conecte-se conosco


Política

Credenciamento de médicos legistas vai beneficiar Campo Verde e Guiratinga

Publicado

Durante a reunião, o parlamentar lembrou que já fez indicações nesse sentido para que o Governo do Estado reforce o efetivo da Politec das regionais de Primavera do Leste, que atende Campo Verde; Rondonópolis, que atende Guirantiga; e Guarantã do Norte, que atende Peixoto.

Foto: SANDRA LUCIA RODRIGUES COSTA

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) se reuniu na terça-feira (15), com o secretário de Estado de Segurança Pública (Sesp), Alexandre Bustamante, e o diretor-geral da Polícia de Identificação Técnica (Politec), Rubens Okada, para tratar da falta de médicos legistas em alguns municípios mato-grossenses, entre eles, Campo Verde e Guiratinga. A informação do governo é que em breve será lançado um edital para o credenciamento de médicos para atuarem como legistas em 17 municípios.

Durante a reunião, o parlamentar lembrou que já fez indicações nesse sentido para que o governo do estado reforce o efetivo da Politec nas regionais de Primavera do Leste que atendem Campo Verde; Rondonópolis, que atende Guirantiga; e Guarantã do Norte, que atende Peixoto. Em Primavera, são dois papiloscopistas e nove peritos para atenderem cinco cidades e distritos. Já em Rondonópolis, o deputado ainda ressaltou a necessidade de viaturas/caminhonete para a Politec, bem como a falta de efetivo, hoje no número de 20, incluindo os que realizam serviços administrativos na sede para atender 23 municípios.

Leia mais:   Dr. Eugênio faz indicações ao Executivo para aquisições de ambulâncias a municípios do Araguaia

“Na regional de Guarantã, que compreende seis municípios, há hoje apenas três médicos legistas, número não suficiente, uma vez que tem meses que apenas um deles está trabalhando e cada médico só atende 10 dias seguidos. Nos outros dias, as ocorrências têm que serem encaminhadas para a regional de Sinop, localizada a 250 quilômetros de distância”, explicou o deputado.

No encontro, também estiveram presentes os representantes da sociedade civil de Matupá e Peixoto de Azevedo, respectivamente, Sérgio Lader e João Manica, que relataram a situação crítica que a população vem sofrendo por falta desses profissionais. Eles comentaram de situações que já ocorreram na região, onde a realização de um exame de corpo de delito em vítima viva ou morta chegou a ser realizado em Sinop e demorou até dois dias para liberação do corpo devido à distância a ser percorrida.

Lembrando que, o trabalho de um médico legista não se resume apenas em exames de necropsia, feitos em mortos, mas, sim, também de exames em vivos, principalmente aqueles feitos em vítimas de violência doméstica ou sexual e até casos de lesão corporal. “Noventa e cinco por cento dos atendimentos dos legistas são feitos em pessoas vivas”, afirmou Okada.

Leia mais:   Governo garante estudo de viabilidade de UTI’s em Pontes e Lacerda

Após ouvir as demandas, o secretário Bustamante informou que, em breve, será aberto um credenciamento de médicos para atenderem como legistas em 17 municípios de Mato Grosso. Atualmente, 22 municípios têm médicos nas unidades de Politec espalhados pelo estado. Os profissionais não terão vínculo empregatício e prestarão serviços de perícias criminais. Entre os municípios beneficiados com o credenciamento, que deverão ter a sua disposição médicos dessa especialidade, estão Guiratinga e Campo Verde.

“Infelizmente, Peixoto de Azevedo não será beneficiado diretamente com o credenciamento. Porém, como Colíder terá credenciamento, será uma forma de minimizar o problema. Já que, em caso de não ter médico legista em Guarantã, os legistas credenciados de Colíder poderão atender Peixoto e região, sem precisar se deslocar 250 quilômetros até Sinop para a realização de algum exame”, finaliza Bustamante.  

Comentários Facebook

Política

Moradores reivindicam iluminação pública a Faissal

Publicado

Atendendo à demanda trazida por moradores dos bairros Real Parque e Residencial Jardim Pauliceia, o deputado Faissal Calil (PV) apresentou, na sessão plenária de quarta-feira (27) da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), uma indicação que será encaminhada à Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (SINFRA), solicitando a necessidade de iluminação na Rodovia Palmiro Paes de Barros.

O parlamentar ressaltou que a falta de iluminação em vias públicas gera insegurança e facilita a ação de criminosos. “Recebi muitas reclamações em razão da falta de iluminação nesse local, o que tem gerado insegurança e transtornos não só aos moradores da região mas a todos que transitam por ali. Sem contar que a escuridão facilita a ação de criminosos que aproveitam para cometer assaltos e outros delitos”, justificou Faissal.

A iluminação também proporcionará melhor visibilidade ao trecho, de forma a propiciar qualidade no trânsito e segurança para aqueles que trafegam pela rodovia.

Comentários Facebook
Leia mais:   AGU e deputado federal farão reunião com associações militares de MT contra ação da PGE
Continue lendo

Política

Lúdio questiona quantidade e qualidade de respiradores nas UTIs do SUS em Mato Grosso

Publicado

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

O deputado estadual e médico sanitarista Lúdio Cabral (PT) cobrou do governo de Mato Grosso estruturação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) anunciados para o Sistema Único de Saúde (SUS), para que eles sejam úteis no combate à pandemia da covid-19. Durante sabatina do secretário de Saúde, na sessão de quarta-feira (27), Lúdio destacou a necessidade de cada leito de UTI ter um respirador adequado para atender aos pacientes infectados pelo coronavírus.

“Para que um paciente grave da covid-19 tenha tratamento adequado, não basta ter um leito de UTI. Esse leito precisa de toda uma estrutura, de retaguarda, equipe e equipamentos. Isso inclui respiradores de especificação técnica adequada. O leito de UTI para covid tem que ter respirador, ou não será leito para covid”, alertou.

Lúdio explicou que o padrão nas UTIs são cinco respiradores disponíveis e dois reservas para cada dez leitos. “O governo estadual anunciou ter 302 leitos de UTI disponíveis para a pandemia. Se esses leitos que o governo anunciou seguirem o padrão, na verdade temos apenas metade do que foi anunciado, porque todos os pacientes graves da covid-19 precisarão de respiradores”, observou Lúdio.

Leia mais:   Deputados recebem Fórum Sindical para debater PEC 06/2020

Durante a sessão, o parlamentar fez diversos questionamentos ao secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, sobre o combate à pandemia da covid-19 em Mato Grosso. Porém, o secretário afirmou que não tinha as informações e muitas questões ficaram sem resposta. Por isso, Lúdio vai apresentar um requerimento para obter informações da Secretaria de Estado de Saúde.

Entre as perguntas feitas por Lúdio, e que serão repetidas no requerimento, está a quantidade de respiradores disponíveis no estado nas UTIs do SUS, bem como a especificação técnica desses respiradores. O deputado quer ainda dados sobre o tempo médio de internação e a taxa de mortalidade entre os pacientes da covid-19 internados em UTI no SUS em Mato Grosso.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana