conecte-se conosco


Destaque

Delegacia de Meio Ambiente busca responsáveis pelos incêndios no Pantanal

Publicado

Perícias apontaram ação humana como causa da origem das queimadas na região

A Delegacia de Meio Ambiente (Dema) apura quem são os possíveis responsáveis pelos focos de incêndio, que deram início a grandes queimadas no Pantanal. As cinco perícias realizadas pelo Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman-MT) apontaram ação humana como causa da origem das queimadas na região.

A investigação policial apura a responsabilidade criminal dos envolvidos, as causas do incêndio, o nexo de causalidade entre o fato e o crime e quem é o autor do evento. A penalidade pode variar de reclusão de 2 a 4 anos, o que não exclui a aplicação de multas, cujos valores podem variar de R$ 1 mil a R$ 7,5 mil por hectare, chegando a R$ 50 milhões, e medidas administrativas.

“O incêndio pode comprometer a qualidade do ar, da água, e do solo. Além disso, podemos ter outro crime conectado, como é o caso do possível desmatamento que antecedeu o incêndio, eventualmente provocado pelo homem. Pode ter sido intencional, ou pode ter sido causado por uma situação involuntária”, explica a delegada Alessandra Saturnino de Souza Cozzolino, titular da Dema.

Quando o crime deixa vestígios, são feitas perícias pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e pelo Corpo de Bombeiros. “São perícias especializadas e altamente capacitadas, que além de atuar na emergência ambiental, também atuam na elaboração dos documentos e laudo para identificar a causa e a origem do fogo”.

Leia mais:   Presidente de consórcio e prefeito destacam melhorias em quase 1 mil km de rodovias na região do Pantanal

Apenas ao final da investigação é possível identificar o possível sujeito ativo do crime. A responsabilização é feita quando o resultado é encaminhado ao Ministério Público, para análise e oferta de denúncia ao Poder Judiciário, ou arquivamento.

Tanto a pessoa física como a jurídica podem ser responsabilizadas criminalmente, esclarece a delegada. Neste caso, a responsabilidade pode atingir os sócios, diretores, gerentes e donos, pelo princípio da despersonalização da pessoa jurídica.

O inquérito leva 30 dias para sua conclusão, mas em razão da complexidade do fato, da quantidade de diligências e perícias necessárias, pode ser necessário solicitar uma dilação do prazo para que sejam feitos os procedimentos necessários.

O crime de incêndio, poluição que causa danos à saúde ou segurança dos animais, e contra a flora, está descrito na Lei de Crimes Ambientais Nº 9.605/98.

Inquéritos

A Polícia Judiciária Civil apura a responsabilidade dos cinco incêndios periciados:

Sesc Pantanal – Na Reserva Particular do Patrimônio Natural Sesc Pantanal (RPPN) – região de Barão de Melgaço, a causa do incêndio foi dada como queima intencional de vegetação desmatada para criação de área de pasto para gado.

Leia mais:   Escolas e postos de saúde terão que distribuir absorventes de graça

Fazenda Espírito Santo (Pantanal) – O estudo pericial aponta que o incêndio teve início em uma área próximo à estrada de acesso ao Sesc Pantanal, causado por uma máquina agrícola que fazia limpeza de área que pegou fogo.

Rodovia Transpantaneira – Aproximadamente seis mil hectares foram queimados por um incêndio que começou por conta de um acidente automobilístico. Um veículo perdeu o controle na cabeceira de uma das pontes da rodovia, caiu no barranco e pegou fogo.

Região do Moitão e Fazenda São José – De acordo com os estudos, o fogo começou devido à prática de retirada de mel de abelhas silvestres, em uma região de mata fechada conhecida como Moitão. Vestígios indicam a queima de raízes para o uso de fumaça a fim de retirar os favos de mel.

Rodovia Helder Cândia (próximo ao Brasil Beach) – As causas foram dadas como incêndio propagado por faísca de fiação elétrica de alta tensão.

Lorena Bruschi | Secom-MT

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Frigorifico deve inaugurar nos próximos dias filial para abater inicialmente 360 animais por dia em Cáceres

Publicado

Sinézio Alcântara – Expressão Notícias

Uma das maiores empresas produtoras de proteínas animal da região Norte do país, o Frigorífico Santo Afonso do Acre – Frisacre começa a investir, em Mato- Grosso. Com matriz em Rio Branco, no Acre (AC) a empresa deverá inaugurar, na primeira quinzena do mês de julho, sua mais nova filial, em Cáceres.
A previsão será abater, inicialmente, 160 animais por dia, podendo chegar a até 360 cabeças, nos primeiros anos de produção. Localizado na região do Tarumã, a 18 quilômetros do perímetro urbano do município – antigo abatedouro 3-M -, o empreendimento irá gerar, a princípio, 100 empregos direto.

  Toda estrutura, do antigo abatedouro, conforme o gerente-geral José Fernandes Vilarindo, o Vila, está sendo reformada e ampliada, para atender as normas técnicas e demandas da empresa.
“Estão sendo ampliados e remodelados os currais, para recepção de animais, as salas de máquinas, o telhado, refeitório e os espaços para armazenamento e congelamento, assim como o isolamento das tubulações” afirma acrescentando que, 30 pessoas trabalham mais de 12 horas por dia para concluir a reforma.
Ressaltou ainda Vila, que todo procedimento está sendo realizado, em conformidade com as normas e exigências sanitárias, visando a garantia da segurança dos funcionários e demais integrantes da empresa, em razão da pandemia do coronavirus.
A princípio, conforme o gerente, a proposta do Frisacre, será atender o mercado regional para, posteriormente, expandir para as demais regiões do país. Enfatizou ainda que, serão inicialmente, 100 funcionários diretos. No entanto, esse número deverá publicar com o advento das desossas.
Em visita a sede da empresa, o vereador Franco Valério (Pros) se comprometeu a viabilizar junto a administração municipal, a melhoria e sinalização das ruas que dão acesso ao frigorífico.
“Temos que agradecer e proporcionar condições de trabalho para as pessoas que estão acreditando em Cáceres até porque serão gerados empregos e renda para o município. Vou apresentar indicação solicitando à prefeitura para que melhore o encascalhamento e elabore a sinalização das ruas que dão acesso ao frigorífico”.

Comentários Facebook
Leia mais:   Prefeitura de Cáceres vacina quem tem 57 anos, sem comorbidades, nesta quinta-feira,17
Continue lendo

Cáceres e Região

Seeg Fibras sorteará uma Alexa durante live nesta segunda-feira (21) e comemora nova fase da empresa

Publicado

Assessoria

O suspense vai acabar! Nessa segunda dia 21 à partir das 08:30 da manhã, a SEEG FIBRAS vai revelar uma nova fase da empresa. Os sócios Júlio Pedrosa e Henrique Matias já adiantaram que estão muito ansiosos e gratos por esse novo momento da empresa, tendo em vista que estamos nos aproximando do período das queimadas, que em 2020 causou grandes transtornos e prejuízo para todos.

É extremamente importante salientar que, a Seeg Fibras não mediu esforços para também se adaptar a esta nova realidade que a Pandemia trouxe. Foram muitos projetos, estudos e muito empenho para que a empresa pudesse garantir uma internet de qualidade para todas as pessoas.

“Gostaríamos de comemorar esse momento com uma grande festa, mas infelizmente nesse tempo de pandemia, não podemos nos aglomerar, por isso, faremos o que a Seeg sempre faz de melhor, aproximar as pessoas mesmo estando longe, então nosso evento será virtual, faremos uma LIVE com transmissão ao vivo pelo Instagram(@seegfibras), nessa próxima segunda feira dia 21/06 as 8:30hs.”

Leia mais:   Mato Grosso apresenta reduções de homicídios dolosos, feminicídios, roubos e furtos

Como sempre inovando em tecnologia, a Seeg Fibras vai sortear uma ALEXA, isso mesmo, uma assistente virtual controlada por voz de última geração, para quem estiver assistindo a LIVE, e para concorrer é bem simples, basta dar um Print na live -> postar no stories -> marcar o perfil o perfil @seegfibras.”

Já estamos há apenas 3 dias do evento, muitas pessoas estão curiosas para saber o que a empresa está preparando, os Sócios garantem que todo esse mistério vai valer a pena, é um sonho que se realiza, tanto para eles quanto para todos os clientes.
Ainda acrescentaram que toda essa nova fase virá com uma oportunidade de contratação jamais vista em nossaregião, o que nos resta é aguardar ansiosamente a próxima segunda feira dia 21/06.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana