conecte-se conosco


Política

Começa hoje IV Simpósio sobre Dislexia

Publicado

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso será palco para a discussão a respeito da dislexia, nesta quinta (23) e sexta-feira (24). O evento terá início às 17h30 e contará com a participação de especialistas sobre o assunto de vários estados brasileiros. A coordenação do IV Simpósio sobre Dislexia é dos deputados estaduais Wilson Santos (PSDB) e Silvio Fávero (PSL), em parceria com representantes do grupo Dislexia MT e Associação para Defesa dos Direitos dos Disléxicos.

Com militância na educação e professor por décadas em instituições de ensino, o deputado Wilson Santos afirma que o debate a respeito da dislexia é necessário para garantir a inserção social de crianças, adolescentes e até adultos que apresentam sintomas da doença.

“A exemplo do autismo, que também patrocinei a discussão, o conhecimento a respeito dos disléxicos é necessário para evitar qualquer discriminação. Uma sociedade mais humana exige conhecimento para pôr fim às discriminações”, afirma.

Fávero, que tem seu trabalho voltado às causas sociais, afirma apoiar o simpósio com muito orgulho e se coloca à disposição na construção de políticas públicas voltadas à dislexia, assunto ainda desconhecido por milhares de brasileiros. “Ser sensível a esse debate é um ato digno. Sou conhecedor da importância desse debate voltado às pessoas, em especial às crianças, que possuem transtornos de aprendizagem. Elas são capazes de ter uma vida cotidiana normal, afinal de contas, dislexia não é doença”, ressaltou Fávero.

Leia mais:   Debates entre vereadores na Câmara podem comprometer aliança entre Eliene/Valdeníria

Com o tema central “O Cérebro e a Dislexia”, o primeiro dia vai contar com a palestra “Neurologia Infantil”, conduzida pela médica Newra Rotta, que se dedica aos estudos de saúde materno-infantil, atuando principalmente nos temas de Transtorno do Aprendizado, Exame Neurológico Evolutivo e Criança.

Newra Rotta é autora dos livros Transtornos da Aprendizagem, Rotinas em Neuropediatria, Neurologia e Aprendizagem – Abordagem Multidisciplinar e, mais recentemente, Plasticidade Cerebral e Abordagem.

A presidente da Associação Brasileira de Dislexia, Maria Angela Nogueira Nico, também autora do livro Facilitando a Alfabetização, vai compor a mesa-redonda juntamente com o promotor de Justiça do Ministério Público de Mato Grosso, Miguel Slhessarenko.

No dia 24 de maio, o tema central será “Estilos de Aprendizagem” e “Dislexia na Vida Adulta”. Haverá o depoimento do publicitário e fundador do DislexClub, Felipe Ponce, “o Pippo”, para abordar o tema “Uma História de Sucesso”.

Também marcam presença os conferencistas Lucas Emanuel Ramos Pereira, fonoaudiólogo e mestre em Educação pela Universidade de Ouro Preto e com a psicóloga Inez Ocanaã de Luca, mestre em Psicologia, pós-graduada em Aprendizagem e membro da equipe multidisciplinar da Associação Brasileira de Dislexia (ABD) e do Centro Especializado em Distúrbios de Aprendizagem.

Leia mais:   Deputados concentram duas sessões na terça-feira (19)

Os últimos 20 minutos do evento, compreendidos no período das 21h40 às 22h, serão dedicados aos questionamentos da plateia. O evento termina às 22h, com moção de aplausos e encerramento.

O evento tem o apoio da concessionária Energisa, Unimed Cuiabá, Laboratório Carlos Chagas, cooperativa de crédito Sicoob e Faculdade Invest de Ciência e Tecnologia.

Oficinas – O IV Simpósio sobre Dislexia em Mato Grosso vai contar em 2019 com a novidade de oficinas práticas. Trata-se de cursos de curta duração com a entrega de certificados comprovando a carga horária.

Nos dias 23 e 24 de maio, das 9h às 12h, haverá as oficinas com os temas “Sinais, indicativos, escolares e emocionais para Dislexia, Discalculia e Disgrafia e “Estratégia para alunos com problemas de  aprendizagem”.

No período das 15h às 18h serão disponibilizadas as oficinas “Psicomotricidade e Dislexia” e “Intervenção Pedagógica na leitura e escrita por meio de atividades práticas e jogo de regras”.

Os oficineiros serão os doutores e mestres Rauni Alves, Priscila Biaggi Alves de Alencar, Mariana Coelho Carvalho Fernandes e Maria Aparecida Lacerda Novak.

Comentários Facebook

Política

Fávero cobra do governo estadual melhorias para saúde de Cáceres

Publicado

Foto: Marcos Lopes

O deputado estadual Silvio Fávero (PSL) encaminhou indicações ao governo do estado, com cópia para a Secretaria de Estado de Saúde (SES), reivindicando a compra de uma ambulância, equipamentos para realização de exames aos pacientes atendidos pelo Hospital Regional de Cáceres (distante  28 quilômetros da capital mato-grossense) e a disponibilidade de leitos da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) pelo Sistema Único de Saúde (SUS).  

As demandas encaminhadas pelo deputado atendem as reivindicações do engenheiro Takao Nakamoto. No início do mês de novembro, Takao provocou uma reunião de trabalho com o diretor do Hospital Regional, Onair Nogueira, com a participação do deputado Silvio e do deputado federal Nelson Barbudo (PSL). Na ocasião, ele mostrou a realidade da principal unidade de saúde de Cáceres.

“Pela proximidade que tenho com os deputados Silvio e Nelson, aproveitei para tentar ajudar o nosso município, que hoje atende por meio do Hospital Regional, que atende vinte municípios, até de outras regiões, dependendo da situação. A saúde pública de Cáceres precisa de atenção urgente e o que pudermos fazer para buscar as melhorias, iremos fazer. Os deputados sempre foram atenciosos com a região oeste e, com certeza, a depender deles, não irão permitir que o nosso hospital vá parar na UTI”, salientou o empresário.

Leia mais:   Frente em Defesa dos Municípios está instalada na AL

Fávero pede a aquisição de um aparelho tomógrafo computadorizado para atender a demanda do Pronto Atendimento, a fim de diagnosticar lesões ortopédicas e a investigação de acidentes vasculares cerebrais. Equipamento que também auxiliará na avaliação de traumas cranianos, doenças como câncer e processos infecciosos de diferentes órgãos.

Entre os aparelhos solicitados na indicação, está um aparelho de ressonância magnética, que irá auxiliar as equipes médicas na interação do corpo do paciente por meio de campos magnéticos e pulsos de radiofrequência, permitindo que o especialista visualize, através de imagens de alta definição, seus órgãos internos. “Esse exame é muito importante e fundamental para o Hospital Regional, uma vez que o mesmo possibilita o diagnóstico de doenças neurológicas, cervicais, cardiológicas, ortopédicas, abdominais, fraturas e até indicações de infarto”, justificou o deputado.

A precariedade da frota de ambulância que Cáceres possui e a falta de leitos de UTI, segundo Fávero, justificam suas reivindicações ao governo. “A cidade atende toda região oeste, tendo sua demanda cada vez maior. Por isso, pedi urgência quanto à compra e à disponibilidade de leitos. Não podemos esperar o pior acontecer para tomar providência. Estamos falando de vidas”, alegou Fávero.

Comentários Facebook
Continue lendo

Política

CPI da Energisa define primeiras oitivas

Publicado

Foto: Ronaldo Mazza

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) realizou, na terça-feira (19), a segunda reunião ordinária da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Energisa. Na reunião, foram entregues ao corpo técnico da CPI vários documentos com denúncias e assinaturas relatando as deficiências dos serviços que a Energisa tem prestado à sociedade mato-grossense.

“São várias denúncias que têm chegado, a começar pelo aumento abusivo das faturas de energia elétrica e as graves denúncias da má prestação de serviços. Hoje entregamos esses documentos ao corpo técnico da Casa para que possam ser analisados”, destacou Elizeu Nascimento.

“Das 11 concessionárias que a Energisa tem no país, quatro estão sendo investigadas através de CPIs. Primeiro vamos ouvir os reclamantes, depois ouvir os outros segmentos que serão importantes para começar a fazer a comparação e então chegar às conclusões importantes”, explicou o relator, deputado Carlos Avallone (PSDB).

Os deputados membros da CPI aprovaram as convocações. As primeiras oitivas serão com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas do Estado de Mato Grosso (STIU-MT), Dillon Caporossi, que falará à CPI no 26 de novembro, às 14 horas, e a secretária-adjunta do Procon-MT, Gisela Simona, que será ouvida no dia 5 de dezembro, às 16 horas, ambas na sala das comissões.

Leia mais:   Botelho diz que sessão foi normal e fala do projeto da pesca

De acordo com o deputado estadual Elizeu Nascimento (DC), que preside os trabalhos da CPI, os depoimentos são de extrema importância para esclarecimentos de dúvidas e apuração de informações.

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana