conecte-se conosco


Política

Comitiva de parlamentares reivindicam a pavimentação da MT-241

Publicado

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Com a finalidade de solicitar a pavimentação asfáltica de nove quilômetros, do trecho que liga a MT-241, até a Vila Roda D’água, o deputado estadual João Batista (Pros), juntamente com o prefeito de Nobres, Leocir Hanel e o assessor parlamentar José Domingos Fraga estiveram reunidos na última quarta-feira (17), com o secretário de Infraestrutura, Marcelo de Oliveira, pedir urgência na liberação da ordem de serviço para a execução das obras no perímetro.

“A pavimentação desses quilômetros da rodovia, entre Nobres e a Vila Roda D’agua, facilitará o acesso dos visitantes que terão mais segurança para viajar,  especialmente os turistas que visitam a Vila, um dos principais pontos turísticos de nosso município”, pontuou Leocir Hanel.

O deputado João Batista destacou a importância da pavimentação da estrada e ressaltou que vai trabalhar para que a comunidade receba investimentos do governo do estado. “Estou a disposição para trabalhar em parceria com os parlamentares na busca de apoio e incentivos que tragam benefícios para Nobres e para todo o Estado”, ponderou.

Ao final da reunião, o secretário de Infraestrutura, Marcelo de Oliveira encaminhou o ofício requerido, para que seja feita a licença, o projeto e a licitação das obras.  “Tenho interesse em viabilizar esse projeto, com o objetivo de levar melhorias para as comunidades do município de Nobres, estou a disposição dos parlamentares para atender as demandas e executar aquelas que forem possíveis”, explicou Marcelo.

Leia mais:   Projeto regulamenta o uso de veículos aéreos não tripulados pelos órgãos de segurança

Também participaram do encontro os secretários municipais Marcos Cheba e Acendino Mendes, o assessor do prefeito, Chiquinho Souza, e o deputado licenciado Eduardo Botelho (DEM).

Comentários Facebook

Política

Projeto de Lei visa o uso de Veículos Aéreos Não Tripulados pelos órgãos de Segurança Pública

Publicado

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

Deputado Elizeu Nascimento (DC) é o autor do projeto de lei nº 512/2020 que disciplina o uso de veículos aéreos não tripulados (Vants), também conhecidos como drones. Tecnologia que poderá ser utilizado nas ações policiais e no monitoramento ambiental, de trânsito e de fronteiras.

A propositura propõe que órgãos da segurança pública deverão optar pela utilização dos Vants capazes de armazenar e transmitir imagens nas funções de investigação e de policiamento ostensivo, desde que respeitadas a vida, a integridade física, a intimidade, a privacidade e a imagem das pessoas.

Conforme com a proposta, os cursos de formação e capacitação dos agentes de segurança pública deverão incluir conteúdo programático que os habilite a operar Vants. O projeto também prevê que órgãos de segurança pública definam a quantidade e a qualidade adequadas de Vants para o cumprimento de suas missões.

O texto determina ainda que a o uso de Vants seja regulamentado pela autoridade de telecomunicações, pela autoridade de aviação civil e pela autoridade aeronáutica.

O parlamentar autor da proposta, Elizeu Nascimento, defende que o equipamento é uma valiosa ferramenta de que os órgãos de segurança pública podem dispor tanto na investigação, como no patrulhamento.

Leia mais:   Projeto regulamenta o uso de veículos aéreos não tripulados pelos órgãos de segurança

“Em várias situações, como na atuação de inteligência policial, no monitoramento ambiental, de trânsito ou de fronteiras, no apoio de alvos e no suporte a operações policiais, esses dispositivos podem permitir a visualização remota de áreas muito perigosas, extensas ou de difícil acesso, substituindo os helicópteros ou a presença física de policiais, de modo mais barato, rápido e seguro”, afirmou Nascimento.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

Projeto regulamenta o uso de veículos aéreos não tripulados pelos órgãos de segurança

Publicado

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

Deputado Elizeu Nascimento (DC) é o autor do projeto de lei nº 512/2020 que disciplina o uso de veículos aéreos não tripulados (Vants), também conhecidos como drones. Tecnologia que poderá ser utilizado nas ações policiais e no monitoramento ambiental, de trânsito e de fronteiras.

A propositura propõe que órgãos da segurança pública deverão optar pela utilização dos Vants capazes de armazenar e transmitir imagens nas funções de investigação e de policiamento ostensivo, desde que respeitadas a vida, a integridade física, a intimidade, a privacidade e a imagem das pessoas.

Conforme com a proposta, os cursos de formação e capacitação dos agentes de segurança pública deverão incluir conteúdo programático que os habilite a operar Vants. O projeto também prevê que órgãos de segurança pública definam a quantidade e a qualidade adequadas de Vants para o cumprimento de suas missões.

O texto determina ainda que a o uso de Vants seja regulamentado pela autoridade de telecomunicações, pela autoridade de aviação civil e pela autoridade aeronáutica.

O parlamentar autor da proposta, Elizeu Nascimento, defende que o equipamento é uma valiosa ferramenta de que os órgãos de segurança pública podem dispor tanto na investigação, como no patrulhamento.

Leia mais:   AGU restabelece compromisso em lutar contra ação da PGE

“Em várias situações, como na atuação de inteligência policial, no monitoramento ambiental, de trânsito ou de fronteiras, no apoio de alvos e no suporte a operações policiais, esses dispositivos podem permitir a visualização remota de áreas muito perigosas, extensas ou de difícil acesso, substituindo os helicópteros ou a presença física de policiais, de modo mais barato, rápido e seguro”, afirmou Nascimento.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana