conecte-se conosco


Mato Grosso

Crédito do Pronaf auxilia pecuarista na construção de curral e formação de pastagens

Publicado

Os técnicos da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) do município de Campo Verde (131 km ao Sul de Cuiabá) elaboraram, nos últimos nove meses, 19 projetos de crédito rural para custeio e investimento no valor total de R$ 1,3 milhão. O produtor rural José Mesquita, 63 anos, financiou pela primeira vez recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) para construção de um curral e formação de pastagens numa área de três hectares.

No Sítio Descanso de Maria, localizado no Assentamento Rural Santo Antônio da Fartura, o pecuarista possui uma área de 23 hectares e financiou recursos na ordem de R$ 26.500,00. A atividade principal é a pecuária de leite e desde 2006, ou seja, há 13 anos, o produtor vem tentando construir um curral para facilitar o manejo do gado. Hoje o rebanho é formado por 28 animais da raça Girolanda com uma produção de 20 litros de leite por dia. O trabalho é realizado em conjunto com a sua esposa, a produtora Sueli Mesquita, que fabrica queijos e doces com a produção de leite.

Leia mais:   Tratamento da sífilis é gratuito e está disponível na Rede Pública de Saúde

O novo curral vai facilitar o manejo do gado leiteiro.

Os produtores também possuem criação de galinhas e suínos, e pomar com o cultivo de poncã e coco verde.  O produtor Mesquita fala que trabalhou como empregado em outras propriedades rurais, e agora que é dono de uma área, sente vontade de melhorar e crescer a cada dia. “Diante da facilidade do acesso ao crédito rural, fiquei empolgado e pretendo buscar novos recursos para melhorar ainda mais o nosso dia-a-dia. Hoje sei que é possível”, enfatiza.

De acordo com Ana Carla, para realização do projeto de crédito é verificada na propriedade a viabilidade técnica. Ela explica que a assistência técnica e extensão rural é uma atividade obrigatória nos projetos financiados pelo Pronaf. Esse tipo de linha de crédito é concedido as famílias beneficiárias do Programa Nacional de Reforma Agrária (PNRA), Programa Cadastro de Terras e Regularização Fundiária (PCRF) e Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF), enquadradas nos Grupos “A”.

De acordo com Vidotti, no Pronaf A o prazo para pagamento do financiamento pode chegar a até 10 anos, com até três anos de carência, de acordo com a atividade e com o projeto técnico. A taxa de juros é de 0,5 % ao ano, e com desconto de 43,39% sobre cada parcela quitada na data do vencimento.

Leia mais:   Educadores discutem melhorias para escolas indígenas de Mato Grosso

O município de Campo Verde tem aproximadamente 2.000 famílias de agricultores familiares que recebem assistência técnica da Empaer e da Secretaria Municipal de Agricultura.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook

Mato Grosso

Intermat regulariza quatro bairros de Nova Xavantina e entrega 156 títulos

Publicado

Moradores do município de Nova Xavantina (652 km distante de Cuiabá) receberam 156 títulos definitivos do Insituto de Terras de Mato Grosso (Intermat) na tarde desta sexta-feira (21.02), na Câmara Municipal. A entrega foi resultado da regularização fundiária urbana de quatro bairros, a Cohab Jardim Tropical I e II, que teve 58 casas registradas, e os conjuntos habitacionais Meu Lar e Morar Melhor, com 98 títulos.

Para o presidente do Intermat, Francisco Serafim de Barros, a titulação de áreas é um importante mecanismo de desenvolvimento regional das cidades, e está sendo a prioridade do governo de Mato Grosso destravar a regularização fundiária que é de competência do Estado.

Todos os títulos entregues são registrados em cartório, de forma gratuita aos beneficiários, com o objetivo central de garantir a posse legal definitiva do imóvel ao proprietário. A regularização foi feita em parceria com a prefeitura municipal de Nova Xavantina.

“Ter o documento legal de propriedade da sua casa traz dignidade para as pessoas, que passam a ter o seu direito reconhecido. Estamos levando os esforços de regularização do Intermat para as cidades do interior com o objetivo central de resolver o problema dessas pessoas, que aguardam há muitos anos para ter o seu direito reconhecido”, conta o presidente.

Leia mais:   Educadores discutem melhorias para escolas indígenas de Mato Grosso

Conforme o diretor de Regularização Fundiária Urbana, Robinson Pazetto Junior a necessidade da população de regularização é antiga, o processo de regularização da extinta Companhia de Habitação Popular (Cohab/MT) aguardava ao menos 25 anos para ser concluído.

“Fico feliz e honrado por fazer parte deste momento que está beneficiando tantas famílias, que querem o seu imóvel, e que estão recebendo o título devidamente registrado, dando segurança jurídica, acesso a dignidade e à moradia de uma forma segura. Agradeço de antemão a Prefeitura pelo serviço que ajudou o Intermat a desemprenhar, agradeço à Câmara de Vereadores que sempre se mostrou disposta a tocar a regularização de modo prioritário. Agradeço também a todos os servidores públicos do município”, afirma Pazetto.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Municípios da região de Tangará da Serra são beneficiados com obras em rodovias

Publicado

Vários municípios da região de Tangará da Serra, como Arenápolis, Barra do Bugres, Denise, Diamantino, Jangada, Nova Marilândia, Nortelândia e Tangará da Serra, onde residem mais de 200 mil pessoas, estão recebendo, desde o ano passado, uma série de obras nas rodovias estaduais que os circundam.

“Estamos pavimentando, restaurando e conservando trechos que começam em Jangada e vão até Itanorte. Já estamos fazendo a chamada para a rodovia entre Santo Afonso e Tangará da Serra e trabalhando na recuperação da Serra de Deciolândia. Toda a região está sendo beneficiada pelo Governo Mauro Mendes”, explica o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira.

Entre Jangada e Barra do Bugres, por exemplo, a restauração e revitalização do trecho de 45 km da MT-246, entre o rio Currupira e Barra do Bugres já está quase concluída. Segundo dados da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), faltam apenas 10% para o seu término, enquanto os trabalhos no trecho de 35 km entre o rio Currupira e Jangada estão com 57% de execução.

Leia mais:   Sefaz conclui pagamento dos prêmios do Programa Nota MT

A revitalização da MT-358, entre Tangará da Serra e Itanorte, está com 68% dos trabalhos realizados; mais da metade (53%) da restauração de 47,8 km da MT-240, entre Arenápolis e o distrito de Novo Diamantino, pronta; e 35% da operação tapa buracos e roçada do trecho entre Barra do Bugres e Tangará da Serra (nos entroncamentos entre a MT-358 e MT-343), feitos.

Os 60 quilômetros da MT-343 entre o distrito de Assari e Denise, cuja restauração é aguardada há mais de cinco anos por mais de 10 mil moradores que dela se beneficiarão diretamente, já está com mais de um terço executado.

No trecho de 4,2 km da Serra de Deciolândia, estão sendo executados trabalhos de contenção e de recuperação de dispositivo de drenagem. Também foi sinalizado. Segundo equipe técnica da Sinfra, o resto da rodovia até a BR-364, aproximadamente 14 km, está sem buracos e com sinalização vertical e horizontal, enquanto em outro trecho, de 17 km entre o perímetro urbano de Tangará da Serra e o rio Sepotuba, a operação tapa-buraco foi concluída.

Leia mais:   Governo publica edital para reforma e ampliação do Hospital Adauto Botelho

Governo parceiro

Para o prefeito de Barra do Bugres, Raimundo Nonato Sobrinho, o governador Mauro Mendes tem sido “nosso grande parceiro. Com apenas um ano de sua administração, temos uma estrada ligando Barra do Bugres a Jangada que está uma maravilha. Hoje vamos a Cuiabá com menos de duas horas de viagem. As obras entre Barra do Bugres e Denise estão sendo executadas e o trecho entre Barra do Bugres e Tangará da Serra está sendo todo recuperado. Sem falar no empenho do governador em concluir o asfalto entre Barra do Bugres e Cáceres”.

Representante da região, o deputado estadual Dr. João diz que todas estas obras são uma grande conquista e põe fim ao sofrimento da população que ansiava por elas. “Em meu primeiro ano de mandato, articulei junto ao Governo do Estado a autorização de R$ 104 milhões para investir na região, cujas rodovias estavam repletas de buracos. Muitas estavam abandonadas e foram retomadas pela atual administração”.

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana