conecte-se conosco


Policial

Com novo prédio, unidade de Cáceres tem missão de combater violência

Publicado

Débora Siqueira | Sesp-MT

Cáceres registrou 488 casos de violência doméstica no primeiro semestre de 2019. No ano passado foram registrados cerca de 2 mil boletins de ocorrência, 681 inquéritos policiais relatados e outros 640 instaurados por mulheres agredidas. O número chamou a atenção da delegada titular da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso, Judá Maali Pinheiro Marcondes.

Desde dezembro do ano passado quando assumiu a unidade, ela percebeu que o antigo prédio estava pequeno demais para os trabalhos desenvolvidos em parceria com o Alcoólicos Anônimos (AA) – que atua com palestras com agressores, uma vez que o abuso do álcool está presente na maioria dos casos de violência doméstica – e em parceria com o Ministério Público Estadual, por meio do projeto Luz, em que uma psicóloga recebe um único depoimento da criança agredida, para que ela não precise reviver os momentos de trauma mais de uma vez durante o processo judicial.

A nova sede, inaugurada na sexta-feira (09.08), é uma das seis delegacias da mulher em Mato Grosso, que buscam um atendimento mais humanizado à vítima. As crianças vítimas de violência também terão uma brinquedoteca para quando forem ouvidas em casos de violência e abuso sexual.

Leia mais:   Polícia Civil apreende várias peças de roupas falsificadas em duas lojas de Cuiabá

“Temos o objetivo de combater a violência doméstica, trabalhando não só a repressão, mas na prevenção dos crimes, fazer um atendimento mais humanizado para mulheres, crianças, adolescentes e idosos”, disse a delegada.

Por meio do projeto Luz, muitos casos de violência e abuso sexual foram denunciados na delegacia, com atendimento psicológico. A promotora Liane Amélia Chaves comentou que agora o atendimento para crianças e adolescentes está consolidado com o que a lei prevê, como uma sala para o depoimento sem danos para que a vítima não sofra ao falar sobre o crime reiteradas vezes.

“A cidade de Cáceres tem muita carência e esse déficit econômico acaba influenciando na família. Temos muitas famílias numerosas, de filhos de vários pais e os problemas familiares são muito grandes. Muita mulher ainda não tem coragem de denunciar e às vezes se mantém no relacionamento com agressor do filho por uma dependência financeira”.

Para a magistrada Hanae Oliveira, o novo prédio mostra que o Governo de Mato Grosso está preocupado com Cáceres e se importa em levar o melhor atendimento para a população. “Toda essa estrutura lúdica faz com que a vítima relembre os momentos de agressão, mas se sentindo segura. O depoimento é colhido apenas uma vez e a vítima não precisará ser ouvida novamente em juízo, pois cada vez que fala revive os momentos de tortura”.

Leia mais:   Autor de tentativa de furto em agência bancária de Brasnorte é preso na Capital

O secretário adjunto de Inteligência Policial de Secretaria de Estado de Segurança Pública, Wilton Massao Ohara, destacou que os 13 anos da Lei Maria da Penha, recém celebrados, mostram que houveram muitos avanços, especialmente no tratamento das vítimas. “Em alguns estados aumentaram em 98% o número de casos, o que especialmente neste tipo de crime não é ruim que ocorra, isso significa que as vítimas estão perdendo o medo e denunciando. Elas não aceitam mais viver sob uma vida de agressões e abusos. A delegacia está de parabéns pelo espaço e por atuar não só na repressão, mas em projetos para a prevenção”, destacou.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook

Policial

Ação conjunta da Polícia Civil prende homem com dois mandados de prisão

Publicado

Assessoria PJC|MT

Um foragido da Justiça com dois mandados de prisão em abertos, foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na sexta-feira (16.08), durante ação integrada da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) de Rondonópolis e Delegacia de Polícia de Jaciara.

Natalício Bezerra, de 35 anos, estava com uma ordem de prisão decretada pelo juízo da Comarca de Pedra Preta pelo crime de homicídio, e outro mandado de prisão expedido pela Comarca de Rondonópolis, por porte ilegal de arma de fogo.

Depois de ser detido e ter os dois mandados judiciais cumpridos, o preso foi levado para a ala provisória da Penitenciária Mata Grande, em Rondonópolis, onde permanecerá à disposição da Justiça.

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Leia mais:   Profissionais de Segurança participam de curso de Identificação e Adulteração Veícular em Mirassol D’Oeste
Continue lendo

Policial

Polícia Civil de MT debate diferentes temas no 54º Encontro de Chefes de Polícia

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Civil de Mato Grosso esteve presente no 54º Encontro do Conselho Nacional de Chefe de Polícia Civil (CONCPC), realizado entre os dias 15 e 16 de agosto, no Estado da Bahia, com objetivo de debater diferentes temas de interesse das instituições de todo país.

Entre as pautas abordadas no encontro, estava o fortalecimento e padronização das Polícia Judiciárias, combate a corrupção, instalação do inquérito eletrônico e outras tecnologias e a proteção à criança e ao adolescente.

O evento reuniu todos dos delegados gerais do país e a comissão de Mato Grosso contou com presença do delegado geral Mário Demerval Aravechia de Resende, que também é o vice-presidente do CONCPC região Centro-Oeste, o diretor metropolitano, Douglas Turíbio Schtze, e com o delegado, Daniel Santos Nery, representando a Diretoria de Interior.

Durante os dois dias de evento, foram tratados assuntos relacionados a Polícia Judiciária, através de palestras e troca de opiniões e experiências em que os gestores dos Estados apresentavam boas práticas e ações bem-sucedidas.

Para o delegado geral de Mato Grosso, um dos focos principiais do encontro foi o reforço dos laboratórios de lavagem de dinheiro e a criação da Delegacia Especializada de Combate a Corrupção (Deccor),

Leia mais:   Polícia Civil prende casal de traficantes durante buscas em Várzea Grande

“A Polícia Civil de Mato Grosso está cumprindo as obrigações impostas, ampliando o efetivo do Laboratório de Lavagem de Dinheiro com mais três policiais e em relação a criação da Deccor, pré-requisito para recebimentos de recursos federais, a minuta já foi aprovada em conselho, visando a criação por decreto da unidade que funcionará no mesmo prédio da Delegacia Fazendária”, disse Mario Resende.

Com o tema “Pacto Nacional pela Implementação da Lei nº 13.431/2017” os participantes debateram ainda a padronização do trabalho das polícias civis em relação ao depoimento especial de crianças e adolescentes, vítimas ou testemunhas de violência.

Na ocasião, foi tratado sobre causas relativas a violência doméstica, e se criou um grupo de trabalho de delegadas do Brasil para se discutir boas práticas no combate a esse tipo de violência, além de um grupo de estudo permanente, visando a proteção da criança e do adolescente. “Houve uma grande discussão e a propositura de diversas informações e providências a serem tomadas”, completou Mario.

Outro ponto de destaque abordado, foi a tecnologia utilizadas pelas instituições tendo como ponto evidenciado a implantação do inquérito eletrônico e outros mecanismos, que permitirão que a Polícia Civil desenvolva seus trabalhos com mais celeridade e conexão com outros órgãos e entidades ligados as suas atividades.

Leia mais:   Profissionais de Segurança participam de curso de Identificação e Adulteração Veícular em Mirassol D’Oeste

“É cada vez mais importante que a Polícia Civil esteja conectada com o mundo e se eletronize, caminhando para o abandono do papel, possibilitando a realização de audiências por vídeo e a certificação digital dos policiais, entre outras diversas ações que alavancarão as ações da instituição nos próximos anos”, destacou o delegado geral.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Cáceres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Mais Lidas da Semana