conecte-se conosco


Cáceres e Região

Com problemas na estrutura escola Frei Grignion é interditada pela Defesa Civil

Publicado

Editoria – Sinézio Alcântara

Infiltrações em paredes, deslocamento do revestimento cerâmico, foro solto e trintas com espessuras excessivas, levaram a Defesa Civil Municipal, a interditar, parcialmente, a escola municipal de ensino infantil, Frei Grignion, no bairro da Cavalhada. No local estudam cerca de 300 crianças na faixa etária de 2 a 5 anos, nos períodos matutino e vespertino.

A interdição, de acordo com a coordenadora da Defesa Civil, Arinéia Graciela Ardaia foi necessária para não colocar em risco a integridade dos alunos e funcionários da escola. Pareceres técnicos de engenheiros da prefeitura recomendam reparos urgentes na estrutura do prédio devido as “patologias críticas com risco de colapso na edificação”.

A escola está em funcionamento a pouco mais de três anos. Ela foi inaugurada no dia 17 de maio de 2016. Embora o prédio seja antigo, toda a estrutura foi renovada em ampliada. Os engenheiros da prefeitura recomendaram um estudo técnico feito por um geólogo. O objetivo é saber a condição do solo antes de dar início aos trabalhos de recuperação do prédio.

Leia mais:   Mato Grosso registra 19.540 casos e 741 óbitos por Covid-19

Assim que informada sobre a interdição, a secretária de Educação, Luzinete Jesus de Oliveira Tolomeu, providenciou o remanejamento dos alunos para uma ala da escola que, de acordo com os técnicos, não foi afetada. “Tomamos as providências imediatas. Fizemos o remanejamento dos alunos para um lugar seguro da escola, para evitar maiores transtornos”.

A secretária disse ainda que, mesmo com a segurança da ala, para onde os alunos foram remanejados, a secretaria está providenciando outro prédio para que todos os alunos saiam da escola. “Os alunos irão permanecer nas salas onde há segurança até no final do ano letivo. A partir do próximo ano, serão transferidos para outra escola”.

Cratera no CEOM

A escola Frei Grignion é a segunda interditada pela Defesa Civil municipal por problemas estruturais, em menos de um ano, em Cáceres. No dia 9 de maio o aparecimento de uma cratera de cerca de cinco metros de diâmetro no meio de uma sala da Escola Estadual Onze de Março (CEOM) levou o órgão a tomar a mesma decisão.

Leia mais:   NOTA EM DEFESA DOS(AS) SECRETÁRIOS(AS) DE SAÚDE DE MATO GROSSO

Á época um relatório técnico realizado por engenheiros da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) constatou que o piso do prédio apresentava rachaduras e que isso pode ter levado ao incidente. Os alunos foram remanejados para outras escolas. Embora, os representantes do governo garantiram a reforma do prédio, até hoje, depois de 6 meses, nada foi feito.

Comentários Facebook

Cáceres e Região

Em Cáceres, 470 casos suspeitos de Covid-19 esperam por resultados de exames do Lacen-MT

Publicado

Assessoria

Os números oficiais da Covid em Cáceres cresceram nas últimas 48 horas, segundo o boletim epidemiológico divulgado neste sábado (4) e chegaram a 377 casos confirmados, um crescimento de 46 novos casos.

O que tem preocupado, por exemplo, são os casos em investigação que ainda esperam por resultados dos exames.

Cáceres tem 470 pessoas aguardando resultados de exames.

Os dados divulgado neste sábado (4), estão curados 81 pessoas , 15 estão internadas e 19 óbitos.

Segundo as informações da Secretaria Municipal de Cáceres os exames têm levado até 10 dias para chegar os resultados, mais que o Lacen-MT começou a normalizar os envios dos exames nos últimos dias.

De acordo com a SES-MT os resultado de exame para a covid-19 já atrasaram em até 18 dias em Mato Grosso, desde a redução da capacidade de processamento diário pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Mato Grosso (Lacen-MT).

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) passou a divulgar, intermitentemente, no dia 12 do mês passado, os casos de morte notificados a cada 24 horas, intervalo de atualização dos boletins informativos diários.

Leia mais:   Sem nenhum, óbito Hospital Regional de Cáceres é requisitado por familiares de pacientes de Covid-19

Segundo o boletim epidemiológico do governo de Mato Grosso, 20.333 casos de Covid-19 foram confirmados desde o inicio da pandemia, sendo registrados 786 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

IMG-20200704-WA0403.jpg
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Melhor escola de MT em redação no Enem é de Cáceres

Publicado

Assessoria – GD

A inspiração para as redações pode vir de vários lugares, inclusive da poesia. Esse é a proposta do Centro Educacional Anália Franco, em Cáceres (225 km a oeste da Capital) escola que teve a melhor nota de redação do Enem em Mato Grosso e a 14ª melhor do Brasil, segundo os resultados divulgados pelo Ministério da Educação.

Por lá, a média da nota da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi de 921,11, bem acima de instituições tradicionais no estado. E entre as atividades, que continuam mesmo durante a pandemia, está a leitura de poemas de autora mato-grossense Luciene de Carvalho, que foi tema de um sarau literário online.

Segundo os dados divulgados pelo Ministério da Educação (MEC), as 10 melhores escolas no Enem no quesito redação foram particulares, porém, a surpresa foi o primeiro lugar do ranking, uma escola do interior, que até então não era muito conhecida.

Além da Anália Franco, constam entre as 10 melhores em redação o CIN ITA Medicina (média 896,73), Prina Pitt (865,19), Escola Presbiteriana de Alta Floresta (860), Colégio Maxi (846,67), Casinha Feliz Centro de Ensino (825), Colégio Ideal (824), Colégio Salesiano São Gonçalo (815,38), Colégio Notre Dame de Lourdes (815) e Salesiano Santo Antônio (810,4).

Comentários Facebook
Leia mais:   Mato Grosso registra 19.540 casos e 741 óbitos por Covid-19
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Mais Lidas da Semana