conecte-se conosco


Policial

De Bem Com a Vida promove palestra de prevenção a violência contra professores em Alto Boa Vista

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Cerca de 150 alunos da rede pública de ensino participaram de uma ação do programa “De Bem Com a Vida”, da Polícia Judiciária Civil, no município de Alto Boa Vista, na quarta-feira (13.03).

A “Roda de Conversas” destinada a adolescentes e adultos do ensino médio da Escola Estadual Professor João Resende, aconteceu durante o período noturno, com objetivo de conscientizar os participantes a respeito do uso de armas brancas no ambiente escolar.

O ato contou com a participação de todos os professores e alunos presentes na escola, onde foi abordado principalmente o tema: Respeito ao Professor e ao próximo.

O trabalho extracurricular foi proposta aos alunos, após professores relatarem que estão se sentindo constrangidos ao desenvolverem suas atividades, devido as ameaças que sofrem dentro da sala de aula.

Após a realização da palestra, vários alunos entregaram aos investigadores de polícia alguns canivetes, comprovando com isso a eficácia e eficiência na realização da conversa. Os professores ficaram satisfeitos com o evento e afirmaram que se sentem mais seguros em desenvolver seus trabalhos.

Leia mais:   Agressor é preso após agredir companheira dentro de delegacia em Poconé

Os policiais civis orientaram os professores a registrar Boletim de Ocorrência quando ocorrerem situações de ameaça, agressão entre outras, no ambiente escolar e se coloram a disposição da instituição de ensino.

A atividade faz parte de uma programação que é desenvolvida pela Polícia Judiciária Civil de Alto Boa Vista, com intuito de prevenir a ocorrência de crimes, principalmente no ambiente escolar e proximidades.

A ação foi desenvolvida pelos policiais civis, Marcelo Silva Souza, Junio Dias Costa e Wilkens Cleber de Castro, sob orientação do Delegado de Polícia Marcello Henrique Maidame.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Pai suspeito de abusar sexualmente de duas filhas é preso em Juara

Publicado

Assessoria | PJC-MT

O pai de 39 anos suspeito de abusar das filhas de  11 e 13 anos, foi encaminhado para audiência de custódia, nesta terça-feira (23), no Fórum de Juara (709 km a Médio-Norte). A prisão dele ocorreu na segunda-feira (22) após Polícia Civil ser procurada pela mãe das meninas para relatar a suspeita de abuso sexual.

No celular de uso comum com o companheiro, a mãe das garotas descobriu uma imagem da filha de 11 anos, dormindo com órgãos sexual amostra e sendo tocada pelo próprio pai, com conotação de abuso sexual.

Com base nos indícios, a Polícia Civil instaurou procedimento de apuração e confirmou que a irmã mais velha, de 13 anos, também era abusada sexualmente. A adolescente contou que desde os 6 anos era abusada sexualmente pelo pai e há cerca de 3 meses teria sofrido reiterados abusos.

O suspeito foi levado até a Delegacia de Polícia, e durante interrogatório gravado, admitiu ter feito as fotografias e apesar de negar  que teria estuprado a filha mais velha, admitiu que há cerca de quatro meses, sob o pretexto de ensiná-la pilotar uma motocicleta, a  levou para local ermo da cidade e, ainda em via pública, a fez praticar sexo oral nele até que ejaculasse.

Leia mais:   Senasp terá nova plataforma de ensino à distância

O delegado de Juara, Carlos Engelmann, informou que diante das provas colhidas foi representado pela prisão preventiva do investigado e a medida deferida pelo juízo da Terceira Vara da comarca.

No mesmo dia o suspeito teve a prisão cumprida. Ele passa por  audiência de custódia e em seguida será encaminhado à cadeia pública de Juara.

O inquérito policial será concluído no prazo de 10 dias.

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Ação integrada prende sete por envolvimento em ataque a Base da PM

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Nove pessoas suspeitas de envolvimento no ataque a Companhia da Polícia Militar de Vila Bela da Santíssima Trindade (521 km a Oeste) foram identificadas e sete estão presas por participação nos disparos, que quase feriram gravemente um militar, que teve um dos tiros alojado no colete balístico, na região das costas, no domingo (21.07).

Estão presos Vinicius Gabriel Barros Gois Silva, 18, Junior César Solis Coelho, 20 pelo crime de tentativa de homicídio. Outros cinco: José Carlos Coelho, 40, (pai de Junior César que também responderá por tráfico), Menegildo Benites Garcia, 27, Bruno Monteiro de Souza, 35, os irmãos Alessandro Rodrigues Prudêncio, 22 e Douglas Rodrigues Prudêncio, 24,  pelos crimes tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas.

Os disparos contra os agentes de segurança ocorreram durante festividades na cidade, em que estava havendo também uma operação integrada das forças policiais, com reforço no policiamento para prevenção e segurança dos moradores.

Foram seis disparos efetuados na base da PM, em retaliação a uma situação de tumulto contida pelos militares, durante a festa do Congo, que  tiveram que usar gás lacrimogêneo para cessar uma confusão gerada após uma pessoa jogar uma garrafa de vidro em direção aos policiais que faziam a segurança do evento.

Leia mais:   Agressor é preso após agredir companheira dentro de delegacia em Poconé

Na Base da PM foram recolhidos projeteis e observados dois pontos de impactos no portão metálico e marcas em uma árvore e uma lixeira. Os locais foram periciados pela Politec e pelos vestígios deixados no local foi possível averiguar que o atirador efetuou os disparos do alto de uma construção, em um terreno nos fundos da Companhia da PM.

O delegado de Vila Bela, Maurício Maciel Pereira Junior, disse que imagens dos circuitos de segurança de empresas nas proximidades identificaram duas pessoas em uma motocicleta, passando em frente à Base da PM, por volta das 5h20. “Elas estacionam em frente à construção e minutos depois são efetuados os disparos contra os militares dentro da Base”, disse.

Seguindo o trajeto da motocicleta, policiais civis e militares passaram a realizar buscas pelos pontos de fuga da motocicleta com os dois ocupantes e mais tarde já com a numeração da placa do veículo foi irradiado a todos os policiais da região, que acabaram realizando a detenção de Vinicius Gabriel Barros Gois Silva, 18.

Leia mais:   Polícia Civil cumpre quatro buscas em operação de repressão a roubos de veículos

Ao ser preso, o jovem alegou ter emprestado o veículo na madrugada de domingo (21). Mas sua compleição física é compatível com as imagens recolhidas sobre o ataque. 

Dois dos suspeitos (Alessandro e Douglas) foram presos após saírem da casa de Junior César, em fuga com uma motocicleta. Os demais suspeitos (Bruno, José Carlos, Menegildo e Junior César) foram abordados em uma casa onde foram apreendidos mais de 54 gramas de maconha, um pé da planta entorpecente, cinco cápsulas calibre 38 deflagradas, 2 balanças de precisão, balaclava, carregadores, celulares, rádios comunicadores, duas motocicletas, uma caminhonete S10, uma picape Fiat Strada, entre outros.

As investigações continuam para prisão de outros integrantes do grupo criminoso.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana