conecte-se conosco


Destaque

Coordenador diz que pesquisa da Versamune poderia estar adiantada se financiamento fosse mais ágil

Publicado

Por G1 Ribeirão Preto e Franca e Jornal Nacional

     O pesquisador da USP de Ribeirão Preto (SP), Célio Lopes Silva, disse nesta sexta-feira (26), que o estudo da vacina contra a Covid-19 Versamune®-CoV-2FC poderia estar adiantado se o financiamento do Governo Federal fosse mais ágil.

     “Nós demoramos um pouco para começar o desenvolvimento dela devido a falta de financiamento. Depois, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações entrou e financiou a vacina (…) Poderia ter adiantado pelo menos uns 3 meses, porque nós começamos o desenvolvimento do nosso projeto no fim de agosto, começo de setembro. Então, se a gente comparar com o desenvolvimento das outras vacinas, nós estamos chegando mais ou menos junto com as grandes empresas internacionais, dos grandes conglomerados farmacêuticos. Estamos só depende da liberação desse recurso pra começar o estudo clínico, mas já tem uma garantia que o ministério vai realmente liberar esse recurso”, afirmou o coordenador dos estudos da vacina.

     Após apresentação da Butanvac, governo se apressa e anuncia outra vacina contra Covid

     Em entrevista ao G1, Helena Faccioli, CEO da Farmacore, empresa brasileira que vai produzir a vacina em parceria com norte-americana PDS Biotechnology, afirmou que a fase pré-clínica teve um custo de R$ 3,8 milhões.

     Nas fases 1 e 2, que tiveram o pedido de autorização protocolado na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a estimativa de custo é de R$ 30 milhões e para a fase 3, mais abrangente, R$ 300 milhões.

     “Para a fase 1, a condicionante [para solicitar financiamento no edital] era que o projeto fosse submetido a Anvisa e tivesse condições para partir para fase clínica. Então, o recurso já estava todo articulado pelo MCTI, e agora nós vamos passar pra fase de contratação”, explicou.

     Helena Faccioli, CEO da Farmacore, que desenvolve vacina contra a Covid-19 em Ribeirão Preto (SP) — Foto: Chico Escolano/EPTV

Vacinas brasileiras

 

     O anúncio da Versamune foi feito na tarde desta sexta-feira em Brasília pelo ministro de Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, horas depois de o governador de São Paulo divulgar que pediria à Anvisa a permissão para o início dos testes clínicos da Butanvac, vacina criada pelo Instituto Butantan.

     O pedido do centro de estudos paulista foi feito nesta noite.

     As iniciativas do Butantan e do grupo citado pelo ministro da Ciência já eram monitoradas e estavam acompanhadas ainda de pesquisas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Proteína recombinante

A Versamune utiliza a tecnologia da “proteína recombinante”, a mesma utilizada, por exemplo, na vacina Novavax.

     Nesta técnica, pesquisadores cultivam em laboratório réplicas inofensivas da proteína que o novo coronavírus usa para entrar nas células do corpo.

     Depois de extraída e purificada, a proteína é embalada em nanopartículas do tamanho do vírus. No caso da Versamune, a nanopartícula foi desenvolvida pela PDS Biotech.

     “Pode controlar perfeitamente a transmissão da doença, que impede o vírus de entrar dentro da célula e mata as células que estão infectadas. Então, as pessoas que tem a infecção vão estar com todas as células destruídas e o vírus não vai se propagar”, explicou o Célio Lopes Silva.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Governo do Estado libera consumo de bebidas em bares, restaurantes e lanchonetes

Publicado

Por Lucas Rodrigues/Secom

O Governo de Mato Grosso atualizou as medidas restritivas contra o avanço da covid-19 no estado. As novas regras foram assinadas nesta sexta-feira (16.04) pelo governador Mauro Mendes e pelo secretário-chefe da Casa Civil Mauro Carvalho, e passam a valer imediatamente.

Entre as principais mudanças, está o horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais, que passa a ser das 5h às 22h, de segunda a sábado. Anteriormente, era permitido das 5h às 20h.

Nos domingos, fica mantido o horário de 5h às 12h, com exceção dos restaurantes, inclusive os de shopping centers, que poderão funcionar até 15h.

Outra alteração é em relação ao funcionamento de restaurantes e similares nas modalidades take-away (pegue e leve) e drive-thru, que poderá funcionar até 22h45. A regra anterior permitia até 20h45. Os serviços de delivery continuam autorizados a funcionar até 23h59.

Já o toque de recolher passa a valer a partir das 23h, e não mais após às 21h. Também passa a ser permitido o consumo de bebidas alcoólicas nos locais de venda, desde que restrito aos clientes sentados à mesa e respeitados os limites de capacidade e horário.

Leia mais:   Estacionamento dos servidores da ALMT será fechado a partir de segunda-feira (19)

Todas essas medidas terão que ser aplicadas em todo o estado, mesmo se a classificação de risco do município indicar normas mais brandas. As restrições terão validade enquanto a taxa estadual de ocupação de UTIs for superior a 85%.

Já as demais restrições serão recomendadas aos municípios com base na tabela de classificação de risco, em sintonia com as normas gerais.

As forças de Segurança irão atuar de forma a impedir qualquer tipo de aglomeração em todas as regiões.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Em Cáceres interinos assumem Agricultura, Educação e Saúde

Publicado

Assessoria

A prefeita Eliene Liberato Dias e o vice-prefeito Dr. Odenílson, deram posse a três novos secretários no final da tarde de sexta feira, (16), no Gabinete da Prefeitura Municipal de Cáceres. Na Pasta da Educação, em substituição a Laurenir Ramos Cebalho Ribeiro, assumiu Liamara Rodrigues da Silva.

A nova secretária é professora efetiva da Rede Municipal de Ensino, atuou como diretora na Escola Municipal de Educação Infantil “Madre Maria Estevão”, no período de 2017 a 2019, onde estava lotada. Por 30 dias, a contar de 14/04, estará em substituição à Laurenir, que se encontra de férias.

Na Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Econômico, em substituição a Corgésio Albuquerque, tomou posse Vilson Sato. Pecuarista e Assessor Parlamentar do Deputado Dr. Leonardo Albuquerque. A Enfermeira Elis Fernanda de Melo Silva, assume a Secretaria de Saúde interinamente, na vaga deixada pelo Dr. Sérgio Arruda. Elis é graduada em Enfermagem, com Pós Gestão Pública.

A prefeita disse que trocas são necessárias, agradeceu a colaboração dos antigos gestores das pastas e desejou um bom trabalho aos novos empossados.

Leia mais:   Projeto de lei inclui motoristas de ambulância e outros trabalhadores da saúde como prioritários na vacinação

“Ao cumprimentá-los e desejar as boas vindas, gostaríamos de dizer que foram escolhidos pela gestão, em função do excelente trabalho desenvolvidos no decorrer de suas vidas profissionais. Muitas vezes a oportunidade é dada apenas uma vez, e temos que nos esforçar ao máximo para segurá-la. Depositamos toda nossa confiança em vocês, que estarão ocupando talvez a três pastas mais importantes da nossa administração. Teremos sim muitos embates, porém com a união de todos, superaremos os obstáculos que aparecerem. Desejamos muito equilíbrio, garra, determinação, além da busca constante por resultados e alcance de metas. Por último, solicitamos que sempre considerem o lado humano em suas ações, além da honestidade e transparência com a coisa pública”, finalizou.

O vice prefeito Dr. Odenílson, que desejou boas vindas aos novos empossados, reforçou o fato de terem sido escolhidos, e destacou que deveriam se sentir orgulhosos de pertencer a uma Gestão que tem como Plano de Metas, trabalhar para dar o melhor para o povo de Cáceres, que a escolheu para traçar os destinos do município nos próximos quatro anos.

Leia mais:   Em entrevista, Botelho destaca ações de combate à pandemia

Os decretos de nomeação das Secretárias de Saúde e Educação, serão publicados no Diário Oficial Eletrônico dos Municípios de Mato Grosso, na edição do dia 19/04/2021. O Decreto de Vilson Sato foi publicado no dia

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana