conecte-se conosco


Política

Deputado apresenta indicação para melhorias em escola indígena

Publicado

Deputado Oscar Bezerra apresentou indicação em sessão plenária

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O deputado estadual Oscar Bezerra (PV) utilizou a sessão plenária de terça-feira (15), na Assembleia Legislativa (ALMT), para apresentar a Indicação nº 4724/2019, em que solicita a reforma da Escola Estadual Indígena de Educação Básica Juporijup, no município de Juara (696 km de Cuiabá).

Bezerra requer que a Secretaria Estadual de Educação de Mato Grosso (Seduc-MT) veja a necessidade da reforma e ampliação da unidade localizada na terra indígena Apiaká-Kayabi, em Juara.

A infraestrutura atualmente está precária e, com a execução da obra, proporcionará uma melhor acomodação para atender os alunos, funcionários e professores, adequando a unidade aos direitos estabelecidos na Constituição Federal Brasileira.

“A educação é direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao desenvolvimento da pessoa, e será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade”,  comenta o deputado.

Neste sentido a Escola Estadual Indígena Juporijup carece da reforma e ampliação do prédio escolar, uma vez que a atual estrutura não comporta as atividades executadas por alunos e professores, dificultando o desempenho do ensino com qualidade.

Comentários Facebook
Leia mais:   Pedido de vista adia votação de três mensagens do Executivo

Política

Projeto de Lei visa o uso de Veículos Aéreos Não Tripulados pelos órgãos de Segurança Pública

Publicado

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

Deputado Elizeu Nascimento (DC) é o autor do projeto de lei nº 512/2020 que disciplina o uso de veículos aéreos não tripulados (Vants), também conhecidos como drones. Tecnologia que poderá ser utilizado nas ações policiais e no monitoramento ambiental, de trânsito e de fronteiras.

A propositura propõe que órgãos da segurança pública deverão optar pela utilização dos Vants capazes de armazenar e transmitir imagens nas funções de investigação e de policiamento ostensivo, desde que respeitadas a vida, a integridade física, a intimidade, a privacidade e a imagem das pessoas.

Conforme com a proposta, os cursos de formação e capacitação dos agentes de segurança pública deverão incluir conteúdo programático que os habilite a operar Vants. O projeto também prevê que órgãos de segurança pública definam a quantidade e a qualidade adequadas de Vants para o cumprimento de suas missões.

O texto determina ainda que a o uso de Vants seja regulamentado pela autoridade de telecomunicações, pela autoridade de aviação civil e pela autoridade aeronáutica.

O parlamentar autor da proposta, Elizeu Nascimento, defende que o equipamento é uma valiosa ferramenta de que os órgãos de segurança pública podem dispor tanto na investigação, como no patrulhamento.

Leia mais:   Faissal cobra campanhas publicitárias voltadas à educação ambiental em MT

“Em várias situações, como na atuação de inteligência policial, no monitoramento ambiental, de trânsito ou de fronteiras, no apoio de alvos e no suporte a operações policiais, esses dispositivos podem permitir a visualização remota de áreas muito perigosas, extensas ou de difícil acesso, substituindo os helicópteros ou a presença física de policiais, de modo mais barato, rápido e seguro”, afirmou Nascimento.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Projeto regulamenta o uso de veículos aéreos não tripulados pelos órgãos de segurança

Publicado

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

Deputado Elizeu Nascimento (DC) é o autor do projeto de lei nº 512/2020 que disciplina o uso de veículos aéreos não tripulados (Vants), também conhecidos como drones. Tecnologia que poderá ser utilizado nas ações policiais e no monitoramento ambiental, de trânsito e de fronteiras.

A propositura propõe que órgãos da segurança pública deverão optar pela utilização dos Vants capazes de armazenar e transmitir imagens nas funções de investigação e de policiamento ostensivo, desde que respeitadas a vida, a integridade física, a intimidade, a privacidade e a imagem das pessoas.

Conforme com a proposta, os cursos de formação e capacitação dos agentes de segurança pública deverão incluir conteúdo programático que os habilite a operar Vants. O projeto também prevê que órgãos de segurança pública definam a quantidade e a qualidade adequadas de Vants para o cumprimento de suas missões.

O texto determina ainda que a o uso de Vants seja regulamentado pela autoridade de telecomunicações, pela autoridade de aviação civil e pela autoridade aeronáutica.

O parlamentar autor da proposta, Elizeu Nascimento, defende que o equipamento é uma valiosa ferramenta de que os órgãos de segurança pública podem dispor tanto na investigação, como no patrulhamento.

Leia mais:   Deputado Elizeu Nascimento move ação para alíquota de 9,5 % a militares

“Em várias situações, como na atuação de inteligência policial, no monitoramento ambiental, de trânsito ou de fronteiras, no apoio de alvos e no suporte a operações policiais, esses dispositivos podem permitir a visualização remota de áreas muito perigosas, extensas ou de difícil acesso, substituindo os helicópteros ou a presença física de policiais, de modo mais barato, rápido e seguro”, afirmou Nascimento.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana