conecte-se conosco


Política

Começa hoje IV Simpósio sobre Dislexia

Publicado

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso será palco para a discussão a respeito da dislexia, nesta quinta (23) e sexta-feira (24). O evento terá início às 17h30 e contará com a participação de especialistas sobre o assunto de vários estados brasileiros. A coordenação do IV Simpósio sobre Dislexia é dos deputados estaduais Wilson Santos (PSDB) e Silvio Fávero (PSL), em parceria com representantes do grupo Dislexia MT e Associação para Defesa dos Direitos dos Disléxicos.

Com militância na educação e professor por décadas em instituições de ensino, o deputado Wilson Santos afirma que o debate a respeito da dislexia é necessário para garantir a inserção social de crianças, adolescentes e até adultos que apresentam sintomas da doença.

“A exemplo do autismo, que também patrocinei a discussão, o conhecimento a respeito dos disléxicos é necessário para evitar qualquer discriminação. Uma sociedade mais humana exige conhecimento para pôr fim às discriminações”, afirma.

Fávero, que tem seu trabalho voltado às causas sociais, afirma apoiar o simpósio com muito orgulho e se coloca à disposição na construção de políticas públicas voltadas à dislexia, assunto ainda desconhecido por milhares de brasileiros. “Ser sensível a esse debate é um ato digno. Sou conhecedor da importância desse debate voltado às pessoas, em especial às crianças, que possuem transtornos de aprendizagem. Elas são capazes de ter uma vida cotidiana normal, afinal de contas, dislexia não é doença”, ressaltou Fávero.

Leia mais:   Médico, pré candidato a prefeito aponta que Cáceres precisa de projetos de desenvolvimento

Com o tema central “O Cérebro e a Dislexia”, o primeiro dia vai contar com a palestra “Neurologia Infantil”, conduzida pela médica Newra Rotta, que se dedica aos estudos de saúde materno-infantil, atuando principalmente nos temas de Transtorno do Aprendizado, Exame Neurológico Evolutivo e Criança.

Newra Rotta é autora dos livros Transtornos da Aprendizagem, Rotinas em Neuropediatria, Neurologia e Aprendizagem – Abordagem Multidisciplinar e, mais recentemente, Plasticidade Cerebral e Abordagem.

A presidente da Associação Brasileira de Dislexia, Maria Angela Nogueira Nico, também autora do livro Facilitando a Alfabetização, vai compor a mesa-redonda juntamente com o promotor de Justiça do Ministério Público de Mato Grosso, Miguel Slhessarenko.

No dia 24 de maio, o tema central será “Estilos de Aprendizagem” e “Dislexia na Vida Adulta”. Haverá o depoimento do publicitário e fundador do DislexClub, Felipe Ponce, “o Pippo”, para abordar o tema “Uma História de Sucesso”.

Também marcam presença os conferencistas Lucas Emanuel Ramos Pereira, fonoaudiólogo e mestre em Educação pela Universidade de Ouro Preto e com a psicóloga Inez Ocanaã de Luca, mestre em Psicologia, pós-graduada em Aprendizagem e membro da equipe multidisciplinar da Associação Brasileira de Dislexia (ABD) e do Centro Especializado em Distúrbios de Aprendizagem.

Leia mais:   Francis diz que sua administração foi a mais humana e Eliene está sendo usada pela oposição

Os últimos 20 minutos do evento, compreendidos no período das 21h40 às 22h, serão dedicados aos questionamentos da plateia. O evento termina às 22h, com moção de aplausos e encerramento.

O evento tem o apoio da concessionária Energisa, Unimed Cuiabá, Laboratório Carlos Chagas, cooperativa de crédito Sicoob e Faculdade Invest de Ciência e Tecnologia.

Oficinas – O IV Simpósio sobre Dislexia em Mato Grosso vai contar em 2019 com a novidade de oficinas práticas. Trata-se de cursos de curta duração com a entrega de certificados comprovando a carga horária.

Nos dias 23 e 24 de maio, das 9h às 12h, haverá as oficinas com os temas “Sinais, indicativos, escolares e emocionais para Dislexia, Discalculia e Disgrafia e “Estratégia para alunos com problemas de  aprendizagem”.

No período das 15h às 18h serão disponibilizadas as oficinas “Psicomotricidade e Dislexia” e “Intervenção Pedagógica na leitura e escrita por meio de atividades práticas e jogo de regras”.

Os oficineiros serão os doutores e mestres Rauni Alves, Priscila Biaggi Alves de Alencar, Mariana Coelho Carvalho Fernandes e Maria Aparecida Lacerda Novak.

Comentários Facebook

Destaque

Partidos políticos se unem em prol da pré-candidatura de Enilson Rios em Araputanga

Publicado

O vice-prefeito Enilson Rios (Solidariedade) foi o escolhido por lideranças políticas do Solidariedade, PDT, PSL, PSD e o Patriota, para encabeçar um projeto de pré-candidatura para disputa majoritária em Araputanga nas eleições municipais de 2020.

O objetivo é apresentar proposta alternativa a da administração atual, com foco no desenvolvimento econômico e social para a população araputanguense. Na ocasião em que foi definido o nome de Enilson participaram os presidentes partidários Dalvan nonato (PDT), Alan Borges (SDD), além do ex-prefeito Paulo Abrão (PDT), do empresário Silvano da foto Silva (PSL), e do ex-secretário de saúde Marquinhos (PSD), entre outras lideranças politicas local.

Além da candidatura majoritária, a composição reúne um grupo forte na disputa proporcional para vereadores.

“Conseguimos um grupo forte, com pessoas honestas e trabalhadoras. Apresentamos essa pré-candidatura a prefeito e vereadores para que o cidadão de Araputanga possa escolher apoiar um projeto novo, diferente e moderno”, afirmou Enilson.

O grupo deverá manter conversas ainda com outros partidos buscando ampliar ainda mais sua composição e, além disso, também conta com apoio de lideranças em nível estadual para a pré-candidatura de Enilson Rios.

Leia mais:   Sindicato patronal do comércio em Cáceres desenvolve trabalho para superar crise e conta com apoio na representação estadual e nacional

Da Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Destaque

Sindicato patronal do comércio em Cáceres desenvolve trabalho para superar crise e conta com apoio na representação estadual e nacional

Publicado

Assim como em todo o Brasil, as cidades menos desenvolvidas sentiram fortemente o impacto da Covid-19, principalmente aquelas que usufruem das atividades turísticas para se manterem vivas. O “Segmento Representado” da Fecomércio-MT ouviu o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Cáceres (Sincovac), Sebastião “Tato” Giraldelli, que falou do impacto na economia provocado pela doença no setor que só tem crescido ano a ano no município. Além disso, as ações governamentais para solucionar tais problemas e o papel das entidades representativas na atuação dentro do município, do estado e da União, inclusive da própria Fecomércio de Mato Grosso nesta atual gestão.

Como se apresentava o setor do comércio antes do período de pandemia no município?

Com algumas dificuldades, porém, otimista e com boas expectativas, devido ao cenário nacional que tínhamos antes da pandemia.

O setor de turismo vinha crescendo no município, ajudando na atividade comercial. Qual foi o impacto da pandemia no comércio da região?

O setor vinha colaborando muito na região, mas, infelizmente, a crise acabou por prejudicar várias empresas do comércio. O principal festival na região foi cancelado – Festival Internacional de Pesca – e que acabou por prejudicar principalmente o turismo de pesca e de contemplação na região. A própria Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) afirma que o setor já acumula perdas de R$ 87,7 bilhões em todo o pais desde que teve início a pandemia e, com certeza, boa parte dos prejuízos foi nesse setor em nosso município.

Leia mais:   Médico, pré candidato a prefeito aponta que Cáceres precisa de projetos de desenvolvimento

Como tem sido a atuação do sindicato nas tratativas para a melhor retomada das atividades comerciais no município?

Orientando o comércio quanto aos cuidados, métodos de prevenção e combate à Covid-19. Defendendo também a liberação das atividades comerciais de forma responsável e segura, junto ao Poder Executivo e Legislativo, e ao Comitê de Combate à Covid-19 do município.

Como o sindicato enxerga a atuação de nossos governantes nas tratativas para superar o atual momento?

Estamos todos aprendendo a lidar com essa situação. Entendemos as dificuldades encontradas pelo poder público, porém, desde o início nos colocamos à disposição para somar e contribuir. Hoje, graças a todo o trabalho, esforço e empenhado, temos voz para defender o comércio local e tentar encontrar um meio-termo nas decisões. O Poder Executivo municipal, tem se mostrado aberto ao diálogo e com empatia ao comerciante de Cáceres.

O que a entidade sindical espera para um futuro próximo?

Esperamos que sejam criados incentivos aos empresários locais, que possamos atrair mais empresas, fomentar o empreendedorismo e também qualificar nossa mão de obra. É preciso criar um plano de ação em conjunto, com as entidades representativas, o poder público, o Sistema S e a classe empresarial para pensar o futuro de nossa cidade e nossa economia local.

Com a retomada das obras da ZPE (Zona de Processamento de Exportação), prometida para 2021 no município, o que esperar desse investimento para a região?

A retomada significa que o Governo do Estado acredita na viabilidade desse projeto de desenvolvimento para o estado. As ações paralelas, como o transporte fluvial, que está a todo vapor, vai se consolidando para concretizar a tão sonhada ZPE. Com isso, a industrialização nessa região corrobora para a criação de emprego e, consequentemente, aumento do consumo e renda na cidade, beneficiando o comércio local e toda região Centro-Oeste.

Leia mais:   Sindicato patronal do comércio em Cáceres desenvolve trabalho para superar crise e conta com apoio na representação estadual e nacional

De que forma o sindicato tem atuado para representar o segmento nas demandas políticas?

Fazemos parte de uma rede, onde, a nível estadual, temos a Fecomércio-MT que vem nos representando muito bem, e a nível nacional com a nossa Confederação Nacional do Comércio (CNC). Portanto, independente de ideologia política ou partidária, sempre levamos as demandas dos empresários para aqueles que nos representam. Entendemos que em Cáceres somos a entidade que mais tem defendido e representado os interesses do empresariado local, sempre a postos para ajudar e defender os direitos de nossos associados.

Como a entidade vê a Fecomércio-MT nestes dois anos de gestão e também como a representante máxima do comércio em Mato Grosso?

A Fecomércio-MT, nestes dois anos, mostrou a responsabilidade e transparência na sua gestão. Mais forte na sua representatividade no âmbito estadual e federal, vem atuando em setores para que o nosso comércio fique cada vez mais solido, principalmente neste momento que estamos passando. Parabéns a todos envolvido direto e indiretamente e que Deus continue abençoando nesse momento que todo mundo vem passando.

Da Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana