conecte-se conosco


Policial

Coordenadoria de Polícia Comunitária participa de mutirão preventivo em Alto Paraguai

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Coordenadoria de Polícia Comunitária participou do “mutirão da prevenção” realizado na cidade de Alto Paraguai (228 km ao Sul), promovido pela Prefeitura do município, por meio do Conselho Tutelar e Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA).

O evento aconteceu em três dias, em ações direcionadas para quatro unidades escolares (sendo dois estaduais e duas municipais), alcançando mais de 930 pessoas atendidas.

Durante os  três dias  de atividades e festividades de cunho social, foram feitos ciclos de palestras, diálogos formativos e rodas conversas, junto aos alunos das escolas públicas de Alto Paraguai, com a participação dos educadores e pais.

A abertura do evento contou com a presença de autoridades civis e militares, profissionais de diversas áreas que atuam com o público infantojuvenil, representantes de várias secretarias municipais, Poder Legislativo e Judiciário.

A Conselheira Tutelar Keila, iniciou o encontro com uma dinâmica que envolveu os representantes do poder estatal e os munícipes, que acabaram criando uma rede de proteção, representando a busca da integração entre as autoridades e as famílias no cuidado e proteção das crianças e jovens.

A profissional também explicitou a preocupação com a prevenção ao uso e abuso de drogas lícitas e ilícitas especialmente por adolescentes do município.

Leia mais:   Autores de homicídio consumado na Capital e tentado têm prisão cumprida

Os policiais civis, Edmir Sena e Tatiane Castro, desenvolveram diversas atividades nas quatro escolas, sendo duas estaduais e duas municipais, com público que variou de 4 a 19 anos, matriculado na pré-escola até alunos do ensino médio, abordando diferentes temas como: Bullying, Ciberbullying, Violência nas Escolas, Gravidez na Adolescência, uso e abuso de Álcool, Cigarro e Drogas Ilícitas por adolescentes e jovens.

Ainda na ocasião a equipe da Coordenadoria de Polícia Comunitária, trabalhou outros temas de cidadania e projeto de vida.

Durante a apresentação, a investigadora Tatiane Castro (mulher e nascida naquele município) palestrou para as crianças, adolescente e os jovens, seus conterrâneos, sobre os benefícios da educação e do trabalho na formação do caráter e do desenvolvimento de uma carreira de sucesso.

“Temos que pensar nas escolhas que fazemos diariamente, pois estas escolhas vão definir quem seremos no futuro”, disse a policial civil.

Outro ponto de destaque no evento foi à participação do mascote “BomDog” do programa De Cara Limpa Contra as Drogas, que abrilhantou o mutirão com diversas aparições, momento em que despertou um grande amor e carinho, tanto por parte das crianças e até mesmo em adultos que participaram dos eventos.

Leia mais:   Polícia Civil apreende três veículos com som em alto volume em Vila Bela

O mutirão foi encerrado com evento esportivo, uma olimpíada municipal envolvendo os alunos das quatro escolas, oportunizando e estimulando a prática esportiva e todos os valores promovidos pelo esporte, como: espírito de superação, busca da excelência, espírito de equipe, respeito às regras e as pessoas, e a valorização do próximo. Reforçando tudo o que foi palestrado, debatido e abordado nos três dias do evento.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Derf Barra do Garças fecha o ano com redução dos índices de roubos e furtos na regiao

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Atuando no combate a crimes contra o patrimônio, como roubo, furto e receptação, a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Barra do Garças (509 km a Leste de Cuiabá) fecha 2019 com redução nos índices de criminalidade na região, demonstrando a eficiência do trabalho prestado ao longo do ano.

O balanço anual demonstra que em 2019, a Derf Barra do Garças instaurou 330 inquéritos e concluiu 545; realizou 1.601 oitivas; efetuou 50 prisões de pessoas suspeitas; cumpriu 48 mandados de buscas; além da apreensão de 47 munições, 6 armas de fogo e 15 veículos.

Ao longo do ano, foram deflagradas 13 operações policiais, sendo algumas integradas, provenientes das diligências investigativas conduzidas pela Derf de Barra do Garças, visando a elucidação de crimes, identificação e desarticulação de grupos criminosos atuantes na região.

Outro ponto de destaque, foi a recuperação do total de 18 toneladas de materiais de construção, além de mais de 100 cabeças de gado, oriundos a crimes de roubos e furtos. Também foram retiradas de circulação cerca de 20 quilos de entorpecentes.

Leia mais:   Veículos roubados em Pontes e Lacerda são recuperados em Vila Bela

As operações desencadeadas contaram com apoio das forças de segurança pública, como Polícia Militar de Mato Grosso, Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), Polícia Civil de Goiás, Polícia Militar de Goiás, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal.

Segundo dados do sistema  da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), as ações da unidade especializada no ano de 2019 resultaram na redução de 35% dos crimes de furtos e 34% dos crimes de roubos.

De acordo com o delegado titular da Derf, Wilyney Santana Borges Leal, os números demonstram que a Regional de Barra do Garças foi a que mais reduziu o crime de furto em todo Estado, ficando em segundo lugar na redução dos crimes de roubos.

“Todo trabalho só foi possível por uma atuação conjunta dos órgãos de segurança e também a uma ação firme do Ministério Público e Judiciário, os quais atenderam aos pedidos de cautelares formulados. Por fim é necessário destacar o profissionalismo, dedicação e motivação de todos os servidores da Derf no desenvolvimento das investigações”, destacou o delegado.

Leia mais:   Polícia Civil apreende três veículos com som em alto volume em Vila Bela

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil identifica grupo criminoso envolvido em roubos e homicídio em Sinop

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil avança nas investigações contra um grupo criminoso envolvidos em vários cries de roubos a comércios e propriedades rurais no município de Sinop (500 km ao Norte da Capital). O mesmo grupo seria responsável por um homicídio, ocorrido no último dia 07 de dezembro, em que o corpo da vítima foi carbonizado dentro de um veículo.

Os trabalhos resultaram na prisão de Douglas Rodrigo Neves dos Santos, apontado como um dos integrantes de quadrilha. Ele foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e munições e também estava com mandado de prisão em aberto por outro crime.

As investigações iniciaram para apurar diversos roubos realizados em estabelecimentos comerciais e imóveis rurais na região. De acordo com as investigações, os integrantes do grupo são extremamente violentos e utilizam armas de fogo para a prática dos crimes.

Segundo o delegado, Ugo Ângelo Reck Mendonça, o grupo é responsável por pelo menos 4 roubos ocorridos recentemente em Sinop e região.

Leia mais:   Veículos roubados em Pontes e Lacerda são recuperados em Vila Bela

“Eles praticaram o roubo a uma fazenda na cidade de Feliz Natal, ocorrido no dia 15 de novembro. Na ocasião, os criminosos subtraíram mais R$ 225 mil em produtos agrícolas que haviam chegado à propriedade no dia anterior”, disse o delegado.

Na ocasião, o gerente e um funcionário da fazenda foram rendidos pelos criminosos e obrigados a carregar o veículo com os defensivos. Durante as investigações, vários produtos roubados pelos suspeitos foram recuperados em ações da Polícia Civil e Militar.

Os produtos roubados foram localizados dias depois pela Polícia Militar, em uma casa no bairro Vila Santana, em Sinop, ocasião em que foram apreendidos 27 galões de 20 litros de veneno.

Na quarta-feira (11), os policiais da Delegacia Regional de Sinop realizaram buscas em uma residência, onde apreenderam diversos produtos roubados de propriedades rurais, como máquina de solda, compressores, cabos de energia, ferramentas e uma chave de veículo Landrover.

Homicídio

O grupo também estaria envolvido com o homicídio que vitimou, Augusto Marinho Ferreira, no último dia 07 de dezembro, quando o corpo da vítima foi encontrado dentro de um veículo carbonizado.

Leia mais:   Operação prende 12 pessoas e recupera mais de R$ 2 milhões em defensivos

A suspeita é que a vítima fazia parte do grupo e foi morta após uma discussão pela divisão dos bens. As investigações seguem em andamento pela Divisão Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) de Sinop. 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana