conecte-se conosco


Destaque

Comitê Paralímpico Brasileiro e Unemat realizam curso de capacitação em Cáceres

Publicado

Treinadores das seleções paralímpicas brasileira de Goalball, para atletismo, voleibol sentado e futebol de 5 estão em Cáceres ministrando o 1º Curso de Capacitação em Educação Paralímpica. O evento reúne 140 participantes entre acadêmicos de graduação, professores da rede pública de ensino, gestores de esporte e lazer.

O objetivo do curso promovido em parceria pela Universidade do Estado de Mato Grosso com o Comitê Paralímpicos Brasileiro é promover a formação e a qualificação de profissionais para atuar no esporte paraolímpico.

O treinador da seleção paralímpica de voleibol sentado, Celio Mediato, destaca que nos últimos anos o interesse dos municípios pelos esportes paralímpicos tem crescido. “Isso é muito importante, porque estamos capacitando profissionais que serão agentes multiplicadores das modalidades paralímpicas. Nós sabemos que muitas crianças e deficientes ainda estão dentro de suas casas, até por preconceito das famílias e com esse processo queremos atingir o máximo de pessoas e promover nas escolas o que chamamos de inclusão inversa, que é quando o aluno não deficiente tem a chance de saber e viver na prática as dificuldades dos deficientes de forma a sensibiliza-los e a humanizar a relação entre deficientes e não deficientes”, afirmou.

Para a professora da rede pública de ensino, Leila Maira Borré, que assumiu a função de professora de Educação Física na rede estadual de ensino e atua na escola Gabriel Pinto de Arruda em Cáceres, esse curso vem atender os desejos de qualificação. “Com as alterações legais nossos currículos contemplam os esportes paralímpicos como conteúdo específico para as séries do ensino fundamental II e saber mais dessas modalidades possibilita que os alunos interajam e se interessem de forma a reconhecer as oportunidades que possuem. De 10 turmas que tenho em sete tenho alunos com alguma deficiência, e esse curso possibilita que possamos planejar o desenvolvimento das aulas de forma a promover um processo inclusivo”, diz.

Leia mais:   Programa do Governo de Mato Grosso vai distribuir 200 mil cobertores

A acadêmica de Educação Física da Unemat, Ana Paula Cuiabano Gomes, de 22 anos, entrou na graduação com uma motivação a mais. Ela tem um filho com paralisia cerebral, que tem três anos, e entende que a educação física traz novas motivações para as pessoas com deficiência de modo a superar as dificuldades. “Juntamente com outras mães em Cáceres, muitas vezes os professores nos procuram e nos dizem não saber como lidar com nossas crianças, então esse curso é uma forma de capacitar esses profissionais” relata.

Para o professor da Unemat, e coordenador do Centro Interdisciplinar de Pesquisas em Esporte e Exercício, Riller Reverdito da Silva a intenção é que esse primeiro curso sirva como aproximação da Unemat com o Comitê Paralímpico a fim de promover outros eventos e ações em conjunto visando a formação continuada dos professores. “Esse curso nasceu de uma demanda apresentada nas pesquisas e atividades do centro e acredito que este é o inicio de uma parceria muito promissora”.

O curso começou nesta segunda-feira (14) com a parte teórica sobre os pressupostos da Educação Paralímpica ministrada pelo coordenador de Educação Paralímpico Brasileiro Davi Farias Costa e pela professora Afonsa Janaína da Silva, e a parte prática da oficina que segue até essa quarta-feira (16) os professores: Alex Sabino (para atletismo), Antônio Bahia (Futebol de 5), Celio Mediato (voleibol sentado) e Nagila Zambonatto (Goalball).

Leia mais:   Advogado de Cáceres de 41 anos morre vítima de Covid-19 em Crato -CE; OAB lamenta perda da classe

Organização: Centro Interdisciplinar de Pesquisas em Esporte e Exercício Física (Cipeef), Universidade do Estado de Mato Grosso, Rede Cedes Mato Grosso, Ministério da Cidadania/Secretaria Especial do Esporte, Educação Paralímpica e Comitê Paralímpico Brasileiro.

Apoio: Secretaria Ajunta de Esporte e Lazer, Governo do Estado de Mato Grosso, Secretaria de Esporte e Lazer, Prefeitura Municipal de Cáceres e Colégio Salesiano Santa Maria.

por Lygia Lima

Comentários Facebook

Destaque

MT é estado que menos testou para Covid; SES rebate números

Publicado

Assessoria

Uma reportagem publicada pelo portal UOL nesta quinta-feira (9) coloca Mato Grosso como o Estado do País, proporcionalmente, que menos testou a população para detectar a presença da Covid-19. Os números, no entanto, foram contestados pela secretaria de Estado de Saúde.

Segundo a publicação, a cada mil mato-grossenses, apenas 3,15 foram testados para o vírus. Os números são relativos até o dia 19 de junho e, conforme o UOL, foram disponibilizados pelo próprio Ministério da Saúde.

A reportagem revela que o índice leva em consideração tanto os exames do tipo RT-PCR (apontado como ideal para o controle da epidemia), quanto os testes rápidos (tidos como ineficazes por médicos e cientistas).

Se levados em consideração apenas os exames RT-PCR, Mato Grosso não chegava a um teste por mil habitantes (0,8).

Outro estado com índices baixos de testagem citados pela publicação é Minas Gerais. Entre os mineiros, a taxa de exames por mil habitantes é de 5,54.

Se considerado apenas o PT-PCR a taxa em Minas cai para 1,3 testes por mil habitantes.

Leia mais:   Novo levantamento deve consolidar hegemonia de MT na produção agrícola do país

O Estado com maior taxa foi Rondônia, onde 26,97 em cada mil pessoas foram examinadas.

SES rebate dados

À reportagem, a secretaria de Saúde de Mato Grosso rebateu os dados disponibilizados ao UOL pelo Ministério da Saúde.

“O Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) realizou 487% a mais de exames do que o apontado. Foram 13.847 análises de amostra do PCR em Mato Grosso, até a data em questão, conforme pode ser conferido no Boletim do Coronavírus nº 103, do dia 19 de junho. É importante frisar que esse quantitativo não engloba os testes rápidos e as testagens realizadas em âmbito privado”, afirmou a SES.

Por fim, a secretaria informou que adquiriu 520 mil testes rápidos e 20 mil testes RT-PCR para detecção da doença.

Clique AQUI e confirma reportagem na íntegra.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Prefeitura inicia asfalto comunitário em ruas do bairro Jardim Celeste

Publicado

Assessoria

A Prefeitura de Cáceres, por meio da Secretária de Infraestrutura e Logística iniciou esta semana mais um trabalho de drenagem pluvial nas Ruas Mora, Alvarenga e Rui Barbosa, do Bairro Jardim Celeste.

Este trabalho faz parte do Programa de Asfalto Comunitário (PASCOM), uma parceria da Prefeitura e dos moradores, onde a os moradores colaboram com a compra do material e a Prefeitura arca com as despesas de combustível, maquinários, equipe técnica e a mão de obra.

O secretário da pasta, Wesley Lopes, explicou que existe um planejamento para que se chegue à conclusão do asfalto. “É necessário passar por várias etapas, nós já realizamos a drenagem pluvial, posteriormente vamos realizar a terraplanagem e finalmente a pavimentação”, finalizou Wesley.

O prefeito de Cáceres, Francis Maris Cruz, contou que foi necessário um planejamento, para realizar o tão sonhado asfalto em Cáceres. “A Gestão Francis e Eliene trabalhou com metas, por isso conseguimos estruturar a Prefeitura e  economizar recursos.  Compramos maquinários, fizemos concurso público para engenheiros e arquitetos, formando assim uma equipe técnica especializada e com a participação dos moradores na compra do material, temos hoje já feito em vários bairros um asfalto com custo bem abaixo do mercado e com qualidade”, afirmou o prefeito.

Leia mais:   Bolsonaro revela que seu exame para Covid-19 deu positivo

O morador do Bairro Jardim Celeste, Osvaldo da Silva, contou que ele encabeçou o movimento do PASCOM e que se sente muito feliz assim como os outros participantes. “A valorização dos nossos imóveis é muito maior do que o investimento que estamos fazendo, esse é um momento histórico para nossa cidade, esse projeto é muito bom”, disse emocionado e agradecido o seu Osvaldo.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana