conecte-se conosco


Policial

Condenado por estupro de vulnerável tem prisão preventiva cumprida na Capital

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um engenheiro civil foragido da Justiça pelo crime de estupro de vulnerável, foi preso pela Polícia Judiciária civil, na tarde de quinta-feira (15.08), na Capital, em ação da Gerência Estadual de Polinter e Capturas.

E.O.C. de 41 anos, conhecido como “Dema”, teve a ordem judicial de prisão preventiva decretada pela 14ª Vara Criminal da Comarca de Cuiabá, após ser condenado a pena de 12 anos de reclusão por estupro de vulnerável.

O procurado foi localizado e preso pelos policiais civis do Núcleo de Inteligência Operacional da Polinter, no bairro Nossa Senhora Aparecida.

Segundo apurado, E.O.C. tinha conhecimento da condenação pelo crime de violência e abuso sexual, cometido no ano de 2012, tendo como vítima uma menina, de 9 anos.

Para não ser descoberto, o engenheiro civil vivia em municípios do interior do Estado, alternando sua permanência nas cidades. Ele passou por Colíder, Alta Floresta e Sinop, sempre na intenção de dificultar o trabalho da polícia.

Durante diligências investigativas, a equipe da Polinter levantou suspeitas que E.O.C. estaria em Cuiabá. De posse das informações os investigadores em trabalho de monitoramento, lograram êxito em surpreender o procurado no bairro Nossa Senhora Aparecida.

Leia mais:   Polícia Civil recupera carga de óleo lubrificante e prende dois

Ao ter o mandado de prisão preventiva por condenação cumprido, E.O.C. foi conduzido até a Polinter para providências cabíveis. Posteriormente o preso foi apresentado para audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Polícia Civil prende casal por prática de estelionato

Publicado

Assessoria/PJC-MT

Um casal suspeito de envolvimento em estelionato foi preso pela Polícia Judiciária Civil do município de Sinop (500 km ao norte de Cuiabá), na tarde de quarta-feira (26.02). A mulher foi autuada em flagrante delito e o companheiro foi preso em cumprimento a mandado de prisão.

A suspeita de 27 anos possui cerca de quinze boletins de ocorrências registrados contra ela, sendo a maioria por estelionato, e vinha trabalhando como motorista de aplicativo. Ao fazer uma corrida, a mulher cobrou do cliente o valor bem acima do devido. A corrida era de R$ 20,00 e ao passar o cartão, a motorista cobrou o valor de R$ 4 mil.

Logo que o cliente observou a quantia errônea cobrada, a motorista foi procurada para fazer o ressarcimento, e como forma de devolução a mesma entregou à vítima uma folha de cheque preenchida no valor de R$ 4 mil. Porém, ao fazer a consulta do cheque foi verificado que se tratava de produto de furto ocorrido em outubro de 2019, na cidade de Sorriso.

Na ocasião do furto em Sorriso, a suspeita foi detida em flagrante e ficou presa por mais de 30 dias, em uma unidade prisional feminina de Nortelândia. Segundo apuração, ela possuía vários cheques da vítima moradora de Sorriso e estava utilizando as ordens de pagamento para outras vítimas.

Leia mais:   Sesp divulga balanço da Operação Carnaval 2020 nesta quinta-feira (27)

Já o seu companheiro foi detido ao comparecer na Delegacia de Polícia de Sinop para fazer a retirada do veículo que a esposa conduzia no momento da abordagem. Contra o homem foi constatado um mandado de prisão em aberto, decretado pela Comarca de Sorriso em novembro de 2019, também por estelionato.

A suspeita autuada em flagrante por estelionato. Após as providências cabíveis, ambos foram encaminhados para audiência de custódia do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil promove atividades de qualidade de vida para servidoras

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Em alusão ao “Dia Internacional da Mulher”, comemorado em 8 de março, a Polícia Judiciária Civil, por meio da equipe psicossocial da Coordenadoria de Gestão de Pessoas, promoverá em Cuiabá um evento no dia 06 de março, com diversas atividades.

A programação será realizada em períodos (matutino e vespertino) e terá ações preparadas especialmente para as profissionais da Polícia Civil, voltadas ao bem-estar, valorização e autoestima das servidoras.

No cronograma terão atividades de massagem neurocirculatória e massagem quick, técnicas que visam proporcionar benefícios para a saúde física e mental da pessoa, além de potencializar e estimular qualidade de vida.

Haverá também a apresentação da prática corporal chinesa conhecida como Chi Kung e a Terapia Comunitária Integrativa (TCI), que trazem na essência a harmonia e fortalecimento do sistema corporal, aumento da longevidade, entre outros auxílios e estímulos importantes para o aconchego e felicidade.

O evento é realizado pela Gerência de Aplicação, Desenvolvimento, Saúde e Segurança, da Coordenadoria de Gestão de Pessoas da Polícia Civil, em parceria com o Instituto de Pesquisa e Ensino Avançado (IPEA) e Unidade de Referência de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (URPICS) da Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá.

Leia mais:   Polícia Civil e sociedade organizada lançam obra de nova delegacia

Para as atividades do período vespertino, que ocorrerá no Horto Florestal Tote Garcia, em Cuiabá, é necessário fazer a inscrição até o dia 05 de março (quinta-feira) pelos telefones (65) 3613-5627 e/ou 99972-5945.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana