conecte-se conosco


Cáceres e Região

Defensoria Pública e Todimo entregam 18 toneladas de alimentos à famílias carentes

Publicado

As entregas serão feitas para pessoas em situação de vulnerabilidade alimentar de 12 municípios de Mato Grosso ao longo de todo o dia por defensores, servidores e integrantes da empresa

Uma parceria inédita entre a Defensoria Pública de Mato Grosso e a empresa Todimo Materiais de Construção suprirá a necessidade pontual de sustento de 1.210 famílias carentes, de 12 municípios mato-grossenses, neste sábado (23/5). Catadores de resíduos sólidos, mulheres vítimas de violência, grupos de apoio a travestis e transsexuais, entidades religiosas e pessoas necessitadas receberão mais de 18 toneladas de alimentos por meio de cestas básicas.

A iniciativa nasceu a partir de um desejo comum, entre a empresa e o órgão, de ajudar pessoas que, mesmo antes das restrições impostas pela pandemia do coronavírus, já viviam em dificuldades alimentares, explica o defensor público-geral, Clodoaldo Queiroz. Um projeto piloto foi posto em prática no final de semana passado, em Cáceres, e a partir da experiência, os parceiros perceberam que a iniciativa era segura e necessária.

Mãos à Obra – A Todimo comprou as cestas, a Defensoria Pública fez a seleção das famílias e ambos organizaram uma estrutura para fazer as entregas, respeitando as regras sanitárias, nos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Sinop, Tangará da Serra, Cáceres, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Primavera do Leste, Barra do Garças, Pontes e Lacerda e Nova Mutum. Todas cidades onde a empresa tem uma filial instalada.

“As pessoas estão sendo afetadas de modo geral pelo coronavírus e pelos efeitos do isolamento social. Mas aquela parte da sociedade que, em situação de normalidade, já é a mais vulnerável, torna-se a maior vítima também neste momento. Por isso, não basta à Defensoria atuar apenas cuidando da defesa judicial da população carente do estado. A Todimo teve a iniciativa, nos procurou e agradecemos pela confiança e reconhecimento do nosso trabalho, o que possibilitará a ajuda para milhares de pessoas”, afirma o defensor público-geral.

Leia mais:   Cáceres recebe cinco respiradores mecânicos e estoque de hidroxicloroquina para combate Covid-19

A maior parte das cestas será distribuída em Cuiabá, 330. Dessas, 185 irão para a Cooperativa de Catadores de Resíduos Sólidos, a partir das 14h, com auxílio de defensores públicos, servidores e da representantes da empresa. O presidente da Associação dos Catadores, Tiago Silva Duarte, explica que toda ajuda é sempre bem-vinda.

“Ficamos muito agradecidos a todos que estão nos ajudando. Receber a notícia de que as famílias daqui teriam essas cestas nos deixou muito gratos, pois elas vão suprir nossas necessidades. Os catadores conseguem uma renda média mensal de R$ 500. Quem trabalha recebe marmita da prefeitura, mas as nossas famílias permanecem em casa e essa comida irá nos ajudar muito, a alimentação já está muito mais cara e o nosso serviço, mais barato”, afirma.

Em Cuiabá os alimentos ainda serão distribuídos para mulheres vítimas de violência pelo Núcleo da Defesa da Mulher (Nudem), no período da manhã, para a Paróquia Divino Espírito Santo, à tarde, e para famílias atendidas pelo Núcleo Cível. “Vou trabalhar nessa ação e, Nossa Senhora, o que posso dizer, será com muito amor, pois ela enche o coração e a barriga de quem recebe e mais ainda de quem doa”, afirma a defensora pública Kelly Christina Otácio.

Leia mais:   Mato Grosso registra 14.654 casos e 556 óbitos por Covid-19

A secretária executiva da DPMT, Luziane Castro, afirma que a dinâmica de distribuição seguirá a mesma lógica nas cidades do interior, onde cada coordenador de núcleo selecionou as famílias mais carentes e organizou a forma de entrega. Algumas receberão em casa, outras, em pontos fixos, com hora marcada para a retirada. “A satisfação de poder contribuir nesse momento tão difícil com a subsistência de mais de 1.000 famílias é tão gratificante que exclui qualquer dificuldade, porventura encontrada”, avalia.

A cesta é composta por alimentos básicos tais como arroz, feijão, leite, óleo, açúcar, farinha de trigo, bolachas, macarrão, café, farinha de milho, molho de tomate e outros itens tidos como essenciais. “A Todimo financiou as cestas e nós estamos levando este lenitivo àquelas pessoas que estão em maior grau de vulnerabilidade neste momento, muitas delas que sequer o auxílio estatal conseguiram receber”, avalia o defensor público-geral.

Todimo – Os diretores da Todimo afirmam que atuam há 37 anos em Mato Grosso e gostariam de ajudar aqueles que residem nas cidades onde eles prosperaram e que passam por necessidades em decorrência das restrições impostas pela pandemia.

“Procuramos a parceria da Defensoria Pública por acreditar na Instituição, na integridade do trabalho do órgão e por saber que ele tem contato com as pessoas que realmente precisam. Voltamos a lembrar e pedir que outras empresas que tiverem disponibilidade, juntem-se a nós na iniciativa, procurem o órgão e indiquem como podem ajudar”, disse um dos diretores da empresa, Sérgio Bandeira.

Márcia Oliveira | Assessoria de Imprensa da DPMT

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Pró-Saúde abre vagas de emprego no Hospital São Luiz

Publicado

Assessoria – Pró-saúde

O Hospital São Luiz (HSL), unidade própria da Pró-Saúde, em Cáceres (MT), está com vagas temporárias abertas para o cargo de técnico em Enfermagem. São 12 vagas e os interessados devem cadastrar o currículo no site da entidade (https://www.prosaude.org.br/trabalhe-conosco).

Para se candidatar ao cargo é necessário ter curso técnico em Enfermagem e registro ativo no Conselho de Classe.

Como se inscrever

No site da Pró-Saúde, os interessados devem acessar o menu “Trabalhe Conosco” e, em seguida, acessar a opção “Conheça nossas oportunidades”. Clique na vaga desejada e realize a inscrição.

Para concluir o processo, os candidatos devem realizar o cadastro no Portal VAGAS, plataforma externa reconhecida no mercado e que proporciona transparência ao processo.

Sobre a Pró-Saúde

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de serviços de saúde e administração hospitalar há mais de 50 anos. Seu trabalho de inteligência visa à promoção da qualidade, humanização e sustentabilidade. Com 16 mil colaboradores e mais de 1 milhão de pacientes atendidos por mês, é uma das maiores do mercado em que atua no Brasil. Atualmente realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 Estados brasileiros — a maioria no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Atua amparada por seus princípios organizacionais, governança corporativa, política de integridade e valores cristãos.

Leia mais:   Mato Grosso registra 14.654 casos e 556 óbitos por Covid-19

Comunicação – Pró-Saúde (11) 2238-5572
(11) 94190-5793 (plantão)
comunicacao@prosaude.org.br www.prosaude.org.br

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Produto desenvolvido por servidor do IFMT Cáceres é primeira patente internacional de MT com ideia protegida em 153 países

Publicado

Assessoria

Uma válvula hidráulica que otimiza o uso do chuveiro, desenvolvida pelo engenheiro civil Luiz Souza Costa Filho do Instituto Federal de Mato Grosso, IFMT Campus  Cáceres – Prof. Olegário Baldo,  é o primeiro produto inovador de instituições de pesquisa e ensino superior pública de Mato Grosso com direitos autorais de criação protegidos em mais de 150 países, por meio de Tratado Internacional de Cooperação em matéria de Patentes.

Fruto de pesquisa de doutorado de Luiz pela Universidade Estadual de Campinas, Unicamp, com orientação do professor José Gilberto Dalfré Filho e coorientação do professor Paulo Vatavuk, o produto, apresenta, entre as inovações, economia para instalação, conforto aos usuários e aspectos ergonômicos que favorece a acessibilidade para pessoas com deficiência.

“Nosso propósito de pesquisa era criar algo que pudesse ter utilidade para as pessoas. A ideia já estava protegida como patente no âmbito nacional com o depósito realizado no final de 2019 no Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI. Nesse processo de internacionalização, estamos muito felizes por ajudar o IFMT a se tornar a primeira instituição educacional pública de Mato Grosso na abertura desses caminhos”, afirma o engenheiro.

Leia mais:   Grupo Juba lança campanha de prevenção e combate ao Corona vírus

O depósito internacional de patente, realizado pela Agência de Inovação Tecnológica do IFMT, assegura proteção da invenção em países dos cinco continentes que são signatários do tratado de cooperação, a exemplo dos Estados Unidos, Cuba, Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Espanha, França, Itália, Reino Unido, Indonésia, Nova Zelândia, Israel, Angola, Emirados Árabes, Egito, Japão, Índia, República da Coréia, Turquia e China.

“Essa é a primeira patente internacional registrada pelo IFMT e também a primeira patente de Mato Grosso entre instituições públicas de ensino superior. Um processo e um avanço bastante importante para o nosso IFMT por meio da Agência de Inovação Tecnológica que trabalha no sentido de registro e proteção das nossas propriedades intelectuais e de acompanhar e divulgar o trabalho realizado pelos nossos pesquisadores”, comemora a coordenadora da Agência de Inovação Tecnológica do IFMT, Silvana Santos da Cruz.

Com a proposta de produção em larga escala e disponibilidade do produto no mercado, pesquisador e instituições estão em diálogo com uma empresa especializada e uma das líderes do segmento na produção de metais sanitários no Brasil, para licenciamento da patente.

Leia mais:   MT inicia fase ostensiva de enfrentamento a incêndios florestais

Educação  Pública

Com 32 anos de profissão, Luiz é egresso da antiga Escola Agrotécnica Federal de Cáceres, hoje campus do IFMT, onde cursou o ensino médio e retornou, em 2010, após aprovação em concurso público para engenheiro civil. Ele é um dos primeiros servidores do quadro técnico-administrativos da instituição com incentivo à qualificação para doutorado.

Para Luiz, a projeção internacional e conquistas no âmbito da inovação tecnológica é um grande desafio que depende sempre de investimento em educação pública de qualidade, com incentivo à pesquisa e ao desenvolvimento da ciência.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana