário zero?’, questiona Guedes

“O número de devoluções é muito significativo e expressivo, mas na verdade tivemos uma ação importante que resultou de um acordo com a Controladoria-Geral da União, que foi a transparência ativa, um conceito de combate à falha e à corrupção muito importante”, afirma Lorenzoni.

Como devolver o auxílio emergencial?

De acordo com a pasta, as devoluções podem ser feitas pelo site oficial. Ao entrar no site, é preciso inserir o CPF do beneficiário. Com as informações preenchidas, a plataforma vai emitir uma GRU (Guia de Recolhimento da União) e o cidadão poderá fazer o pagamento nos canais de atendimento do Banco do Brasil, como internet, terminais de autoatendimento e caixas eletrônicos.

Leia mais:   Refis e Regularize são prorrogados para dezembro de 2020

Como denunciar

O canal para registro de denúncias de fraudes é o sistema Fala.Br (Plataforma integrada de Ouvidoria e Acesso à Informação da CGU).

Para falar com a ouvidoria, você deve fazer uma manifestação de denúncia, que serve para comunicar ocorrências de ato ilícitos ou irregularidades.

Adicionalmente, o Portal da Transparência traz a relação pública de todos aqueles que receberam o auxílio emergencial, no seguinte endereço eletrônico. Há pesquisa por estado, município e mês. A ferramenta também permite busca por nome e CPF ou pelos telefones 121 ou 0800 – 707– 2003.

R7 Noticias

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana