conecte-se conosco


Estadual

Começam as inscrições para o ProUni

Publicado

Candidatos chegam para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os portões foram fechados às 13h, horário de Brasília.

Começam hoje (11) as inscrições do Programa Universidade para Todos (ProUni). Ao todo, serão ofertadas, para o segundo semestre deste ano, 169.226 bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais e 101.139 parciais. O prazo para participar da seleção vai até 14 de junho. A inscrição deverá ser feita pela internet, no site do Prouni.

Os participantes podem escolher até duas opções de curso. Durante o período de inscrição, o candidato pode alterar as opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada.

As bolsas de estudo ofertadas pelo ProUni são parciais, de 50% do valor da mensalidade, e integrais, de 100%. As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. Já as bolsas parciais contemplaram os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

Leia mais:   Mulheres aumentam escolaridade em relação aos homens, mostra pesquisa

Podem se inscrever candidatos que não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. Além disso, os estudantes precisam ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral.

É preciso ter obtido ainda uma nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem. O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas do exame e, depois, dividindo por cinco. Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.

Também podem participar do programa estudantes com deficiência e professores da rede pública.

Nota de corte

Diariamente o sistema do Prouni calcula a nota de corte, que é a menor nota para ficar entre os potencialmente pré-selecionados de cada curso, com base no número de bolsas disponíveis e no total de candidatos inscritos no curso, por modalidade de concorrência.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), a nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento da inscrição. Ela não é garantia de pré-seleção para a bolsa ofertada. O sistema do Prouni não faz o cálculo em tempo real. A nota de corte é modificada de acordo com a nota dos inscritos.

Leia mais:   Prefeitos vão pressionar pela votação de projetos no Congresso Nacional

Calendário

A divulgação do resultado da primeira chamada está prevista para 18 de junho. Já a segunda chamada será no dia 2 de julho.

O candidato pré-selecionado deverá comparecer à respectiva instituição de ensino superior para comprovação das informações no período de 18 a 25 de junho, caso tenha sido selecionado na primeira chamada, e de 2 a 8 de julho na segunda.

O prazo para participar da lista de espera é de 15 a 16 de julho. A lista fica disponível no site para consulta pelas instituições no dia 18 de julho.

Edição: Graça Adjuto
Por Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil Brasília
Comentários Facebook

Estadual

Lideranças municipalistas pressionam pela votação de projetos no Congresso Nacional

Publicado

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios-AMM, Neurilan Fraga, participou em Brasília nesta segunda-feira (17) de uma mobilização na Câmara Federal, junto com outras lideranças de entidades estaduais e o presidente da Confederação Nacional de Municípios, Glademir Aroldi.  O movimento busca apoio para aprovação das Propostas de Emenda à Constituição que tramitam na Câmara, como a  PEC 391/2017, que prevê 1% do Fundo de Participação dos Municípios-FPM para setembro; a PEC 376/2009, da unificação de mandato e a PEC 06/2019, que trata dos municípios na Nova Previdência.

As lideranças estiveram na Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania-CCJC da Câmara para apresentar o documento com as assinaturas sobre a unificação de mandato. “Eram necessárias 22 assinaturas, mas conseguimos 28 para que o relatório do deputado Valtenir Pereira seja colocado em pauta para a aprovação pela comissão. Será necessário novamente mobilizar os parlamentares para que as assinaturas sejam suficientes para pautar a matéria. Deveremos alcançar até 35 assinaturas”, assinalou Fraga.

Com relação à matéria, ainda há resistência de alguns parlamentares e do presidente da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC), Felipe Francischini (PSL-PR), em pautar o projeto sobre a unificação das eleições.

Leia mais:   Lideranças municipalistas pressionam pela votação de projetos no Congresso Nacional

Nesta terça está prevista também a leitura e se possível a votação do relatório pela comissão especial da PEC que prevê o acréscimo de 1% do Fundo de Participação dos Municípios de  setembro.  O acréscimo de 1% no principal repasse da União aos municípios tem como relator o deputado Júlio César (PSD-PI), e como presidente da comissão especial, o deputado Pedro Westphalen (PP-RS).

Quanto à votação da Reforma da Previdência, o movimento municipalistas busca apoio para a inclusão dos municípios. O relatório da PEC 06/2019, apresentado pelo deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), não contempla os estados e os municípios na reforma previdenciária. Em acordo dos líderes, os parlamentares optaram por deixar de fora, com a possibilidade de fazer a incorporação por emenda. ”Vamos lutar para que os Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) não sejam penalizados”, alertou Neurilan.

Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Carreta tomba, atinge caminhão na pista contrária e 4 pessoas morrem na BR-174

Publicado

Um acidente matou quatro pessoas na BR-174, município de Porto Esperidião, a 358 km de Cuiabá. De acordo com a Polícia Civil, uma carreta tombou e atingiu um caminhão na pista contrária. O acidente ocorreu nessa sexta-feira (14).

Morreram no acidente as seguintes pessoas: Jose Nelson Barbaresco, de 57 Anos, Silvani Barbaresco dos Santos, de 52, Aparecido de Paula Chaga, de 44, e Rafael Isaías Durante, de 27.

O acidente ocorreu no km 212 da rodovia.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que a pista ficou totalmente interditada pela manhã de sexta-feira e seguiu no sistema ‘pare e siga’ até a madrugada deste sábado (15).

Segundo a Polícia Civil, o acidente vitimou as quatro pessoas, sendo um casal na carreta e dois homens no caminhão. Aparentemente antes da colisão houve um tombamento da carreta que invadiu a pista contrária batendo no caminhão.

As vítimas morreram no local e não tiveram chances de serem socorridas pelo Corpo de Bombeiros.

whatsapp-image-2019-06-15-at-16.43.54.jpeg

O veículo deles atingiu um caminhão de frente. Nesse segundo veículo estavam Aparecido e Rafael.

Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec) estiveram no local do acidente. Os bombeiros retiraram os corpos das ferragens e as vítimas foram levadas para exame de necrópsia em Pontes e Lacerda.

Segundo os levantamentos da equipe PRF que atendeu o acidente, a carreta seguia sentido Cáceres, tombou na curva e seguiu arrastando no asfalto, batendo de frente com o caminhão que transitava na pista contrária.

Por: G1-MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana