conecte-se conosco


Política

Deputado cobra novamente melhorias na MT-175

Publicado

O deputado Dr. Gimenez (PV) fez um apelo ao governo do estado para que priorize as obras na estrada que faz vítimas semanalmente

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Após mais uma vítima fatal, o deputado estadual Dr. Gimenez (PV) cobrou do governo do estado, na sessão desta terça-feira (10), melhorias urgentes na MT-175. Ele explicou que no sábado (07), o motociclista William Afonso de Souza, 24 anos, morreu após colidir com um veículo neste trecho entre os municípios de Mirassol D’Oeste e São José dos Quatro Marcos, conhecido como “Rodovia da Morte”.

Conforme o parlamentar, desde que assumiu o mandato, no início deste ano, vem fazendo reivindicações à Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) para que realize recuperação e sinalização da via que vai até a BR-174, no Trevo do Cacho, que dá acesso a Cáceres e Pontes e Lacerda. Também cobrou melhorias que incluem alargamento mediante terceira faixa ou duplicação entre os dois municípios.

“Essas obras são de extrema importância porque a estrada está em péssimas condições de trafegabilidade, com muitos buracos, não tem acostamento, o mato está invadindo a pista e a sinalização é bastante precária, tudo isso vem resultando quase que semanalmente em acidentes, muitos deles fatais, como este que vitimou um cidadão muito jovem de Mirassol D’Oeste”.

Leia mais:   PSC deverá lançar nesta semana pré-candidatura de Valdeníria; já são 13 concorrentes a sucessão municipal

Outra indicação do deputado inclui recuperação e sinalização da M 175, no trecho entre São José dos Quatro Marcos e Araputanga, que possui aproximadamente 29 quilômetros, também em péssimas condições, e que há muito tempo não recebe manutenção adequada por parte do Estado.  A estrada é conhecida pela população da região oeste como "Rodovia da Morte" por causa do alto índice de acidentes de trânsito

Foto: ROSE DOMINGUES

“São cerca de 60 quilômetros dessa estrada hoje, compreendendo sua extensão desde Araputanga até o entroncamento do Cacho, que precisam de atenção. Esta é uma ação da infraestrutura que visa não só dar maior conforto e segurança aos nossos motoristas, busca preservar a vidas dos cidadãos da região oeste que pagam impostos e devem ser vistos e valorizados pelo nosso Governo”.

O acidente aconteceu no início da manhã deste sábado, quando o motociclista William perdeu o controle e colidiu com um veículo Gol, onde estavam cinco ocupantes, entre eles, uma criança, que são de Indiavaí, e foram levados para atendimento no Hospital Geral e Maternidade de Araputanga. 

Leia mais:   Em entrevista a Gazeta Francis diz que situação do Covid-19 em Cáceres está normalizada

Dr. Gimenez destacou que a lista de vítimas de acidentes na "Rodovia da Morte" é muito grande. No dia 2 de novembro, por exemplo, três pessoas ficaram feridas em um acidente, neste mesmo trecho, e foram atendidas pelo Hospital Samuel Greve (Mirassol D’Oeste). Já em setembro, duas mulheres morreram após serem atingidas por um veículo nesta mesma rodovia, no trecho perto de Araputanga. 

“Até quando vamos continuar vendo as pessoas morrer sem fazer nada? Quero fazer um apelo ao secretário Marcelo Oliveira, para que possa dar celeridade às obras dessa estrada e que, com isso, possamos evitar tragédias como essas. É importante destacar que a vida humana não tem preço e deve ser prioridade para o Estado”. Buracos, falta de acostamento e de sinalização são alguns problemas da MT 175 que corta os municípios de Araputanga, Quatro Marcos e Mirassol D'Oeste

Foto: ROSE DOMINGUES

Comentários Facebook

Destaque

PSC deverá lançar nesta semana pré-candidatura de Valdeníria; já são 13 concorrentes a sucessão municipal

Publicado

O Partido Social Cristão (PSC), em Cáceres, poderá ter dois pré-candidatos a prefeito, temporariamente, até que os filiados decidam, através de pesquisa de opinião pública, quem permanecerá na disputa, se o vereador Zé Eduardo Torres ou a vereadora Valdeníria Dutra Ferreira.

            Torres foi o primeiro a se lançar pré-candidato. O ato foi realizado no dia 24 de julho. Nesta semana, deverá ser anunciada a pré-candidatura da vereadora Valdeníria Ferreira. “Será feita uma pesquisa. E, o que tiver melhor aceitação popular será o escolhido” explica ela.

Valdeníria diz que “estarei reunindo com o presidente do partido, em Cuiabá, para definir a data do lançamento” afirma explicando que tomou a decisão de concorrer ao pleito, em razão de pedidos de várias lideranças, assim como de eleitores, tanto do PSC como de outras agremiações.

            “Chegamos a conclusão de que não podemos frustrar o clamor popular para que lancemos o nome à disputa. Há um desejo muito grande de parte da população de que devemos libertar a nossa cidade desse grupo que ai está” diz se referindo ao grupo ligado a atual administração.

Leia mais:   Deputado federal Dr. Leonardo busca alternativa para manter hospital que atende Barra do Bugres e região

Apesar da garantia da vereadora Valdeníria, a notícia pega o presidente do diretório municipal do PSC e também pré-candidato Zé Torres de surpresa. “Como presidente do partido eu não estou sabendo” disse afirmando que “até onde eu sei ela irá apoiar a minha candidatura, como ficou decidido”.

Com o lançamento da pré-candidatura da vereadora Valdeníria Ferreira, chega a 13 os concorrentes a sucessão municipal.

Sendo eles: Enézio Mariano (PROS), James Cabral (PT), Paulo Donizete (PSDB), Cutia (PSD), Sérgio Arruda (Podemos), Eliene Liberato Dias (PSB), Takao Nakamoto (PRTB), Valdecir Rodrigues (Patriota), Zé Eduardo Torres (PSC), Túlio Fontes (PV), Marcinho Lacerda (MDB), Anelise Silva (DEM) e Valdeníria Ferreira (PSC)

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Previdência de Cáceres fecha 2020 com déficit de R$ 300 mi, diz prefeito

Publicado

A Previdência dos servidores do município de Cáceres (225 km a oeste da Capital), o PreviCáceres, irá fechar o ano com um deficit de R$ 300 milhões, mesmo com o aumento do desconto previdenciário de 11% para 14%. O alerta foi realizado pelo prefeito Francis Maris (PSDB).

Em julho o Ministério da Economia divulgou o Índice de Situação Previdenciária (ISP) dos órgãos de previdência dos entes federativos, no qual a PreviCáceres teve nota C, a mais baixa. Foram avaliados gestão, transparência, situação financeira e atuarial.

Leia também – Governo já pagou R$ 2,2 bilhões em 2020 aos aposentados e pensionistas

Entre os problemas apontados pelo ISP está que a arrecadação é insuficiente para o pagamento das aposentadorias e pensões e que se nada for feito o problema continuara pelas próximas décadas.

“Diante do cenário atuarial a reforma da previdência será inevitável para garantir a sustentabilidade do plano de benefício, assim como reequilibrará o custo da previdência no orçamento municipal”, disse o prefeito em comunicado oficial.

O prefeito defende a reforma da Previdência para os servidores municipais, tendo em vista que as medidas tomadas até então não foram suficientes para suprir o deficit. Ele citou no comunicado medidas como realização de concurso, cassação de incorporações inconstitucionais nas carreiras e não parcelamento dos débitos previdenciários.

Leia mais:   Previdência de Cáceres fecha 2020 com déficit de R$ 300 mi, diz prefeito

Apesar de não informar os parâmetros em que a reforma será feita, Francis adianta que os municípios devem seguir o que foi feito em âmbito federal, ou seja, aumentar a idade e o tempo de contribuição para aposentadoria.

GD

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana